Élder Andersen ensina cinco princípios sobre o arrependimento e o perdão

Élder Neil L. Andersen e sua esposa, a irmã Kathy Andersen, interagiram recentemente com jovens adultos solteiros durante suas viagens em Guayaquil, Equador, e Bogotá, Colômbia.

O casal Andersen pediu aos jovens adultos solteiros dessas duas cidades sul-americanas que compartilhassem perguntas, preocupações e experiências que poderiam ser abordadas durante o devocional para jovens adultos na América Latina e na Espanha no domingo, dia 9 de janeiro.

“Seguindo a recomendação de muitos jovens adultos, decidimos falar sobre o arrependimento e o perdão, e a poderosa influência que a Expiação do Senhor Jesus Cristo têm em nos ajudar a nos arrependermos e recebermos o perdão”, disse Élder Andersen, membro do Quórum dos Doze Apóstolos.

Ele foi acompanhado por Élder Valeri V. Cordón, Setenta Autoridade Geral, e pela irmã Reyna I. Aburto, segunda conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro.

Élder Andersen, Élder Cordón e a irmã Aburto concentraram seus ensinamentos no arrependimento e no perdão, em cinco princípios-chave.

Élder Neil L. Andersen, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, foi acompanhado por Élder Valeri V. Cordón e irmã Reyna I. Aburto durante o devocional para jovens adultos para falantes de espanhol, transmitido no dia 9 de janeiro de 2022.
Élder Neil L. Andersen, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, foi acompanhado por Élder Valeri V. Cordón e irmã Reyna I. Aburto durante o devocional para jovens adultos para falantes de espanhol, transmitido no dia 9 de janeiro de 2022. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

1. Arrependermo-nos e virmos a Cristo

Dons e poder celestiais estão reservados para todas as pessoas que se esforçam para aumentar sua fé em Cristo, ensinou Élder Andersen.

“A fé cresce e se fortalece dentro de nós ao desejarmos acreditar, ao ponderarmos a palavra de Deus, ao aumentarmos a sinceridade e a frequência de nossas orações, ao nos arrependermos e guardarmos os mandamentos e ao vivenciarmos o poder do Senhor Jesus Cristo em nossa vida”, disse ele.

À medida que nossa fé cresce, nosso desejo de mudar comportamentos, nos arrepender, guardar os mandamentos e descartar coisas prejudiciais também aumenta.

“Ao fazermos estas coisas, outro poder surge repentinamente: o poder de Cristo e de Sua Expiação, que trazem um perdão crescente por pecados cometidos no passado”, disse Élder Andersen. “Começamos a sentir Sua aprovação, Seu amor e Sua graça. Então, de maneira milagrosa, às vezes rapidamente, outras lentamente, sentimos o dom de Seu perdão.”

A irmã Reyna I. Aburto, segunda conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro, se dirige aos jovens adultos solteiros falantes de espanhol durante um devocional transmitido no dia 9 de janeiro de 2022.
A irmã Reyna I. Aburto, segunda conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro, se dirige aos jovens adultos solteiros falantes de espanhol durante um devocional transmitido no dia 9 de janeiro de 2022. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

2. Um coração quebrantado e um espírito contrito

Dois “amigos queridos” — um coração quebrantado e um espírito contrito — são necessários ao longo da jornada ao arrependimento.

“Estes dois amigos surgem por causa de nossa surpreendente percepção de que, sem Ele, não temos nada. Não somos nada. É Ele quem nos abre todas as possibilidades eternas”, disse Élder Andersen. 

Talvez a maior descoberta que uma pessoa possa fazer na vida seja a compreensão pessoal de que Cristo pagou por seus pecados. Essa compreensão aumenta a admiração, a apreciação e a adoração que a pessoa que se arrepende sente pelo Salvador.

