Santos dos últimos dias encontram paz ao aceitarem o convite global do Presidente Nelson para jejuar

Os santos dos últimos dias que utilizaram o Twitter no domingo de manhã para checar as últimas notícias sobre o coronavírus, provavelmente encontraram paz nas palavras de um apóstolo santo dos últimos dias.

“Hoje, estou seguindo o convite do Presidente Russell M. Nelson e me juntando a vocês em jejum e oração como um apelo ao nosso Pai Celestial para nos conceder alívio durante a pandemia da COVID-19”, tuitou o Presidente M. Russell Ballard, presidente em exercício do Quórum dos Doze Apóstolos.

Sua mensagem de esperança em @BallardMRussell continuou:

“Reconheço que muitos de vocês estão preocupados com esta doença e com o impacto que pode trazer às suas famílias. Voltem-se para o Senhor para guiá-los, e à sua família, durante este momento difícil. Olhem para Ele como o Salvador e Redentor de toda a humanidade. Expressem gratidão por tudo aquilo que possuem. Sejam felizes. Continuem perseverando e façam o melhor que puderem.

“No momento certo, estas circunstâncias passarão.”

Membros de todas as origens no domingo se juntaram ao Presidente Nelson e Presidente Ballard para um jejum mundial, pela “cura física e espiritual” em resposta à atual pandemia. Muitos santos dos últimos dias convidaram amigos e entes queridos de outras religiões — ou de nenhuma denominação — para se juntarem em sua humilde oração.

Muitos compartilharam com o Church News seus pensamentos sobre união e fé, conforme concluíam seu jejum no dia do Senhor.

Wilfred Rosa e sua filha, Marina, trabalham juntos em um projeto para colorir sobre missionários, no dia 29 de março, 2020. Rosa e sua família aceitaram o convite do Presidente Russell M. Nelson para jejuar por uma solução para a pandemia do coronavírus.
Wilfred Rosa e sua filha, Marina, trabalham juntos em um projeto para colorir sobre missionários, no dia 29 de março, 2020. Rosa e sua família aceitaram o convite do Presidente Russell M. Nelson para jejuar por uma solução para a pandemia do coronavírus. Credit: Cortesia Wilfred Rosa

— Em San Juan, Porto Rico, Wilfred Rosa e Idaliz Santiago e seus três filhos pequenos centraram seu estudo familiar do domingo nas alegres bênçãos da restauração do evangelho de Cristo.

“Estamos todos jejuando e o Espírito é tão forte”, reportou Wilfred Rosa. “Podemos sentir o poder de seguir o conselho do profeta. Nossos filhos estão muito mais reverentes do que costumam ser.”

— Jerry Hsieh de Belmont, Massachusetts, disse que, uma conferência no Zoom no domingo de manhã com o Ramo Kendall Square em mandarim, permitiu oportunidades, mais do que necessárias, para jejuarem e orarem juntos.

“Durante os testemunhos dos membros, muitos mencionaram como era maravilhoso se reunir, orar e jejuar em união com todos os membros ao redor do mundo.”

Através das mídias sociais, Hsieh também convidou vários colegas da comunidade chinesa da região de Boston a participarem da reunião de oração e testemunho do ramo no domingo.

“Foi uma oportunidade maravilhosa estarmos em união com nossos vizinhos por um propósito em comum… Foi um dia de oração onde pudemos exercitar coletivamente a nossa fé.”

— Jejuar, ao lado de outros santos dos últimos dias ao redor do mundo no domingo, deixou Nancy Muñoz de Miami, Florida, com um sentimento de gratidão por um profeta vivo e um Deus atencioso.

“Quando vejo coisas ruins no mundo, penso na tristeza que o nosso Pai Celestial deve sentir. Com o jejum de hoje, estou feliz por ter demonstrado amor e obediência ao meu Pai Celestial. O jejum me encheu de paz e força para seguir em frente a cada dia e aproveitar o melhor de todas as coisas.”

Sua irmã, Maria Isabel Garcia-Craven, de Houston, Texas, acrescentou que aceitar o convite do Presidente Nelson para jejuar e orar com outros ao redor do mundo trouxe uma bênção inestimável.

