Como uma visita a Nauvoo fortaleceu a fé das presidentes Bingham e Johnson ao refletirem sobre a história e ensinarem as pessoas

NAUVOO, Illinois — A noite já havia chegado quando a presidente geral da Primária, Camille N. Johnson, seu marido, o irmão Douglas R. Johnson, e a presidente geral da Sociedade de Socorro, Jean B. Bingham, e seu marido, o irmão Bruce Bingham, chegaram a Nauvoo, Illinois, com luzes iluminando o exterior de calcário do templo homônimo da cidade.  

“Estar aqui fortalece minha fé”, disse a presidente Johnson ao sentar-se no jardim do Monumento às Mulheres, próximo ao Centro de Visitantes do Templo de Nauvoo Illinois. “Isto me conecta aos meus ancestrais.”

Seus ancestrais viviam em Nauvoo, construindo casas e negócios. 

“Meus ancestrais fizeram muitas coisas difíceis. Eles ajudaram a construir o templo. Eles receberam sua investidura aqui”, disse ela. “E então eles deram o próximo passo para atravessar as planícies e começar a construir outro templo.”

Durante a visita de 24 a 25 de setembro, os Binghams e Johnsons visitaram partes das Cadeias Históricas de Nauvoo e Carthage [em inglês], apresentaram um treinamento de liderança para líderes da Sociedade de Socorro e da Primária da área, falaram com os missionários que serviam no local e exploraram suas conexões ancestrais com a cidade que os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias ajudaram a estabelecer no final da década de 1830, após se mudarem de Missouri e Ohio, e antes de se mudarem finalmente para o oeste dos Estados Unidos, na década de 1840.

A presidente geral da Sociedade de Socorro, Jean B. Bingham, à esquerda, e a presidente geral da Primária, Camille N. Johnson, presentes durante o treinamento de liderança no Centro de Visitantes de Nauvoo em Nauvoo, Illinois, no sábado, 25 de setembro de 2021. O treinamento foi transmitido para 17 estacas em Illinois, Missouri e Iowa.
A presidente geral da Sociedade de Socorro, Jean B. Bingham, à esquerda, e a presidente geral da Primária, Camille N. Johnson, presentes durante o treinamento de liderança no Centro de Visitantes de Nauvoo em Nauvoo, Illinois, no sábado, 25 de setembro de 2021. O treinamento foi transmitido para 17 estacas em Illinois, Missouri e Iowa. Credit: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

O poder dos conselhos, ministração e reconhecer o Espírito

Entre o momento em que foi chamada para ser a presidente geral da Primária e quando foi apoiada na conferência geral de abril de 2021, a presidente Johnson acordava pela manhã com uma pergunta em mente: “Quem está ministrando às crianças?”

Os irmãos ministradores são designados a famílias, que incluem as crianças. Como parte das atualizações do Manual Geral neste verão, algumas das palavras do capítulo sobre a Primária foram alteradas para refletir que as líderes e professores da Primária ajudam a ministrar às crianças, disse a presidente Johnson.   

A presidente Johnson e a presidente Bingham falaram sobre a ministração, o poder dos conselhos e sobre como ajudar outras pessoas a aprenderem a reconhecer o Espírito, durante o treinamento de liderança. A reunião do sábado, 25 de setembro, contou com uma audiência pessoal de cerca de 200 mulheres e homens e foi transmitida para as 17 estacas em Illinois, Iowa e Missouri. O treinamento incluiu apresentações de ambas as líderes gerais, tempo para perguntas dos presentes e também perguntas do Élder Jeremiah J. Morgan, o Setenta de Área que estava dirigindo a reunião.  

A presidente Bingham destacou que a ministração vai além das designações feitas pelos líderes do Sacerdócio de Melquisedeque e da Sociedade de Socorro.

“Ministrar é realmente a base do que fazemos”, disse a presidente Bingham. “Tudo o que fazemos na Igreja, cada chamado que temos tem um grande elemento de ministração.” 

Os líderes que começam a examinar as necessidades das crianças e jovens de uma ala ou ramo, e se aconselham com os líderes da Primária e dos Jovens, também poderão ajudar com eficácia os adultos do lar, disse a presidente Bingham.