Um coro de jovens adultos solteiros da República Dominicana se apresentou no devocional para jovens adultos na América Latina e Espanha.
Um coro de jovens adultos solteiros da República Dominicana se apresentou no devocional para jovens adultos na América Latina e Espanha. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

3. Honestidade

Não há arrependimento real ou perdão verdadeiro, sem honestidade completa, testificou Élder Andersen. “Em primeiro lugar, devemos ser honestos com nosso Pai Celestial e com nós mesmos. A desonestidade e a mentira são o alicerce e a fonte de quase todos os pecados.”

Qualquer mentira, acrescentou ele, atrasa o processo de arrependimento. “Lembrem-se de que Deus conhece os pensamentos e as intenções de nosso coração.”

Da esquerda para a direita, Élder Valeri V. Cordón, Élder Neil L. Anersen e irmã Reyna I. Aburto conversam sobre as bênçãos do arrependimento e perdão durante o devocional para jovens adultos na América Latina e Espanha.
Da esquerda para a direita, Élder Valeri V. Cordón, Élder Neil L. Anersen e irmã Reyna I. Aburto conversam sobre as bênçãos do arrependimento e perdão durante o devocional para jovens adultos na América Latina e Espanha. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

4. O sacramento

Nada fortalece e sustenta mais o empenho de nos arrependermos do que o ato de participarmos do sacramento a cada semana, com um coração quebrantado e um espírito contrito.

“Ao nos lembrarmos Dele e de Seu sofrimento, Seu amor por nós e Sua vontade de remover nossos pecados, nos sentimos repletos de enorme gratidão e de um desejo de oferecermos nossa alma a Ele”, disse Élder Andersen. “Regozijamo-nos por termos tomado Seu nome sobre nós e prometido guardar Seus mandamentos.”

Ao se lembrar do Salvador, a pessoa que se arrepende alinha seu espírito com o padrão do exemplo de Cristo, Seu caráter e Seus ensinamentos.

Élder Valeri V. Cordón se dirige aos jovens adultos solteiros falantes de espanhol durante um devocional transmitido no dia 9 de janeiro de 2022.
Élder Valeri V. Cordón se dirige aos jovens adultos solteiros falantes de espanhol durante um devocional transmitido no dia 9 de janeiro de 2022. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

5. Saber que somos perdoados

Élder Andersen disse que alguns jovens adultos perguntaram por que a lembrança do pecado permanece, mesmo após o processo de arrependimento.

“A lembrança de alguns pecados abandonados pode ficar conosco — mas a dor, a tristeza, o remorso e a culpa desaparecerão”, disse ele. Embora o Senhor prometa não se lembrar mais de nossos pecados, não nos esquecermos completamente dos erros do passado é uma bênção para nós nesta vida, para que eles nunca sejam repetidos.

“Satanás tenta usar velhos pecados contra nós, mas podemos superar estas táticas insidiosas orando imediatamente com fé e agradecendo sinceramente a nosso Pai Celestial por Seu Filho e Sua graça, misericórdia e perdão.”

Élder Andersen concluiu o devocional prestando seu testemunho e testificando sobre a Expiação.

“Deixo uma bênção apostólica a todos que desejam se arrepender e vir a Ele. Eu os abençoo para que, à medida que fazem o seu melhor para se achegarem a Ele com sinceridade, para se arrependerem das coisas que precisam descartar, prometo-lhes que sentirão Seu amor e Sua graça por vocês de maneira muito específica. Vocês saberão que Cristo deseja que permaneçam com Ele para sempre.

Élder Neil L. Andersen, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, e outros participantes do devocional para jovens adultos para falantes de espanhol, acenam para a audiência. O evento foi transmitido no dia 9 de janeiro de 2022 e incluiu Élder Valeri V. Cordón e irmã Reyna I. Aburto.
Élder Neil L. Andersen, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, e outros participantes do devocional para jovens adultos para falantes de espanhol, acenam para a audiência. O evento foi transmitido no dia 9 de janeiro de 2022 e incluiu Élder Valeri V. Cordón e irmã Reyna I. Aburto. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias