Menu
In the News

Presidente Nelson escreve sobre o poder do amor e da misericórdia nos convênios com Deus

O artigo ‘O convênio eterno’ de Presidente Nelson se encontra na revista Liahona de outubro de 2022

Presidente Russell M. Nelson, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, posa para uma foto em seu escritório no Edifício de Administração da Igreja em Salt Lake City na quarta-feira, 13 de abril de 2022.

Presidente Russell M. Nelson, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, posa para uma foto em seu escritório no Edifício de Administração da Igreja em Salt Lake City na quarta-feira, 13 de abril de 2022.

Jeffrey D. Allred, Deseret News


Quando uma pessoa faz um convênio com Deus, seu relacionamento com Ele muda e ela “deixa o terreno neutro para sempre.”

“Todos os que fizeram um convênio com Deus têm acesso a um tipo especial de amor e misericórdia. ... Na língua hebraica, esse amor que se cria por causa do convênio é chamado de hesed (חֶסֶד)”, escreve Presidente Russell M. Nelson, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, em um artigo intitulado “O convênio eterno” publicado na revista Liahona de outubro de 2022 e on-line em ChurchofJesusChrist.org. O artigo também foi compartilhado anteriormente em uma reunião de liderança da conferência geral em 31 de março de 2022.

Não existe equivalente adequado para hesed em inglês, e os tradutores da versão do Rei James da Bíblia [em inglês] costumavam usar “benignidade.” Outras traduções também foram usadas, como “misericórdia” e “bondade.”

Hesed descreve um relacionamento de convênio onde ambas as partes são leais e fiéis uma à outra.

“Uma vez que tivermos feito um convênio com Deus, nosso relacionamento com Ele se torna muito mais próximo do que antes do convênio. Agora estamos unidos”, disse Presidente Nelson. “Por causa de nosso convênio com Deus, Ele nunca Se cansará de procurar nos ajudar, e nunca esgotaremos Sua paciência misericordiosa para conosco. Cada um de nós tem um lugar especial no coração de Deus. Ele tem grandes esperanças em relação a nós.”

Na sessão da manhã de sábado, dia 2 de abril de 2022, da 192º Conferência Geral Anual de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Na sessão da manhã de sábado, dia 2 de abril de 2022, da 192º Conferência Geral Anual de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Jeffrey D. Allred, Deseret News

O convênio eterno

“O novo e eterno convênio” (ver Doutrina e Convênios 132:6) e o convênio abraâmico são essencialmente o mesmo: duas maneiras de exprimir o convênio que Deus fez com homens e mulheres mortais em épocas diferentes.

“O adjetivo eterno denota que esse convênio existia até mesmo antes da fundação do mundo”, disse Presidente Nelson.

O plano estabelecido no Grande Conselho celestial incluía sermos separados da presença de Deus, e Deus prometeu que proveria um Salvador que superaria as consequências da Queda. Quando Adão e Eva aceitaram a ordenança do batismo, eles começaram o processo de serem um com Deus. “Eles haviam entrado no caminho do convênio”, escreveu Presidente Nelson.

“Quando você e eu também entramos nesse caminho, temos um novo modo de vida. Assim, criamos um relacionamento com Deus que permite que Ele nos abençoe e nos mude. O caminho do convênio nos leva de volta a Ele”, escreveu Presidente Nelson. “Se permitirmos que Deus prevaleça em nossa vida, esse convênio nos levará cada vez mais para perto Dele. Todos os convênios têm como objetivo nos unir. Eles criam um relacionamento com laços eternos.”

Em uma revelação a Joseph Smith, o Senhor disse: “Esta promessa é vossa também, porque sois de Abraão e a promessa foi feita a Abraão” (Doutrina e Convênios 132:31).

“Assim sendo, esse convênio eterno foi restaurado como parte da grande Restauração do evangelho em sua plenitude”, disse Presidente Nelson.

No batismo, uma pessoa entra no caminho do convênio e, então, “entramos mais plenamente nesse caminho dentro do templo. As bênçãos do convênio abraâmico são conferidas nos templos sagrados”, disse Presidente Nelson.

Uma estátua do Christus é fotografada com o pôr do sol no Centro de Conferências em Salt Lake City, durante a 191ª Conferência Geral Semestral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no sábado, 2 de outubro de 2021.

