Alunos do Seminário e Instituto encontram força espiritual e refúgio nas aulas online durante a pandemia de coronavírus

Para a irmã Patience Mastny, que é professora do Seminário no Oriente Médio, as primeiras horas da manhã costumavam envolver a reunião em torno de sua mesa de jantar com 12 alunos e suas escrituras. Atualmente, no entanto, com as ordens de distanciamento social e isolamento devido à pandemia de coronavírus, a irmã Mastny começa o dia enviando um e-mail aos alunos com um documento sobre a aula e, em seguida, aguarda as respostas individuais em voz ou texto pelo WhatsApp.

“Meu país não permite que eu faça videoconferência em tempo real”, disse a irmã Mastny. “E não ter contato pessoalmente com meus alunos é difícil.”

Contudo, bênçãos compensatórias podem ser encontradas, mesmo em momentos de dificuldade, explicou a irmã Mastny.

“O feedback de meus alunos, ao compartilharem seus depoimentos e pensamentos sobre a doutrina e texto de escrituras que estamos estudando, têm sido incríveis”, disse ela. “Este espaço virtual se tornou um refúgio espiritual para todos.”

Mesmo seus alunos que estavam relutantes em compartilharem seus pensamentos e participarem de discussões presenciais estão se comunicando e engajando o Espírito, explicou ela, e eles estão se aprofundando para realmente aprender com o Espírito.

Dulce de Alarcon, da Guiana, continua ministrando sua aula do Instituto por videoconferência com seus alunos em casa.
Dulce de Alarcon, da Guiana, continua ministrando sua aula do Instituto por videoconferência com seus alunos em casa. Credit: Cortesia da Divisão de Serviços Estudantis dos Seminários e Institutos

“Em última análise, eles estão encontrando consolo em seu novo melhor amigo, o Espírito Santo, enquanto navegam por um mundo em isolamento devido à COVID-19”, disse ela. “Isto tem sido uma grande bênção e o crescimento espiritual desses jovens é exponencial. É como se estivéssemos superalimentando o Exército do Senhor nesta parte do mundo.”

A experiência da irmã Mastny de mudar para o aprendizado do Seminário pela internet é uma com que muitos santos dos últimos dias no mundo todo já estão familiarizados.

Conforme os isolamentos e ordens para ficarmos em casa entram na terceira e quarta semana em muitos lugares do mundo, alguns começaram a sentir as tensões emocionais do distanciamento social e do isolamento. Mas à medida que a pandemia de COVID-19 continua a impactar a economia, a saúde e o estilo de vida de muitas pessoas, alunos do Seminário e do Instituto, pais e professores têm continuado a apoiar uns aos outros no estudo do evangelho por meio de salas de aula e reuniões virtuais. 

Mesmo com a nova configuração de telas de celulares e laptops, em vez de encontros presenciais, o objetivo e propósito das aulas do Seminário e do Instituto é o mesmo de sempre, e os exemplos dedicados daqueles que continuam a participar demonstram que o trabalho do Senhor continua, apesar das atuais difíceis circunstâncias.

A irmã Amparito Oliva, professora do Seminário de Quito, no Equador, ensina o filho em casa enquanto outro aluno se junta à sua aula por videoconferência.

Da mesma forma, a irmã Dulce de Alarcon, professora do Seminário na Guiana, contou como ficou impressionada com alunos e pais, pois continuam apoiando, de casa, o programa do Seminário e os professores. 

“Este deveria ser um momento difícil, cheio de preocupações, mas me sinto otimista”, disse ela. “É um momento que ajudará a fortalecermos nossa autossuficiência espiritual e vermos os milagres desta obra maravilhosa. Sinto, mais do que nunca, o amor do meu Pai Celestial pelos jovens da minha classe, porque sinto um impulso para ser mais diligente e me certificar de que cada um se sinta parte da turma.”

A Divisão de Serviços Estudantis dos Seminários e Institutos reuniu respostas de alunos do mundo todo sobre como eles lidaram com a transição para o aprendizado online nas últimas semanas, e como a tecnologia e a capacidade de continuar aprendendo pela internet abençoou a vida deles durante este momento difícil.

