Como os atletas santos dos últimos dias têm se saído nas Olimpíadas de Tóquio

Rhyan Elizabeth White da equipe dos EUA ficou em quarto lugar na final dos 100 m costas na terça-feira, 27 de julho, e a seleção brasileira de futebol, incluindo a zagueira Bruna Benites, avançou às eliminatórias para as quartas de final.

No dia 5 houve vitórias no voleibol, tanto do lado de fora, na areia, como dentro da quadra, para os jogadores dos E.U.A., além de competições de natação e mais notícias da ginástica.

Para três atletas com conexão com A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, na quinta-feira, dia 6 das competições,houve vitórias no campo de rúgbi, um empate na piscina e uma rodada classificatória com pistola.

Veja as últimas atualizações de como estes atletas se saíram até a sexta-feira, dia 30 de julho.

Futebol Feminino

A canadense Deanne Rose, à direita, e a zagueira brasileira, Bruna Benites (nº 13) disputam pela bola durante a partida de futebol feminino nas quartas de final na sexta-feira, dia 30 de julho, nas Olimpíadas de Verão de 2020 em Tóquio.
A canadense Deanne Rose, à direita, e a zagueira brasileira, Bruna Benites (nº 13) disputam pela bola durante a partida de futebol feminino nas quartas de final na sexta-feira, dia 30 de julho, nas Olimpíadas de Verão de 2020 em Tóquio. Crédito: Andre Penner, Associated Press

Com a vitória de 1 a 0 sobre a Zâmbia na terça-feira, 27 de julho, a seleção brasileira de futebol, incluindo a zagueira Bruna Benites, prosseguiu para as quartas de final. O time estava 2-0-1 no jogo preliminar do grupo e foi o segundo colocado no grupo, ganhando uma vaga no torneio eliminatório de oito equipes.

Entretanto, nesta sexta-feira 30 de julho, o time brasileiro, incluindo a zagueira Bruna Benites, empatou com o Canadá por 0x0 durante o tempo regulamentar e prorrogação. Na cobrança de pênaltis, o time do Canadá ganhou por 4×3 e jogará nas quartas de final contra os E.U.A.

O time brasileiro acabou em sexto lugar dos 12 times que participaram dos Jogos Olímpicos de Tóquio de 2020.

Natação

Rhyan Elizabeth White dos Estados Unidos, no centro, vestindo listrado, nada na final dos 100 m costas nos Jogos Olímpicos de Verão de 2020 na terça-feira, 27 de julho de 2021, em Tóquio. A norte-americana Regan Smith, no topo, ganhou a medalha de bronze, e a canadense Kylie Masse, com boné branco, ganhou a prata.
Rhyan Elizabeth White dos Estados Unidos, no centro, vestindo listrado, nada na final dos 100 m costas nos Jogos Olímpicos de Verão de 2020 na terça-feira, 27 de julho de 2021, em Tóquio. A norte-americana Regan Smith, no topo, ganhou a medalha de bronze, e a canadense Kylie Masse, com boné branco, ganhou a prata. Crédito: David J. Phillip, Associated Press

Embora tenha acabado sem medalha, Rhyan Elizabeth White, 21, ficou em segundo lugar na natação de 50 m, atrás da canadense Kylie Masse. Seu tempo para os 100 m costas foi de 58,43 segundos. A medalha de ouro foi para Kaylle McKeown da Austrália. Kylie Masse ganhou a de prata e a americana Regan Smith levou a de bronze.

Na quinta-feira, 29 de julho, White se classificou para a semifinal de 200 m costas. Seu tempo de 2:08.23 empatou em segundo lugar geral com a canadense Kylie Masse. O primeiro lugar foi para a medalhista de ouro dos 100 m, Kaylee McEown. Masse e McEown estavam na 4ª bateria. Os oito primeiros colocados passaram para as semifinais.

Já nesta sexta-feira, dia 30, na semifinal do grupo 1 dos 200 m nado costas, White          terminou em 3º lugar, passando para a final que será no sábado, 31 de julho.

Nascida em Utah, White é atleta olímpica pela primeira vez e nada pela Universidade do Alabama. A semifinal é na sexta-feira, 30 de julho.

  • Josue Domiguez Ramos, da República Dominicana, nadou nas eliminatórias de nado peito de 200 m com o tempo de 2:17,34. Os 16 primeiros colocados passaram para as semifinais. Dos 40 candidatos, o nadador da Universidade Brigham Young e missionário retornado ficou no 34º lugar.
  • Jarod Arroyo de Porto Rico disputou nas provas de qualificação dos 200 m individual, com um tempo de 2:01,92. No geral, ele foi o 39º colocado entre 45 nadadores, sendo que os 16 primeiros passaram para as finais. Nativo do Arizona com 20 anos, ele também competiu no medley individual de 400 m no início desta semana.