A presidente geral da Sociedade de Socorro, Jean B. Bingham, e seu marido, o irmão Bruce Bingham, à esquerda, o irmão Douglas R. Johnson e a presidente geral da Primária, Camille N. Johnson, ouvem enquanto o presidente da missão de Locais Históricos de Nauvoo, Stephen Rizley, faz um tour pelo centro de visitantes na sexta-feira, 24 de setembro de 2021, em Nauvoo, Illinois.
A presidente geral da Sociedade de Socorro, Jean B. Bingham, e seu marido, o irmão Bruce Bingham, à esquerda, o irmão Douglas R. Johnson e a presidente geral da Primária, Camille N. Johnson, ouvem enquanto o presidente da missão de Locais Históricos de Nauvoo, Stephen Rizley, faz um tour pelo centro de visitantes na sexta-feira, 24 de setembro de 2021, em Nauvoo, Illinois. Credit: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

O uso eficaz de conselhos como estaca, ala, presidência, classe ou família em que todos se sintam à vontade para compartilhar ideias, estar abertos a novas ideias e ouvir uns aos outros, pode ajudar a convidar a revelação.  

“Existe revelação espalhada entre nós, não é?”, disse a presidente Johnson.

A presidente Bingham disse que se aconselhar juntos é buscar a vontade do Senhor. 

“É interessante que não estamos buscando nossa própria grande ideia”, disse a presidente Bingham. “Procuramos buscar a vontade do Senhor. É assim que encontraremos a revelação de que precisamos para seguir em frente.”

É um processo de ouvir todos e construir ideias juntos. “Para mim, é essa empolgação combinada com a confiança de que estamos indo na direção certa”, disse a presidente Bingham. “Podemos não ter todas as respostas, mas sabemos que estamos indo na direção certa. Sempre que estou em um conselho, é assim que me sinto.”

Além disso, acompanhar as designações dos conselhos ou entrevistas sobre a ministração e decidir como entrar em contato — seja um telefonema, mensagem de texto ou e-mail — ajuda a colocar a revelação recebida nos conselhos em ação. 

A presidente Johnson incentivou os líderes a incluírem as crianças na agenda do conselho da ala ou ramo, periodicamente. 

“Ministração e conselhos caminham juntos”, disse a presidente Johnson.

A presidente geral da Primária, Camille N. Johnson, e o irmão Douglas R. Johnson, à esquerda, e a presidente geral da Sociedade de Socorro, Jean B. Bingham, e o irmão Bruce Bingham ouvem a irmã Kamille Caldwell e a irmã Emily Austad durante uma visita à Cadeia de Carthage, na sexta-feira, setembro 24 de 2021, em Carthage, Illinois.
A presidente geral da Primária, Camille N. Johnson, e o irmão Douglas R. Johnson, à esquerda, e a presidente geral da Sociedade de Socorro, Jean B. Bingham, e o irmão Bruce Bingham ouvem a irmã Kamille Caldwell e a irmã Emily Austad durante uma visita à Cadeia de Carthage, na sexta-feira, setembro 24 de 2021, em Carthage, Illinois. Credit: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

A presidente Bingham sugeriu que, para aqueles que estão lutando com suas designações de ministração, os líderes podem incentivá-los a orar pelo nome das pessoas em suas designações de ministração.

Ambas as líderes ressaltaram sobre ajudar os outros a reconhecerem quando estão sentindo o Espírito, desde as crianças da Primária até os membros — incluindo recém-conversos e novos líderes — em uma variedade de ambientes, seja em casa, no tempo de cantar da Primária ou em um conselho.

A inspiração e os influxos do Espírito podem ser diferentes para cada pessoa, portanto, identificar os sentimentos de uma pessoa perguntando como se sente e a conectando com o Espírito, pode ajudar a ensinar como reconhecer o Espírito, disse a presidente Johnson. 

“Aproveite a oportunidade para identificar o que eles estão sentindo”, disse ela. 

