Missionários no Centro de Visitantes da Cidade do México prosperam, apesar de interferências da COVID-19

O funcionamento do Centro de Visitantes do Templo da Cidade do México, México, foi suspenso temporariamente um dia antes dos terríveis e inesquecíveis dias março.

No dia 14 de março, o amado centro — que alguns chamam de “companheiro júnior” do Templo da Cidade do México, México — foi fechado para o público por causa da pandemia de COVID-19.

A mudança abrupta foi sentida imediatamente.

Primeiro, as portas do Centro de Visitantes foram temporariamente fechadas para as milhares de pessoas que andavam todas as semanas por suas calmas galerias e exibições ancoradas no evangelho. 

O Templo da Cidade do México, México possui um amplo campus na capital mexicana, que inclui o Centro de Visitantes do Templo da Cidade do México, México. O templo recomeceu a funcionar de forma limitada no dia 24 de agosto de 2020, após ter estado fechado por vários meses.
O Templo da Cidade do México, México possui um amplo campus na capital mexicana, que inclui o Centro de Visitantes do Templo da Cidade do México, México. O templo recomeceu a funcionar de forma limitada no dia 24 de agosto de 2020, após ter estado fechado por vários meses. Credit: Ravell Call, Deseret News

E, infelizmente, mais da metade das missionárias e casais seniores designados para receberem e acompanharem os visitantes no centro, tiveram que retornar para seus países de origem — incluindo aqueles dos Estados Unidos e América do Sul e Central.

A pandemia marcou uma despedida indesejável para todos, cujas designações no centro foram inesperadamente interrompidas e encurtadas.

“O Centro de Visitantes do Templo da Cidade do México, para mim, é uma extensão do templo, onde as pessoas podem sentir paz”, disse a irmã Tania Vieira, missionária paraguaia que serviu no centro no início deste ano.

Cada canto do centro “testifica de Jesus Cristo”, acrescentou a irmã Erika Garcia, nativa da Nicarágua, que retornou para seu país natal quando a pandemia atingiu as Américas.

Élder Terry F. Calton, que dirige o Centro de Visitantes do Templo da Cidade do México, conhece, em primeira mão, o poder encontrado dentro de qualquer centro de visitantes dedicado da Igreja. O converso ainda se lembra de sentir o Espírito pela primeira vez enquanto visitava o Centro de Visitantes do Templo de Los Angeles há décadas.

Uma vista das exibições no Centro de Visitantes do Templo da Cidade do México de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias na sexta-feira, 24 de janeiro de 2020. A rica história dos santos dos últimos dias no México é apresentada no centro de visitantes.
Uma vista das exibições no Centro de Visitantes do Templo da Cidade do México de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias na sexta-feira, 24 de janeiro de 2020. A rica história dos santos dos últimos dias no México é apresentada no centro de visitantes. Credit: Ravell Call, Deseret News

“E sei que, se as paredes do Centro de Visitantes da Cidade de México pudessem falar”, disse, “contariam muitas outras histórias de conversão.”

Mas independente da incerteza e desapontamento causados pela pandemia, o Centro de Visitantes do Templo da Cidade do México — e sua reduzida, mas  dedicada, equipe de missionários — perseverou, se adaptou e prosperou.

As instalações permanecem fechadas para visitantes em pessoa. Mas as missionárias continuam a ensinar aos “visitantes” as lições da Restauração, e a rica história dos santos dos últimos dias no México, via tours virtuais ao vivo.

Entretanto, o centro de ensino online dentro do Centro de Visitantes, mantém os 14 missionários, atualmente servindo no local, muito ocupados. Todos os dias recebem ligações de visitantes falantes de espanhol do mundo todo, que descobriram um site da Igreja e estão animados para aprender mais sobre ela.

Os missionários do Centro de Visitantes da Cidade do México “cavaram, floresceram e fizeram tudo o que lhes foi pedido que fizessem”, disse a esposa e companheira do élder Calton, irmã Renita Calton.

O Templo da Cidade do México, México, começou sua reabertura na Fase 1 na segunda-feira, dia 24 de agosto. Os Caltons esperam que o Centro de Visitantes ao lado, abra suas portas, de forma modificada, uma semana depois.

Um computador mostra um coro de missionários, designados para o Centro de Visitantes do Templo da Cidade do México, México, cantando no final do tour virtual ao local. Os diretores do Centro têm esperança de retomar as visitas públicas limitadas às instalações no início de setembro de 2020.
Um computador mostra um coro de missionários, designados para o Centro de Visitantes do Templo da Cidade do México, México, cantando no final do tour virtual ao local. Os diretores do Centro têm esperança de retomar as visitas públicas limitadas às instalações no início de setembro de 2020. Credit: Jason Swensen

“Haverá horas limitadas, por agendamento, … e teremos [procedimentos] de higienização em vigor, com pessoas utilizando máscaras”, disse élder Calton. “Daremos prioridade para recém-conversos e pessoas que estão sendo ensinadas pelos missionários.” 

Horários para as visitas virtuais guiadas por missionários podem ser agendados ao visitar a página do Facebook do Centro de Visitantes do Templo da Cidade do México, México.

Independentemente destas restrições, os missionários concordam que será um dia alegre, quando as pessoas novamente visitarem o centro de visitantes. “Ficaremos todos muito felizes”, disse a irmã Calton.

Eles também são gratos pelas lições eternas que aprenderam todos os dias no Centro de Visitantes do Templo da Cidade do México, durante este ano sem precedentes.

“Sabemos que há uma pandemia acontecendo lá fora, mas o Senhor sabe o que precisamos dentro deste centro”, irmã Guadalupe Montoya, de Monterrey, México, falou a um repórter do Church News após completar um tour virtual. “Aprendi a ensinar online — algo que não sabia fazer antes.”