Basquete Feminino

Leilani Mitchell (5), da Austrália, passa por Julie Allemand da Bélgica, à direita, durante um jogo de basquete feminino nos Jogos Olímpicos de Verão de 2020 na terça-feira, 27 de julho de 2021, em Saitama, Japão.
Leilani Mitchell (5), da Austrália, passa por Julie Allemand da Bélgica, à direita, durante um jogo de basquete feminino nos Jogos Olímpicos de Verão de 2020 na terça-feira, 27 de julho de 2021, em Saitama, Japão. Crédito: Eric Gay, Associated Press

A Austrália, incluindo a armadora Leilani Mitchell, perdeu de 70-85 para o time da Bélgica no primeiro jogo da rodada preliminar do Grupo C na terça-feira, 27 de julho. Mitchell, 36, que joga no WNBA pelo Washington Mystics e jogou pela Universidade de Utah, jogou por 27 minutos e 15 segundos e marcou dois pontos.

Nesta sexta-feira, o time da Austrália, incluindo Leiland Mitchell, perdeu por pouco o jogo contra a China (76×74) no grupo C na fase preliminar. O jogo terminou com alguns lances livres bem-sucedidos da China.  

Tiro com pistola

A norte-americana Alexis Lagan guarda seu equipamento depois da competição de pistola de 25 m rápida na sexta-feira, dia 30 de julho, nas Olimpíadas de Verão de 2020 em Tóquio.
A norte-americana Alexis Lagan guarda seu equipamento depois da competição de pistola de 25 m rápida na sexta-feira, dia 30 de julho, nas Olimpíadas de Verão de 2020 em Tóquio. Crédito: Alex Brandon, Associated Press

Na terça-feira, 27 de julho, na prova de equipes mistas de pistola de ar de 10 m, Alexis “Lexi” Lagan, com o companheiro de equipe Nicholaus Mowrer, ficou em 16º lugar entre 20 equipes que competiram. As oito melhores equipes passaram para a próxima rodada.

Na quinta-feira, 29 de julho, Lagan ficou em 21º lugar na classificação geral após a primeira rodada da competição de pistola de 25 m rápida. Com 100 pontos disponíveis em cada uma das três primeiras rodadas de precisão, ela teve um total de 288 pontos, menos de 10 pontos da pontuação da primeira colocada que terminou com 296.

Existem duas rodadas no tiro de pistola de 25 m. A rodada de precisão foi quinta-feira, e a rodada rápida foi nesta sexta-feira, 30 de julho, com 60 disparos totais divididos entre seis alvos entre as duas rodadas. Os pontos de ambas as rodadas são somados e os oito primeiros colocados passam para as finais.

Nesta sexta-feira, Lagan ficou no 18º lugar na colocação geral com 44 competidores na competição de pistola de 25 m rápida. Ela estava no 21º lugar na competição de quinta-feira. Apenas os 8 melhores tempos das duas competições somadas passaram para a final.

Vôlei de praia

Tri Bourne, à esquerda, dos Estados Unidos, comemora com o companheiro de equipe, Jake Gibb, após vencer uma partida de vôlei de praia masculino contra a Suíça nos Jogos Olímpicos de Verão de 2020 na quarta-feira, 28 de julho de 2021, em Tóquio, Japão.
Tri Bourne, à esquerda, dos Estados Unidos, comemora com o companheiro de equipe, Jake Gibb, após vencer uma partida de vôlei de praia masculino contra a Suíça nos Jogos Olímpicos de Verão de 2020 na quarta-feira, 28 de julho de 2021, em Tóquio, Japão. Crédito: Felipe Dana, Associated Press

No vôlei de praia, Jake Gibb, 45, e o companheiro de equipe Tri Bourne, 32, da equipe dos EUA, venceram uma dupla da Suíça em dois sets, 21-19 e 23-21, em uma competição equilibrada na quarta-feira, 28 de julho no estádio do Parque Shiokaze. Esta é a segunda vez que Gibb, de Bountiful, Utah, compete com Bourne enquanto Taylor Crabb testou positivo para COVID-19 depois de chegar ao Japão. Bourne fazia parte da equipe número 3 dos Estados Unidos. Gibb tem “TAY” escrito na aba de seu chapéu.

Nesta sexta-feira, a dupla Jake Gibb e Tri Bourne perderam de 2×0 para a dupla do Catar, Ahmed Tijan e Cherif Younousse, na preliminar do Grupo C. Até esta partida, os dois times estavam invictos. Ahmed Tijan e Cherif Younousse terminaram em primeiro lugar no grupo C (3-0). Gibb and Bourne ficaram em segundo lugar (2-1) e os dois times seguirão para as oitavas de final, que começam no domingo, dia 1º de agosto.