Aqui estão alguns exemplos do que os alunos disseram sobre a transição. Estas respostas foram editadas em seu tamanho e clareza:

Claudia Ruiz, da Ala Los Pinos, na Estaca Barquisimeto Venezuela, estuda em casa as designações do Seminário, usando a plataforma Canvas.
Claudia Ruiz, da Ala Los Pinos, na Estaca Barquisimeto Venezuela, estuda em casa as designações do Seminário, usando a plataforma Canvas. Credit: Cortesia da Divisão de Serviços Estudantis dos Seminários e Institutos

Claudia Ruiz (Venezuela):

“[O Seminário online] tem sido uma boa experiência. Esta plataforma tem mais recursos, vídeos e mais interação com outros jovens que me ajudam a fortalecer meu testemunho.”

Jenna Reidhead (Estados Unidos):

“Amo o fato que o Seminário em casa está nos permitindo permanecer espiritualmente saudáveis, apesar de todos os problemas de saúde que estão acontecendo agora. Está me dando a oportunidade de escolher aprender mais sobre Cristo, e isso Lhe dá a chance de ver se eu O escolherei.”

Amelia Tuha (Estados Unidos):

“Sinto-me grata e abençoada por fazer o Seminário online. Ele me dá a oportunidade de aprender mais sobre Jesus, de me aproximar Dele e de falar sobre Seu evangelho com meus colegas. Também me dá esperança de que Ele está ajudando as pessoas ao nosso redor a encontrarem soluções para as provações que estamos enfrentando. 

“Ter o Seminário em casa me traz paz para me desligar do mundo e focar mais em Jesus. Cada lição tem um propósito divino de nos ensinar e de tocar cada um de nós.”

Gabriel Ramos (Brasil): 

“O Senhor criou o Instituto para os jovens adultos. Ele foi feito para mim. Sou muito grato por poder ver que o evangelho avança, mesmo quando estamos no meio de calamidades e provações.”

Aubrey Larsen (Estados Unidos):

“Ter este aprendizado espiritual pela internet continuou a me ajudar a estabelecer metas para me aproximar de meu Pai Celestial e edificar meu testemunho. Nunca soube como estudar as escrituras e, ao fazer isto, sinto que estou realmente as estudando individualmente, mas também com a turma. … Tudo isto tem sido, de fato, uma ótima experiência, principalmente durante este período assustador da COVID-19.”

Roberto Xavier (Brasil):

“O Senhor, em Sua misericórdia, nos abençoou com a tecnologia que, em tempos difíceis, nos mantém conectados. Que coisa maravilhosa ela é!

Jineth Rodriguez, da Ala Manaure na Estaca Coro Venezuela, ensina a filha em casa durante a quarentena.
Jineth Rodriguez, da Ala Manaure na Estaca Coro Venezuela, ensina a filha em casa durante a quarentena. Credit: Cortesia da Divisão de Serviços Estudantis dos Seminários e Institutos

“Sinto-me feliz por saber que sou um filho de Deus, vivendo nesta grande dispensação quando os céus estão abertos e a revelação flui e inspira profetas como o Presidente [Russell M.] Nelson, que nos prepara, por diferentes meios, para que possamos enfrentar as provações que fazem parte da mortalidade.”

Rebeca Castro Alves (Brasil):

“As aulas online me ajudaram a ter momentos sagrados em casa com minha família! Elas estão me ajudando a aumentar meu testemunho de que o trabalho do Senhor seguirá em frente, não importa o que aconteça. Nossos planos podem ser frustrados, mas não os do Senhor. Seus planos sempre acontecerão à Sua própria maneira, e isso vem acontecendo com as aulas do Instituto.”

Rafael Sanz Nascimento (Brasil):

“Sou grato por, mesmo em meio a provações, poder ter contato com esta porção semanal do Espírito Santo, e por poder ver e conversar com meus amigos. Podemos estar longe uns dos outros, mas estamos unidos em propósito.”