Menu
In the News

‘Mantenham o foco’: Mensagem de Élder Soares para duas missões em duas semanas

Reuniões com missionários em Portugal e França incluíram mensagens poderosas para manterem o foco e ‘se regozijarem juntos’ no chamado para testificarem do Salvador

Élder Ulisses Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos, à direita, aperta a mão do presidente Roland Léporé, presidente da Missão França Lyon no sábado, 17 de setembro em Lyon, França.

Élder Ulisses Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos, à direita, aperta a mão do presidente Roland Léporé, presidente da Missão França Lyon no sábado, 17 de setembro em Lyon, França.

The Church of Jesus Christ of Latter-day Saints


LYON, França — Perto do final de uma viagem de ministério de 11 dias, Élder Ulisses Soares falou com missionários na Missão França Lyon na manhã de sábado, 17 de setembro, os incentivando a manterem “o foco no que estão fazendo.”

Essa mensagem também fez parte de suas declarações aos missionários da Missão Portugal Lisboa 10 dias antes. “‘O desânimo pode vir da distração’”, disse ele em Lisboa. “Então eliminem o que quer que cause distração.”

Élder Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos, presidiu as reuniões na França neste fim de semana e em Portugal no fim de semana anterior, e, com uma viagem ao Congresso dos Líderes das Religiões Mundiais e Tradicionais no Cazaquistão, que aconteceu entre as duas reuniões. A movimentada e cheia agenda de sua tarefa ministerial não esteve isenta de desafios, alguns dos quais ele compartilhou com os missionários em Lyon na manhã de sábado.

Ele contou sobre os voos cancelados, bagagens perdidas, greve em um dos aeroportos e itinerários ajustados que ele e sua esposa, a irmã Rosana Soares, vivenciaram. Entre outros inconvenientes, uma reunião presencial no Porto, Portugal, onde os Soares atuaram como líderes de missão, teve que ser alterada para uma reunião via Zoom. Eles haviam atravessado o continente norte-americano e o Oceano Atlântico até Portugal, apenas para serem desviados do seu destino no último minuto. Eles estavam tão perto, e ao mesmo tempo tão longe.

Embora emocionado com a percepção de perda de uma oportunidade que ele esperou uma década desde que foi chamado como Apóstolo, Élder Soares disse aos missionários que se lembrassem de que “o Senhor conhece o fim desde o começo, e Ele está no controle.”

Élder Soares observou que o Pai Celestial abençoou ele e a irmã Soares para que se sentissem como se estivessem presentes com os santos no Porto, embora estivessem falando através de uma câmera.

Em Lisboa e Lyon, ele disse aos missionários que sentiu que as palavras em Doutrina e Convênios 50:22 haviam se tornado realidade com o tempo compartilhado em cada reunião.

“Regozijem-se juntos — penso que em todos nós, nossos corações se tocaram”, disse ele aos missionários em Lyon, “apesar de todos os nossos sotaques diferentes.”

Élder Soares disse que, enquanto servem, os missionários podem ter experiências em que veem como o Pai Celestial tem guiado pessoas, por meio do Espírito Santo, à Sua Igreja Restaurada.

“Élderes e sísteres, não deixem que as lições que aprenderam na missão desapareçam”, disse Élder Soares.

Sísteres da Missão França Lyon se preparam para retornarem a suas áreas designadas, após uma reunião com Élder Ulisses Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos, em Lyon, França, no sábado, 17 de setembro.

Sísteres da Missão França Lyon se preparam para retornarem a suas áreas designadas, após uma reunião com Élder Ulisses Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos, em Lyon, França, no sábado, 17 de setembro.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Como exemplo de sua própria vida, Élder Soares compartilhou com os missionários em Lyon que foi em sua própria missão onde ele aprendeu a orar.

“No campo missionário, aprendi como conversar de forma mais aberta com meu Pai Celestial. Aprendi como receber respostas, e como ser guiado pelo Espírito. Aprendi como confiar no Salvador e em Seu sacrifício expiatório.”

Além de construir seu testemunho a respeito da Deidade, Élder Soares também disse que a missão o ajudou a aprender mais sobre como interagir com outros.

