O que jovens e jovens adultos aprenderam em uma #BuscaPorConexão durante a RootsTech Connect

Quando os jovens e jovens adultos concluíram sua participação no “Nossa Busca por Conexão” – uma série de desafios para descobrir mais sobre si mesmos e suas famílias durante a RootsTech Connect – Élder David A. Bednar, do Quórum dos Doze Apóstolos, os convidou a considerarem duas perguntas.

Primeiro, “O que aprendi?” E, em segundo lugar, “O que farei com as coisas que aprendi?”

“Prometo que a inspiração os acompanhará ao refletirem e revisarem as anotações que fizeram e identificarem o que se destaca para você e o que aprendeu”, disse Élder Bednar durante o evento de encerramento no sábado, 27 de fevereiro.

“Mas ainda mais importante, esta experiência não se destina simplesmente a ajudá-los a obterem conhecimento adicional em sua mente; deve refletir em sua fé no Salvador como um princípio de ação.”

Élder Bednar convidou os jovens e jovens adultos a liderarem a coligação de Israel – algo que o Presidente Russell M. Nelson descreveu como “a coisa mais importante que está acontecendo na Terra hoje.”

Élder David A. Bednar, do Quórum dos Doze Apóstolos, fala aos jovens e jovens adultos durante o evento de encerramento "Nossa Busca pela Conexão" no sábado, 27 de fevereiro de 2021, na RootsTech Connect.
Élder David A. Bednar, do Quórum dos Doze Apóstolos, fala aos jovens e jovens adultos durante o evento de encerramento “Nossa Busca pela Conexão” no sábado, 27 de fevereiro de 2021, na RootsTech Connect. Credit: Captura de tela ChurchofJesusChrist.org

Os jovens com experiência em tecnologia de hoje “não são limitados por algumas das tradições do passado”, disse Élder Bednar. Ao se levantarem e buscarem inspiração, “vocês influenciarão a vida de mais pessoas do que podem imaginar”.

A presidente geral das Moças, Bonnie H. Cordon, e o presidente geral dos Rapazes, Steven J. Lund, participaram de um painel de discussão com sete participantes de todo o mundo. Uma montagem de vídeo mostrou outros jovens e jovens adultos que completaram vários desafios e postaram nas redes sociais usando a hashtag #Nossa BuscaporConexão.

A presidente Cordon disse ao painel que participou do desafio “Vale a Pena Refletir” e encontrou uma velha receita de família para um pandowdy de maçã – uma sobremesa de maçã temperada com um prato fundo coberto com uma rica crosta.

Enquanto preparava, ela disse que refletiu sobre sua ancestral Naomi, que escreveu a receita. Ela se perguntou como Naomi devia ter feito o prato sem as conveniências que a presidente Cordon tinha em sua cozinha.

“Fiquei surpresa ao ver como me senti tão conectada a Naomi Larsen por meio desse desafio, ao fazer esta pandowdy de maçã”, disse a presidente Cordon.

O presidente Lund atendeu ao desafio “Conectar-se Novamente”, enviando uma carta a sua mãe em seu aniversário de 89 anos. Na carta, ele registrou suas primeiras lembranças de sua primeira casa em Santa Rosa, Califórnia.

Ele disse que a carta levou a uma conversa por telefone na qual eles continuaram a relembrar memórias juntos. “Foi surpreendente para mim como isso nos uniu. Minha mãe e eu somos muito próximos, mas isso é algo muito especial para se fazer.

“Agora eu expandi minha pequena biografia pessoal das minhas primeiras memórias na minha primeira casa com as dela, para criar uma história um pouco mais completa.”

O presidente geral dos Rapazes, Steven J. Lund, fala aos jovens e jovens adultos durante o evento de encerramento "Nossa Busca pela Conexão" no sábado, 27 de fevereiro de 2021, na RootsTech Connect.
O presidente geral dos Rapazes, Steven J. Lund, fala aos jovens e jovens adultos durante o evento de encerramento “Nossa Busca pela Conexão” no sábado, 27 de fevereiro de 2021, na RootsTech Connect. Credit: Captura de tela ChurchofJesusChrist.org

Para o desafio “Inspiração Artística”, um participante disse que aprendeu uma música no violão que seu avô costumava tocar. Outra escreveu uma canção de ninar para uma nova sobrinha e gravou para sua família.

Depois de uma tempestade de neve inesperada em sua cidade, uma jovem disse que sua ideia para o desafio “Não há lugar como a nossa casa” sofreu uma reviravolta divertida. Em vez de fazer um projeto de limpeza, ela e sua amiga tiraram fotos de seus lugares favoritos por perto. “Foi uma espécie de fracasso, mas depois se tornou um sucesso”, disse ela.

“O trabalho de história da família não é algo enfadonho”, aprendeu um rapaz. “Não estamos apenas inserindo nomes. Podemos fazer muito mais. E é muito mais divertido.”

Outro disse: “Eu diria que a história da família é contagiosa. E eu acho que é parte do poder que vem com o Espírito de Elias.”

Pensando sobre o desafio “Vale a Pena Refletir”, um jovem disse: “De certa forma, sinto que somos nossas próprias pequenas receitas.”

Ao aprender sobre os atributos ou traços de personalidade dos ancestrais, pode-se ver que eles têm “um pouco de açúcar” de uma família e “alguns ovos” de outra, disse ele. E aprender o que torna a receita única “realmente dá a você um novo senso de identidade.”

“Todos nós queremos pertencer”, disse a presidente Cordon. “Todos nós queremos a sensação de que alguém percebe ou está ciente de nós. E eu acho que é incrível quando fazemos a história de nossa família, participamos de desafios e investigamos, percebemos que somos amados – não apenas por nossa família, mas somos amados por nosso Pai Celestial.”

“Para mim, a história da família aumenta minha compreensão de quem eu sou como uma filha amada de pais celestiais.”

O presidente Lund acrescentou: “A história da família é incentivada por nós por causa da bênção que pode ser e que o Senhor deseja que seja em nossa vida.”

10 desafios

A série de 10 desafios e o evento de encerramento estão disponíveis em RootsTech.org/OurQuest:

• “Vale a Pena Refletir:” Faça um prato favorito ou experimente uma receita da sua família.

• “Aventura no Cemitério:” Visite a lápide de um ancestral ou ajude a limpar um cemitério local.

• “Não há lugar como a nossa casa:” tire fotos ou crie um tour virtual pela sua cidade natal.

• “A história deles:” Entreviste um membro da família ou grave a si mesmo/a compartilhando a história de um antepassado.

• “Conectar-se Novamente:” reconecte-se com um velho amigo ou parente.

• “O Valor das Fotografias:” Compartilhe uma foto de seu passado ou recrie uma foto antiga.

• “A Sua História:” Escreva uma história de sua vida em um diário ou faça um resumo de sua vida.

• “Inspiração Artística:” Crie uma obra de arte que o lembre de sua família ou escreva uma música.

• “Valorizar o Passado:” Use as dicas de registro no FamilySearch ou indexe um lote de registros.

• “Recado para mim mesmo:” Escreva uma carta para si mesmo/a ou crie uma cápsula do tempo com coisas importantes para você.

Esse conteúdo pode ser usado para futuras atividades dos jovens, noites familiares, atividades da ala ou outros fins.