Leia mais: Série do Church News sobre conselhos, desde a Primeira Presidência até os conselhos em família

‘O que você vai levar de Nauvoo?’

Estar em Nauvoo a mudou, a presidente Johnson disse aos quase 200 missionários que servem na cidade histórica de Nauvoo, incluindo os missionários locais, jovens missionários de proselitismo, casais missionários e os missionários de gerenciamento de propriedade. Também discursaram no devocional missionário durante a sexta-feira, 24 de setembro, o irmão Johnson, a presidente Bingham, o irmão Bingham e o Élder Morgan. 

“Élderes e sísteres, o que vocês vão levar de Nauvoo? Você vai permitir que sua experiência em Nauvoo mude você?” perguntou a presidente Johnson, cuja visita anterior a Nauvoo foi em 2009. 

Ela falou sobre seus antepassados, Samuel e Fanny Parrish, e a conversão de sua família à Igreja, a mudança para Nauvoo e os esforços para ajudar a terminar o templo. Eles receberam sua investidura no Templo de Nauvoo.

A presidente geral da Primária, Camille N. Johnson, seu marido, o irmão Douglas R. Johnson, à esquerda, e a presidente geral da Sociedade de Socorro, Jean B. Bingham, e seu marido, o irmão Bruce Bingham, pousam para uma foto com o Templo de Nauvoo Illinois ao fundo durante um tour pela histórica Nauvoo, Illinois, na sexta-feira, 24 de setembro de 2021.
A presidente geral da Primária, Camille N. Johnson, seu marido, o irmão Douglas R. Johnson, à esquerda, e a presidente geral da Sociedade de Socorro, Jean B. Bingham, e seu marido, o irmão Bruce Bingham, pousam para uma foto com o Templo de Nauvoo Illinois ao fundo durante um tour pela histórica Nauvoo, Illinois, na sexta-feira, 24 de setembro de 2021. Credit: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

“Eles foram transformados por causa dos convênios e ordenanças que fizeram no templo”, disse o presidente Johnson. “Isso é algo que eles levaram de sua experiência em Nauvoo. Eles deixaram esta cidade investidos de poder para enfrentarem os desafios associados à sua expulsão e migração para o oeste.”

Ela relatou as interações de seus antepassados ​​com o Profeta Joseph Smith e seu testemunho a respeito dele. A presidente Johnson sugeriu aos missionários que aumentar seu testemunho de Joseph Smith e continuar a aprenderem como o Espírito lhes fala em seu serviço nos locais históricos são duas outras maneiras pelas quais estar em Nauvoo pode mudá-los. 

“Por favor, deixe que suas experiências pessoais com o Espírito sejam algo que vocês possam levar de Nauvoo”, disse ela. 

A presidente Bingham citou as experiências de seus tataravós Freeman e Huldah Nickerson, que se filiaram à Igreja em 1833 em Perrysburg, Nova York, junto com vários membros da família. Freeman Nickerson, que tinha 2,10 m de altura e cerca de 150 kg, foi para Kirtland, Ohio, para pedir a Joseph Smith e Sydney Rigdon que fossem com ele ao Canadá para compartilhar o evangelho com seus filhos adultos. Ele e Huldah estavam entusiasmados por compartilhar o evangelho restaurado com todos que conheciam.  

Freeman serviu em várias missões e foi guarda-costas de Joseph Smith, e ele e dois de seus filhos fizeram parte do Acampamento de Sião. Em 1838, eles foram para o Missouri e depois para Quincy, Illinois, e, finalmente, para Nauvoo. Lá, Huldah cuidou de familiares doentes enquanto construía uma cabana rústica onde mais tarde estabeleceram uma casa e um pomar.