Uma estátua do Christus é fotografada com o pôr do sol no Centro de Conferências em Salt Lake City, durante a 191ª Conferência Geral Semestral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no sábado, 2 de outubro de 2021.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Jesus Cristo como parte central do convênio

“O cumprimento do convênio abraâmico torna-se possível graças à Expiação de nosso Salvador, o Senhor Jesus Cristo. Jesus Cristo é a parte central do convênio abraâmico”, disse Presidente Nelson.

O Velho Testamento compartilha a história do convênio com Abraão e como ele foi realizado através de seu filho com Sara, Isaque, e depois por meio do filho de Isaque com Raquel, Jacó.

O nome de Jacó foi mudado para Israel (ver Gênesis 32:28), que significa “permita que Deus prevaleça” ou “aquele que prevalece com Deus.”

“Todos os que aceitam o evangelho tornam-se parte da linhagem de Abraão”, disse Presidente Nelson, citando Gálatas 3:27–29. “Assim, podemos nos tornar herdeiros do convênio por nascimento ou por adoção.”

A importância do convênio é mencionada várias vezes nas escrituras, inclusive em Deuteronômio, e pelos apóstolos no Novo Testamento. O Cristo ressurreto, quando visitou o povo da América antiga, disse: “E eis que vós sois os filhos dos profetas; e vós sois da casa de Israel; e vós sois do convênio que o Pai fez com vossos antepassados, dizendo a Abraão: E em tua semente serão benditas todas as famílias da Terra.

“O Pai ressuscitou-me para vir primeiramente a vós e enviou-me para abençoar-vos, desviando cada um de vós de vossas iniquidades; e isto porque sois os filhos do convênio” (3 Néfi 20:25–26).

Presidente Nelson disse: “Aqueles que guardam seus convênios com Deus se tornarão uma geração de almas resistentes ao pecado! Aqueles que guardam seus convênios terão forças para resistir à influência constante do mundo.”

Compartilhar o convênio

“[O Senhor] deseja que cada um de Seus filhos tenha a oportunidade de escolher o evangelho do Salvador e entrar no caminho do convênio. Deus quer conectar todas as pessoas ao convênio que Ele fez antigamente com Abraão”, disse Presidente Nelson.

“Os missionários do Senhor — Seus discípulos — estão engajados no maior desafio, na maior causa e no maior trabalho que está sendo realizado na Terra hoje.”

Israel foi dispersa porque o povo quebrou os mandamentos e apedrejou os profetas. Quando eles foram dispersos, foi com a promessa de que seriam reunidos novamente.

“Deus quer que todos, em ambos os lados do véu, desfrutem das bênçãos de Seu convênio”, disse Presidente Nelson.

Aqueles que fazem convênios sagrados e os guardam recebem a promessa de vida eterna e exaltação. E esses convênios e bênçãos estão abertos a todos.

“O caminho do convênio está aberto a todos. Rogamos a todos que trilhem esse caminho conosco. Nenhum outro trabalho é tão universalmente inclusivo”, disse Presidente Nelson.

Presidente Russell M. Nelson de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e sua esposa, a irmã Wendy Nelson, posam para uma foto em frente do Templo de Washington D.C. em Kensington, Maryland, no sábado, 13 de agosto de 2022.

Presidente Russell M. Nelson de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e sua esposa, a irmã Wendy Nelson, posam para uma foto em frente do Templo de Washington D.C. em Kensington, Maryland, no sábado, 13 de agosto de 2022.

Jeffrey D. Allred, Deseret News

Um caminho de amor

“O caminho do convênio é um caminho de amor — esse incrível hesed, esse cuidado cheio de compaixão para ajudar uns aos outros. Sentir esse amor é libertador e edificante”, disse ele.

O caminho do convênio tem tudo a ver com nosso relacionamento com Deus — nosso hesed com Ele.”

“Quando fazemos um convênio com Deus, fazemos um convênio com Ele, que sempre cumprirá Sua palavra. Ele fará tudo o que puder, sem infringir nosso arbítrio, para nos ajudar a guardar o nosso”, disse ele.

No Livro de Mórmon, há referências ao convênio eterno, desde a página de rosto até os testemunhos finais de Mórmon e Morôni.

“Fazer um convênio com Deus muda nosso relacionamento com Ele para sempre. Isso nos abençoa com uma medida extra de amor e misericórdia. Afeta quem somos e como Deus nos ajudará a nos tornarmos o que podemos ser”, disse Presidente Nelson.

Leia o artigo completo de Presidente Nelson em ChurchofJesusChrist.org.

NEWSLETTER
Receba destaques do Church News entregues semanalmente na sua caixa de entrada grátis. Digite seu endereço de e-mail abaixo.