“Aprendi como amar as pessoas, a ter um coração aberto e a não discriminar quem quer que seja por qualquer motivo; e a compreender e ter mais empatia pelos seus desafios e oferecer meus braços para abraçá-los e ajudá-los a sentirem o amor de nosso Salvador Jesus Cristo.”

Essas características têm se provado ser importantes em todas as circunstâncias de sua vida, e o têm abençoado em seu serviço no reino de Deus

“É difícil imaginar onde você estará daqui a cinco, 10, 20 ou 40 anos”, disse ele. “Eu nunca, nunca, ‘um grande nunca’, imaginei que estaria na sua frente hoje, nesta linda parte do mundo, testificando de nosso Salvador Jesus Cristo.”

Mantendo sua mensagem em foco, Élder Soares concluiu seu discurso em Lyon prometendo bênçãos aos missionários.

“Ao manterem seu coração conectado ao Salvador, Ele irá abençoá-los e ajudá-los a realizarem grandes coisas em sua vida”, disse ele.

Medindo o sucesso eternamente

Ao falar em Lisboa, Élder Soares compartilhou uma perspectiva de sucesso que se estende por gerações.

O presidente da Missão Portugal Lisboa, Ronald Barcellos, é o neto do bispo de Élder Soares quando ele era criança. O avô da irmã Karin Barcellos foi o primeiro presidente de estaca em toda a América do Sul, disse Élder Soares.

Ao compartilhar esta volta ao passado, Élder Soares disse então aos missionários que os presidentes de missão, e respectivas esposas, são “chamados para prepararem líderes espirituais.”

Especificamente, ele lhes disse que durante este tempo como missionários, “vocês e eu estamos compartilhando este maravilhoso privilégio” de testemunharmos do Salvador Jesus Cristo e de Sua divina missão para o mundo. E ainda lhes disse que ser uma testemunha do Salvador é um processo ao longo de toda a vida.

Da esquerda para a direita, Élder Ulisses Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos, dá as boas-vindas aos missionários da Missão França Lyon para uma reunião em Lyon, França, no sábado, 17 de setembro, junto com o presidente Roland Léporé, presidente da missão; Élder Massimo De Feo, Setenta Autoridade Geral e presidente da Área Europa Central; e o Bispo L. Todd Budge, segundo conselheiro no Bispado Presidente.

Da esquerda para a direita, Élder Ulisses Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos, dá as boas-vindas aos missionários da Missão França Lyon para uma reunião em Lyon, França, no sábado, 17 de setembro, junto com o presidente Roland Léporé, presidente da missão; Élder Massimo De Feo, Setenta Autoridade Geral e presidente da Área Europa Central; e o Bispo L. Todd Budge, segundo conselheiro no Bispado Presidente.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

À medida que os missionários compartilham seus testemunhos, Élder Soares disse, “muitas pessoas mudam sua eternidade. A natureza de seu chamado é mudar vidas.”

E mesmo que todo o estudo, planejamento, estabelecimento de metas e ensino nem sempre saiam como os missionários esperam, Élder Soares disse que “uma [pessoa que aceite] compensa toda a rejeição.”

Com uma perspectiva eterna, o trabalho e a fé com que cada indivíduo contribui durante esta vida é uma demonstração de esperança, disse Élder Soares.

Nos últimos dois anos, esta esperança diante da adversidade tem sido pessoal para Élder e irmã Soares, que lamentaram a perda de cinco membros da família.

“Nossa fé está no plano de salvação e na esperança que temos nele”, disse. “Tenho esperança de vê-los no futuro, se continuar fiel aqui na terra.”

A irmã Soares encorajou os missionários em Lisboa a se autoavaliarem em seu papel de discípulos de Cristo. “Só o Senhor conhece nosso nível de esforço.”

Ela compartilhou com ambas missões, a história de quando era uma jovem missionária, e que ela e sua companheira achavam que suas lições estavam indo bem com uma família, apenas para descobrirem que a família não tinha verdadeiro interesse no que estava sendo ensinado.

Embora desanimada no momento, um homem que não estava na sala, mas estava ouvindo a lição de outro lugar da casa, apareceu e disse que queria continuar aprendendo e ser batizado.

Caminhos divergentes e convergentes

Presente em Lisboa e Lyon, o Bispo L. Todd Budge, segundo conselheiro no Bispado Presidente, não viajou ao Cazaquistão. Ele viajou para Roma, Itália, para apresentar uma doação de US$ 32 milhões da Igreja para o Programa Mundial de Alimentos.