“Tenho um forte testemunho da oração e jejum e sei que passaremos neste teste, independente do resultado. Nossa fé e amor pelo Pai Celestial e Seu Filho crescerão e se tornarão mais fortes.”

— Jared Ward, maratonista olímpico, pai e marido, de Provo, Utah também utilizou o Twitter no domingo, para testemunhar do chamado profético do Presidente Nelson e de seu convite global para se unirem em jejum e oração.

Jared Ward, maratonista das Olimpíadas de 2016, utilizou sua página no Twitter para compartilhar seu testemunho do Presidente Russell M. Nelson e do jejum global da Igreja durante a pandemia do coronavírus, no dia 29 de março, 2020.
Jared Ward, maratonista das Olimpíadas de 2016, utilizou sua página no Twitter para compartilhar seu testemunho do Presidente Russell M. Nelson e do jejum global da Igreja durante a pandemia do coronavírus, no dia 29 de março, 2020. Credit: Kristin Murphy, Deseret News

“Desacelerando hoje — orando e brincando juntos — me lembrou de que a paz e a felicidade ainda estão aqui”, relatou ao Church News. “Compartilhamos muitos sorrisos hoje…. Sinto a bênção da paz.”

— Inés Aristizábal de Madri, Espanha, disse que o jejum global no domingo lhe proporcionou um sentimento de que estava espiritualmente equipada “para abafar o barulho do mundo” e se reconectar com o Senhor.

“Sentimentos de gratidão me ajudaram a conhecer a paz e a ter confiança em um futuro que muitos chamam de incerto. O fato de que podemos encontrar paz em nossos corações é um milagre que apenas Deus torna possível.”

— Juan Carlos Romero de Cartagena, Colômbia, disse que, ao seguir “o pedido do nosso amado profeta para jejuar”, convidou o Senhor para sua casa no domingo.

“Lágrimas desceram pelo meu rosto ao saber que minha filha mais velha, [que está se preparando] para servir uma missão em El Salvador, foi chamada para servir pelo Presidente Nelson”, disse. “Este jejum fortaleceu meu testemunho e minha família — e sei que fortaleceu as estacas de Sião.”

— Alex Kelly de Lafayette, Califórnia, disse que o jejum no domingo trouxe a segurança de “que as coisas vão melhorar”.

 Seguir as diretrizes da região de San Francisco para permanecer em casa tem sido difícil para Kelly. Ele gostaria de poder sair e ajudar outros passando por necessidades. Mas fé, disse, precede a ajuda divina.

“Mesmo nestas circunstâncias, sei que o nosso Pai Celestial pode conceder todas as coisas que Seus filhos precisam para serem felizes”, escreveu. “Este jejum é uma maneira espiritual para podermos mostrar nossa confiança Nele. 

“Tenho milagres de jejuns anteriores e creio que os milagres acontecerão ao redor do mundo em resposta ao nosso fiel sacrifício. Sinto-me consolado em saber que Cristo nos fortalecerá — especialmente aqueles que não consigo ajudar — durante esta provação conjunta. Esta é uma excelente oportunidade para fortalecer Sião e para sermos ‘unos de coração e vontade’ com o Senhor.” (Moisés 7:18).

— Unir-se aos outros santos dos últimos dias durante o jejum no domingo invocou os poderes do céu, disse Arika Arami Cabrera de San Lorenzo, Paraguai.

“Fazer estas coisas nos dá a esperança e a paz necessárias neste momento no mundo”, disse. “Sei que, se permanecermos obedientes ao Senhor neste momento, poderemos nos tornar mais como Jesus Cristo.”

— Ricardo Barona da Cidade de Oklahoma, Oklahoma, disse que o jejum do domingo foi rico em promessas espirituais.

“Senti fortemente que Deus aceitou este jejum com todo o Seu amor”, escreveu. “Sei que jejuar é uma forma muito comum de não apenas aumentar nossa fé — mas também de receber respostas às nossas orações.

“Sou grato que o Pai Celestial está me oferecendo paz, mesmo em meio a tanta instabilidade no mundo.”

— Jejuar juntos como Igreja simboliza uma confiança comum compartilhada pelos santos dos últimos dias em todo o mundo, observou Aida Gonzãlez de Arequipa, Peru.

“Podemos nos colocar nas mãos do Senhor”, escreveu. “Ele nos ama.”