Vôlei masculino

Taylor Sander, do time norte-americano, faz um bloqueio durante o jogo contra o Brasil do grupo B da rodada preliminar de vôlei masculino das Olimpíadas de Verão de 2020, na sexta-feira, dia 30 de julho de 2021.
Taylor Sander, do time norte-americano, faz um bloqueio durante o jogo contra o Brasil do grupo B da rodada preliminar de vôlei masculino das Olimpíadas de Verão de 2020, na sexta-feira, dia 30 de julho de 2021. Crédito: Manu Fernandez, Associated Press

Na quarta-feira, 28 de julho, a equipe dos EUA, incluindo o rebatedor Taylor Sander, venceu a partida contra a Tunísia por 3-1 (25-14, 23-25, 35-14 e 25-23). Sander, 29, é ex-aluno da BYU e faz parte da equipe vencedora da medalha de bronze de 2016 nos Jogos Olímpicos do Rio.

O time dos E.U.A, incluindo Taylor Sander, nesta sexta-feira perdeu o jogo contra o Brasil, ganhador da medalha de ouro nas Olimpíadas do Rio, em seu quarto jogo das preliminares do grupo B com o resultado final de 3×1. Os E.U.A. ganharam o primeiro set por 32-30, mas perderam os últimos três com um placar de 25-23, 25-21, e 25-30.

O time norte-americano (2-2) próximo jogará no domingo, dia 1º de agosto, contra a Argentina (2-2), que também perdeu contra os times do Brasil e Rússia, e venceu contra a França e Tunísia.

Rúgbi de sete masculino

O jogador japonês Kameli Raravou Latianara Soejima, à direita, é abordado por Semi Radradra de Fiji, durante um jogo de rúgbi masculino durante as Olimpíadas de Verão de 2020, na segunda-feira, dia 26 de julho de 2021.
O jogador japonês Kameli Raravou Latianara Soejima, à direita, é abordado por Semi Radradra de Fiji, durante um jogo de rúgbi masculino durante as Olimpíadas de Verão de 2020, na segunda-feira, dia 26 de julho de 2021. Crédito: Shuji Kajiyama, Associated Press

No rúgbi de sete masculino, Semi Radrada foi chamado na Inglaterra, onde joga para o Bristol Bears, para ser parte do time Olímpico de Fiji. Radradra foi parte do time nacional de rúgbi de Fiji que ficou em terceiro lugar na Copa do Mundo de 2013, e tem jogado na união e liga profissional de rúgbi. Ele começou a jogar quando tinha apenas 6 anos de idade em Somosomo, Fiji.

Ele colaborou para manter a medalha de ouro que Fiji conquistou nos jogos de 2016, quando o time de sete debutou nas Olimpíadas do Rio. Em Tóquio, o time estava invicto, ganhando do Japão de 24×19, Canadá 28×14, e Grã-Bretanha de 33×7 nos jogos preliminares do grupo B do torneio. Eles venceram a Austrália de 19×0 nas quartas de final, e Argentina de 26×14 nas semifinais. O time jogou contra a Nova Zelândia na final, ganhando de 27×14.

Rúgbi de sete feminino

Lauren Doyle (nº 6) do time norte-americano corre com a bola, seguida logo atrás pela companheira de equipe Jordan Mathias (nº 8), no jogo de rúgbi de sete contra a China durante as Olimpíadas de Verão de 2020 em Tóquio, na quinta-feira, dia 29 de julho.
Lauren Doyle (nº 6) do time norte-americano corre com a bola, seguida logo atrás pela companheira de equipe Jordan Mathias (nº 8), no jogo de rúgbi de sete contra a China durante as Olimpíadas de Verão de 2020 em Tóquio, na quinta-feira, dia 29 de julho. Crédito: Shuji Kajiyama, Associated Press

Na quinta-feira, 29 de julho, a equipe feminina dos E.U.A. venceu as partidas preliminares contra as equipes da China 28-14 e do Japão 17-7 no Grupo C do torneio de rúgbi de sete.

Jordan Matyas, de 28 anos e ex-aluna da Universidade Brigham Young, jogou nos minutos finais do primeiro jogo contra a China. Ambas as equipes empataram por 7 a 7 no primeiro tempo, com os E.U.A. ganhando vantagem no segundo tempo. Ela começou na partida contra o Japão e marcou um gol no primeiro tempo, contribuindo para a vitória norte-americano e o resultado de 11×1.

Nesta sexta-feira o time norte-americano jogou contra a Grã-Bretanha nas quartas de final e perderam por 21×12. O time jogará contra a China no sábado, 31 de julho, na chave que determinará do 5º ao 8º lugares. O time vencedor jogará contra o melhor da partida entre o Comitê Olímpico Russo e Austrália.