O Bispo Budge disse aos missionários em Lyon que se sentiu “humilde ao fazer isso em nome dos santos.”

Um casal caminha pela ponte Passerelle Paul Couturier, que cruza o rio Saône em Lyon, França, no sábado, 17 de setembro.

Um casal caminha pela ponte Passerelle Paul Couturier, que cruza o rio Saône em Lyon, França, no sábado, 17 de setembro.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Ele então falou sobre a importância de se manter a humildade ao longo da vida, a fim de permitir que a luz do Salvador brilhe através de cada missionário.

Depois de ler os versículos de 3 Néfi 18 com os missionários, o Bispo Budge disse: “Temos que deixar Sua luz brilhar através de nós, porque não temos marcas em nossas mãos ou uma ferida em nosso lado.”

Ele disse aos missionários que se lembrassem de que qualquer luz que brilhe neles, vem do Salvador e que, para manterem essa luz, seu foco, tanto no tempo como na atenção, deve permanecer Nele.

Preparação e observação

Os missionários de ambas missões foram avisados com antecedência da visita de Élder Soares. Isto lhes permitiu que se preparassem e ficassem prontos para receberem respostas às suas próprias perguntas, enquanto o ouviam falar.

A irmã Rosana Soares, à esquerda, e Élder Ulisses Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos, à sua esquerda, ouvem um grupo de missionários cantando em uma reunião em Lyon, França, no sábado, 17 de setembro.

A irmã Rosana Soares, à esquerda, e Élder Ulisses Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos, à sua esquerda, ouvem um grupo de missionários cantando em uma reunião em Lyon, França, no sábado, 17 de setembro.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

A sister Anni Hall de Chandler, Arizona, está servindo na mesma área da sede da estaca Lyon, onde foi realizada a reunião com Élder Soares. Ela recebeu respostas às suas orações sobre como avançar com poder.

“Quero tentar fazer tudo que posso para ter experiências que ajudem a aumentar minha fé em [Jesus Cristo], para que eu possa ter mais poder e autoridade”, disse ela.

Esse aumento de fé e compreensão, disse a sister Hall, a ajudará a “se tornar uma melhor discípula de Jesus Cristo.”

Em Lisboa, o élder Justus Jorgensen, de Manti, Utah, se preparou para o devocional com Élder Soares ajudando um grupo de missionários a organizar um número musical especial para o evento.

O grupo apresentou um arranjo de “Um pobre e aflito viajor” e “Savior, Redeemer of My Soul” [Salvador, Redentor da Minha Alma].

Élder Ulisses Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos, e sua esposa, irmã Rosana Soares, cumprimentam as sísteres depois de chegarem ao terreno do Templo de Lisboa Portugal no sábado, 10 de setembro.

Élder Ulisses Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos, e sua esposa, irmã Rosana Soares, cumprimentam as sísteres depois de chegarem ao terreno do Templo de Lisboa Portugal no sábado, 10 de setembro.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

For Elder Jorgensen, arranging the musical number helped him refocus for the final transfer of his mission.

“I received some really solid promptings on where I need to be going after the mission,” he said. “But I feel like I’ve been able to live in the moment here in this last transfer more than I have my entire mission.”

Sister Lucy Collins from San Francisco, California, is just past the half-way point in her mission. She said she prayed before the mission conference looking to know what she could improve on as a missionary. She said she felt her prayers were answered as she listened to each of the speakers with one part standing out to her.

Para élder Jorgensen, organizar o número musical o ajudou a manter o foco para sua última transferência na missão.

“Recebi algumas inspirações realmente sólidas de para onde preciso ir depois da missão”, disse ele. “Mas sinto que pude viver o momento aqui nesta última transferência, mais do que em toda a minha missão.”

A sister Lucy Collins, de São Francisco, Califórnia, acabou de entrar na segunda metade de sua missão. Ela disse que orou antes da conferência missionária, procurando saber em que poderia melhorar como missionária. Ela disse que sentiu que suas orações foram respondidas enquanto ouvia cada um dos oradores, com uma parte se destacando para ela.