A presidente geral da Primária, Camille N. Johnson, à esquerda, e a presidente geral da Sociedade de Socorro, Jean B. Bingham, observam a estátua de Emma e Joseph Smith durante uma visita à histórica Nauvoo, Illinois, na sexta-feira, 24 de setembro de 2021.
A presidente geral da Primária, Camille N. Johnson, à esquerda, e a presidente geral da Sociedade de Socorro, Jean B. Bingham, observam a estátua de Emma e Joseph Smith durante uma visita à histórica Nauvoo, Illinois, na sexta-feira, 24 de setembro de 2021. Credit: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Após o martírio de Joseph Smith e as crescentes hostilidades em Nauvoo, eles foram para o oeste. Freeman Nickerson foi um dos muitos que morreram durante o inverno de 1846. Aos 70 anos, Huldah Nickerson estava decidida a chegar ao Vale do Lago Salgado — e ela conseguiu. 

“A fé deles nunca vacilou”, disse a presidente Bingham, cuja família já visitou Nauvoo muitas vezes, a mais recente delas há seis anos. 

A presidente Bingham incentivou os missionários a guardarem as lembranças das experiências espirituais que tiveram e a escolherem permanecer no caminho do convênio. 

“Uma oportunidade maravilhosa que vocês têm aqui na missão de Nauvoo é que o mundo vem até vocês”, disse a presidente Bingham, observando que as pessoas visitam Nauvoo e que os missionários fazem tours virtuais para “visitantes” de todo o mundo. “Seu privilégio é compartilhar as boas novas do evangelho em um lugar que ajude as pessoas a verem o início histórico, bem como a sentirem o impacto atual de viverem os princípios do evangelho.”

Estrelas âncoras

Enquanto estavam em Nauvoo, os Binghams e Johnsons visitaram o Centro de Visitantes de Nauvoo [site em inglês], recentemente remodelado, e várias casas e edifícios históricos, incluindo os do Distrito do Templo de Nauvoo e a casa de Sarah Granger Kimball; assistiram às apresentações das missionárias, incluindo uma sobre a organização da Sociedade de Socorro Feminina de Nauvoo; e ajudaram a plantar flores e outras plantas ao redor de duas árvores dogwood recém-plantadas no jardim do Monumento às Mulheres. Eles também visitaram a Cadeia de Carthage, na cidade vizinha de Carthage, Illinois.

A presidente geral da Sociedade de Socorro, Jean B. Bingham, e seu marido, o irmão Bruce Bingham, exibem uma estrela de metal usada para ajudar a proteger os tijolos do lado de fora das casas, uma peça original da casa de Edward e Anne Hunter durante um passeio pela histórica Nauvoo, Illinois, na sexta-feira, 24 de setembro de 2021. Ela é descendente dos Hunter.
A presidente geral da Sociedade de Socorro, Jean B. Bingham, e seu marido, o irmão Bruce Bingham, exibem uma estrela de metal usada para ajudar a proteger os tijolos do lado de fora das casas, uma peça original da casa de Edward e Anne Hunter durante um passeio pela histórica Nauvoo, Illinois, na sexta-feira, 24 de setembro de 2021. Ela é descendente dos Hunter. Credit: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Os antepassados ​​da presidente Bingham incluem Edward e Anne Hunter, cuja casa é uma das várias reconstruídas ou reformadas no Distrito do Templo de Nauvoo, que foi dedicado por Élder Quentin L. Cook, do Quórum dos Doze Apóstolos, em maio.   

Embora muitas das peças da casa sejam reproduções cuidadosas de peças da época, há uma estrela de metal que é original da casa. Durante as visitas anteriores à dedicação da casa como parte do Distrito do Templo, Bill Hopp, um descendente da família que morava na casa depois que os santos foram embora, trouxe uma estrela âncora de metal que fazia parte da casa original. 

Essas estrelas eram frequentemente usadas para ajudar a proteger as vigas que atravessavam as casas e funcionavam para ajudar a estabilizar e manter unidos os tijolos externos.

“Essa estrela realmente me faz pensar que o que mantém nosso testemunho unido é o conhecimento e o testemunho de nosso Salvador Jesus Cristo e do plano de salvação de nosso Pai Celestial”, disse a presidente Bingham. “Espero que minha família — e espero que todos — mantenham esses conceitos em mente e mantenham seu testemunho forte pelo resto de sus vida.” 

Para obter informações sobre a histórica Nauvoo, incluindo passeios virtuais [em inglês], visite nauvoohistoricsites.org/schedule-virtual-tours.