Arremesso de peso

Valerie Adams, da Nova Zelândia, compete na rodada qualificatória de arremesso de peso ouro nos Jogos Olímpicos de Verão de 2020 em Tóquio, na sexta-feira, dia 30 de julho de 2021.
Valerie Adams, da Nova Zelândia, compete na rodada qualificatória de arremesso de peso ouro nos Jogos Olímpicos de Verão de 2020 em Tóquio, na sexta-feira, dia 30 de julho de 2021. Crédito: Matthias Schrader, Associated Press

Valerie Adams, da Nova Zelândia, avançou para as finais do arremesso de peso com sua terceira tentativa de 18,83 m. Os atletas que arremessaram 18,80 metros, ou pelo menos os doze melhores, avançaram para a final. Os outros dois arremessos de Adams, atingiram a marca de 18,75 e 18,59 metros. Dos mais de 30 atletas, ela ficou em sexo lugar na classificação geral, sendo que os oito melhores obtiveram uma marca 18,80 ou mais nas qualificatórias desta sexta-feira, dia 30 de julho. A final do arremesso de peso será no domingo, dia 1º de agosto.

Os jogos de Tóquio são a quinta Olimpíada que Adams, de 36 anos, participa, tendo recebido a medalha de ouro em 2008 e 2012, e a de prata em 2016.

Nas redes sociais/na web

Bruna Benites, de 35 anos, que disputou sua terceira Olimpíada, compartilhou no Instagram uma foto com duas de suas companheiras, Formiga e Marta, chamando-as de “vovós” da Seleção Brasileira de Futebol.

A ginasta e a santo dos últimos dias MyKayla Skinner torceu pela equipe dos EUA na competição por equipes na terça-feira. Simone Biles saiu após uma rodada e os três membros restantes da equipe ganharam a prata.

“Estou muito orgulhosa de nossas meninas por lutarem até o fim. Cada uma delas é ouro aos meus olhos”, ela tuitou.

Skinner disse sobre sua jornada olímpica no Instagram que, embora ela tenha adorado competir com a equipe, “Eu ainda fiz algumas das minhas melhores ginásticas aqui como olímpica e isso é algo que ninguém pode tirar de mim.”

Skinner competiu individualmente e embora suas pontuações fossem altas o suficiente para as competições gerais e de salto, ela foi eliminada porque apenas dois atletas por país foram permitidos e outros dos EUA foram melhores do que ela na classificação.

“Sou grata por ser um exemplo para nunca desistir e perseguir seus sonhos, não importa o que aconteça. Sinto-me humilde pelas experiências que tive e espero poder continuar a ser uma luz para outros que estão lutando em suas próprias batalhas.”

Na semana passada, antes do início das competições, Skinner e Biles, ambas com 24 anos, compartilharam uma foto se autodenominando “vovós olímpicas”, pois são mais velhas do que suas colegas de equipe.

Ela também torceu pelos colegas de time dos Estados Unidos Sunisa Lee e Jade Carey na final feminina na quarta-feira, 28 de julho. Ela parabenizou Lee em suas histórias no Instagram.

Leilani Mitchell (basquete) compartilhou no Instagram uma foto do time dos Australian Opals antes do jogo do time contra a Bélgica. Ela está ajoelhada na primeira fila, terceira a partir da esquerda.

Valerie Adams, da Nova Zelândia, postou uma foto no Instagram com o técnico Dale Stevenson, onde ela está praticando em Saga, no Japão, antes de seguir para o nordeste, para Tóquio. As competições de arremesso de peso estão programadas para começar na sexta-feira, 30 de julho.

O australiano Nagmeldin “Peter” Bol, 27, compartilhou uma foto de várias bandeiras de países ao longo da rua no Japão, anunciando sua chegada às Olimpíadas. Ele corre nas eliminatórias de 800 metros no sábado, 31 de julho.

Jordan Matyas (rúgbi) postou uma foto dela segurando sua camiseta na Vila Olímpica com bandeiras de vários países alinhadas nas ruas e penduradas em varandas.

Rhyan Elizabeth White ajudou a equipe norte-americana a receber a medalha de prata no medley de 4x100 metros na sexta-feira, 30 de julho.
Rhyan Elizabeth White ajudou a equipe norte-americana a receber a medalha de prata no medley de 4×100 metros na sexta-feira, 30 de julho. Crédito: Captura de tela Instagram

Em suas histórias no Instagram, Rhyan Elizabeth White compartilhou sobre a natação em sua primeira final olímpica, chamando-a de “experiência incrível” e compartilhando gratidão pelo apoio.

O atleta olímpico pela primeira vez Jarod Arroyo, 20, representando Porto Rico, compartilhou sua gratidão por sua experiência olímpica em uma história no Instagram. O nativo do Arizona nadou no medley individual de 400 metros e no medley de 200 individual.