“Élder Soares falou sobre como fazer planos e metas é um princípio eterno”, disse ela. “Eu não era muito boa em fazer metas antes da missão, e é algo que estou aprendendo a fazer.”

Com base no que Élder Soares ensinou, a sister Collins diz que tem “mais motivação e conhecimento” para continuar estabelecendo e trabalhando em suas metas.

Élder Jorgensen também teve um forte sentimento sobre o estabelecimento de metas na mensagem de Élder Soares. Aos 24 anos, ele “tinha uma vida diferente antes da missão”, disse ele.

“E eu sei para onde estou voltando, e não é fácil, especialmente em termos de crescimento espiritual.” Ele disse que estabelecerá metas para ajudá-lo a continuar a crescer e a ter um ímpeto espiritual positivo após a missão.

Da esquerda para a direita, Élder Ulisses Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos, dá as boas-vindas aos missionários da Missão França Lyon para uma reunião em Lyon, França, no sábado, 17 de setembro, junto com o presidente Roland Léporé, presidente da missão; Élder Massimo De Feo, Setenta Autoridade Geral e presidente da Área Europa Central; e o Bispo L. Todd Budge, segundo conselheiro no Bispado Presidente.

Da esquerda para a direita, Élder Ulisses Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos, dá as boas-vindas aos missionários da Missão França Lyon para uma reunião em Lyon, França, no sábado, 17 de setembro, junto com o presidente Roland Léporé, presidente da missão; Élder Massimo De Feo, Setenta Autoridade Geral e presidente da Área Europa Central; e o Bispo L. Todd Budge, segundo conselheiro no Bispado Presidente.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Em Lyon, élder Dillon Cheney, de Rexburg, Idaho, se sentiu inspirado a se concentrar na gratidão, independentemente da situação em que se encontre. Uma coisa que ele disse saber, e que o ajudará a evitar pensamentos desanimadores, é a confirmação do amor do Pai Celestial.

“Tenho um Pai Celestial amoroso que está sempre ao meu lado”, e esse testemunho o está ajudando a “falar com mais poder e autoridade”, disse o élder Cheney.

Vivendo o evangelho diariamente

Em Lisboa, Élder Carl B. Cook, da Presidência dos Setenta, ensinou os missionários a se prepararem diariamente para o serviço.

“Assim vai ser sua manhã, assim vai ser seu dia”, disse ele aos missionários.

Ele lhes perguntou como o Senhor colocaria palavras em suas bocas para dizer o que precisava ser dito, se eles não tivessem se esforçado para estudarem e ponderarem. Aqueles que os missionários encontrarem terão muitas perguntas sobre a vida e o Salvador, disse ele. E são confrontados diariamente com notícias que podem criar medo.

“Seu evangelho é a única resposta para o medo”, disse Élder Cook.

A irmã Lynette Cook aconselhou os missionários a não ficarem presos ao passado ou preocupados demais com o futuro a ponto de negligenciarem o presente como missionários.

“Há tantas coisas com as quais podemos nos preocupar”, disse ela. “Mas quando vivemos no presente, sentimos o Espírito de Deus, e Ele está lá para nos abençoar.”

Em Lyon, Élder Massimo De Feo, Setenta Autoridade Geral e presidente da nova Área Europa Central da Igreja, acrescentou que o arrependimento diário também é essencial.

“Para se ter luz, vocês precisam se arrepender, para que, ao refinar sua alma todos os dias, a luz do Senhor em vocês reflita sua mudança”, disse ele.

Élder Ulisses Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos, se dirige aos missionários da Missão França Lyon, no sábado, 17 de setembro de 2022.

Élder Ulisses Soares, do Quórum dos Doze Apóstolos, se dirige aos missionários da Missão França Lyon, no sábado, 17 de setembro de 2022.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Nem sempre se trata de saber o que um missionário pode “fazer” para ser melhor, disse Élder De Feo. Às vezes, a melhor pergunta a ser feita é: “O que mais posso me tornar?”

A irmã Loredana De Feo, que conheceu a Igreja aos 12 anos, disse: “Não se deixem distrair pela idade, aparência ou quaisquer pensamentos humanos”, ao conhecerem alguém pela primeira vez.

“Vocês não sabem o que o Senhor tem reservado para eles. (…) Sejam guiados pelo Espírito.”

NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.