Sarah Jane Weaver: Como Presidente Russell M. Nelson tornou reforma do Templo de Salt Lake relevante ao mundo

É um momento único que jamais esquecerei: Presidente Russell M. Nelson vestindo um colete amarelo e um capacete, caminhando em andaimes e inspecionando o telhado do Templo de Salt Lake.

O trabalho em andamento no templo é um milagre moderno, uma atualização na proteção sísmica e preservação do templo como um todo. Ainda assim, os esforços de Presidente Nelson para supervisionar o projeto são, para mim, tão impressionantes quanto o próprio projeto: um líder forte e engajado em sua 10ª década de vida, envolvido nos mínimos detalhes do maior projeto de reforma na história da Igreja. As equipes estão substituindo sistemas obsoletos, atualizando a acessibilidade e fortalecendo a fundação histórica do templo, construída pelos primeiros santos dos últimos dias com muitos desafios durante a década de 1850, para construírem uma nova cidade em torno de um templo planejado. 

Presidente Nelson tocou pessoalmente nessa fundação e fez várias perguntas aos especialistas que a estão reforçando.

Presidente Russell M. Nelson, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, visita o trabalho de reforma no Templo de Salt Lake em Salt Lake City no sábado, 22 de maio de 2021.
Presidente Russell M. Nelson, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, visita o trabalho de reforma no Templo de Salt Lake em Salt Lake City no sábado, 22 de maio de 2021. Crédito: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Ele falou sobre a experiência durante seu discurso na conferência geral de outubro de 2021.

“Ao examinar o trabalho habilidoso realizado em todo este prédio, sinto-me maravilhado com o que os pioneiros realizaram. Fico totalmente admirado ao pensar que eles construíram este magnífico templo há mais de um século com as ferramentas e técnicas disponíveis na época.

“Contudo, muitas décadas depois, ao examinarmos o alicerce mais de perto, podemos ver os efeitos da erosão, rachaduras nas pedras originais e a falta de estabilidade na alvenaria.

“Agora, ao testemunhar o que engenheiros, arquitetos e especialistas em construção podem fazer para reforçar o alicerce original, fico completamente impressionado. O trabalho deles é surpreendente!”

O alicerce de qualquer edifício, particularmente um tão grande quanto o Templo de Salt Lake, deve ser forte e resistente o suficiente para resistir a terremotos, corrosão, ventos fortes e o inevitável assentamento que afeta todos os edifícios. Ele prometeu que a complexa tarefa de fortalecer o templo garantirá que ele permaneça aqui no Milênio.

Presidente Russell M. Nelson, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, visita o trabalho de reforma no Templo de Salt Lake em Salt Lake City no sábado, 22 de maio de 2021.
Presidente Russell M. Nelson, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, visita o trabalho de reforma no Templo de Salt Lake em Salt Lake City no sábado, 22 de maio de 2021. Crédito: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Então ele pediu a cada um de nós para replicar o processo em nossas próprias vidas e fortalecer nossos próprios alicerces pessoais.

“Meus queridos irmãos e irmãs, estes são os últimos dias,” ele declarou. “Se desejamos suportar os perigos e as pressões que estão por vir, é imperativo que tenhamos um alicerce espiritual firme edificado sobre a rocha de nosso Redentor, Jesus Cristo.

“Então, pergunto a cada um de vocês: ‘Quão firme é seu alicerce? E que reforços são necessários para seu testemunho e para sua compreensão do evangelho?’”

No mês passado, Presidente Nelson se tornou o presidente vivo com mais idade de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, tendo vivido até então, 97 anos, sete meses e seis dias. Algumas semanas antes, porém, ele conquistou um marco muito mais importante: anunciou seu 100º templo como líder da Igreja.

Pessoalmente, amo a esperança e a fé que ele demonstrou com esses anúncios, que sempre fizeram parte de seu ministério, mesmo em 2020, quando os templos em todo o mundo foram fechados devido à pandemia de COVID-19.

Com a decisão de fechar os templos, ele disse mais tarde que foi “doloroso e extremamente preocupante”.

“Perguntei a mim mesmo: ‘O que diria para o Profeta Joseph Smith? O que diria para Brigham Young, Wilford Woodruff e os outros presidentes, até o Presidente Thomas S. Monson? Vou me encontrar com eles em breve.’ Fechar os templos negaria tudo pelo qual todos aqueles irmãos se sacrificaram, mas realmente não tivemos outra alternativa.”

Presidente Russell M. Nelson, à esquerda, e Élder Jeffrey R. Holland olham a cidade vista do Centro da BYU em Jerusalém, no dia 14 de abril de 2018.
Presidente Russell M. Nelson, à esquerda, e Élder Jeffrey R. Holland olham a cidade vista do Centro da BYU em Jerusalém, no dia 14 de abril de 2018. Crédito: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Os templos têm sido uma parte tão importante do ministério de Presidente Nelson, que ele fez seu primeiro discurso público como Presidente da Igreja no anexo do Templo de Salt Lake em janeiro de 2018. O Monte do Templo da Cidade Velha de Jerusalém [em inglês] serviu como pano de fundo em seu primeiro ministério global, alguns meses depois, em abril. Em março de 2019, ele convidou todos os membros da Primeira Presidência e do Quórum dos Doze Apóstolos a participarem da histórica dedicação do Templo de Roma Itália, descrevendo o evento como “um momento decisivo na história da Igreja”.

Um mês depois, durante a sessão de encerramento da conferência geral de outubro de 2019, Presidente Nelson disse que “o símbolo máximo da Restauração é o templo sagrado”.

Além disso, ele também retirou o período de espera de um ano para um selamento no templo após um casamento civil; permitiu que mulheres e jovens participassem como testemunhas de batismos e selamentos no templo; e fez ajustes na cerimônia de investidura do templo.

E sob a liderança inspirada de Presidente Nelson, todos os membros da Primeira Presidência e do Quórum dos Doze Apóstolos tiveram a oportunidade de dedicar ou rededicar pessoalmente pelo menos um templo.

É difícil lembrar de alguma vez em que Presidente Nelson discursou sem mencionar o importante trabalho de coligação de Israel em ambos os lados do véu. Ele até convocou os jovens da Igreja a este trabalho no início de seu ministério profético.

Presidente Russell M. Nelson de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias visita o Templo de Salt Lake em Salt Lake City no sábado, dia 22 de maio de 2021.
Presidente Russell M. Nelson de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias visita o Templo de Salt Lake em Salt Lake City no sábado, dia 22 de maio de 2021.

No dia em que Presidente Nelson inspecionou o progresso do Templo de Salt Lake, observei do chão enquanto ele caminhava pelo andaime seis andares acima. Deste ponto de vista acima, ele acenou para os visitantes na sede da Igreja abaixo. Ainda me pergunto se eles perceberam que estavam sendo reconhecidos por um poderoso Profeta, com quase um século de idade, segundos antes de inspecionar as treliças de metal do templo (essas treliças foram presas com reforços e parafusos de metal em vez de solda, para proteger contra riscos de incêndio durante o projeto histórico de renovação do templo, fato que não passou desapercebido por nosso detalhista Profeta).

Ele também visitou a sala celestial naquele dia, perguntando especificamente sobre os esforços para protegerem e preservarem as obras pioneiras do templo. Ele usou três palavras para descrever o projeto: “enorme, incrível e inspirador”.

Em seguida, ele tornou o projeto conhecido e relevante para todos os santos dos últimos dias em todos os países.

É mais fácil construir um templo do que construir um povo digno do templo, disse ele. “São as ordenanças e convênios dentro do edifício que realmente importam.”

No mês passado, durante a conferência geral de abril de 2022, ele ecoou este importante sentimento.

“O ímpeto espiritual positivo aumenta à medida que adoramos no templo e aumentamos nosso entendimento da magnífica amplitude e profundidade das bênçãos que lá recebemos” disse ele. “Rogo-lhes que se oponham aos caminhos do mundo ao se concentrarem nas bênçãos eternas do templo. O tempo que despenderem lá trará a vocês bênçãos eternas.”

Leia mais: Veja em 10 fotos as atualizações mais recentes da reforma da Praça do Templo

O Templo de Salt Lake, quase concluído, com uma grande multidão reunida para a cerimônia de assentamento da pedra angular. O templo foi dedicado em abril de 1893.
O Templo de Salt Lake, quase concluído, com uma grande multidão reunida para a cerimônia de assentamento da pedra angular. O templo foi dedicado em abril de 1893.