Emoções e gratidão: veja o desempenho dos atletas santos dos últimos dias neste fim de semana nas Olimpíadas de Tóquio

A ginasta MyKayla Skinner, dos Estados Unidos, ganhou medalha de prata no salto, e Valerie Adams, da Nova Zelândia, comemorou sua medalha de bronze no arremesso de peso no nono dia de competição olímpica em Tóquio, no domingo, dia 1º de agosto.  

Além disso, leia sobre o australiano Peter Bol, que fez história para seu país nas semifinais de 800 m, juntamente com uma atualização sobre o voleibol, e outros atletas olímpicos com conexões com a Igreja competindo em Tóquio.  

Ginástica  

MyKayla Skinner, dos Estados Unidos, posa para uma foto segurando sua medalha de prata após a competição final da ginástica artística feminina de salto durante os Jogos Olímpicos do Verão de 2020 no domingo, 1º de agosto de 2021, em Tóquio, Japão.
MyKayla Skinner, dos Estados Unidos, posa para uma foto segurando sua medalha de prata após a competição final da ginástica artística feminina de salto durante os Jogos Olímpicos do Verão de 2020 no domingo, 1º de agosto de 2021, em Tóquio, Japão. Crédito: Natacha Pisarenko, Associated Press

MyKayla Skinner, de 24 anos, subiu ao pódio após a final do salto no domingo, dia 1º de agosto, e ergueu sua medalha de prata enquanto sorria por trás de sua máscara. Suas colegas de equipe estavam nas arquibancadas, incluindo Simone Biles, cuja desistência da final do salto permitiu que Skinner competisse.  

Skinner foi a quarta colocada após a rodada de qualificação, mas há uma regra que permite que apenas dois atletas por país avancem para as finais. Ela ficou atrás de Biles e Jade Carey, primeira e segunda colocadas, respectivamente.  

Biles se retirou das finais da equipe citando sua saúde mental. Ela está sofrendo do que os ginastas chamam de “twisties”, quando os competidores perdem a percepção espacial durante a apresentação. A USA Gymnastics [Federação Norte-Americana de Ginástica] anunciou no sábado de manhã em Tóquio que Biles não competiria na final do salto, e que Skinner estaria na escalação.  

Nas finais do salto, cada um dos oito ginastas faz dois saltos diferentes e a pontuação final é a média das pontuações recebidas em cada salto.  

Skinner recebeu 15.033 e 14.800 em seus saltos, uma média de 14.916 pontos. A brasileira Rebeca Andrade ganhou a medalha de ouro com 15.083 pontos, e a medalha de bronze foi para Seojeong Yeo da Coreia do Sul, cuja pontuação foi de 14.733. 

Skinner foi suplente no Rio em 2016, e campeão universitária na Universidade de Utah. 

Natação  

A norte-americana Rhyan White, abraça sua companheira de equipe, Phoebe Bacon, depois da competição final de 200 m nado costas nos Jogos Olímpicos de 2020 no sábado, 31 de julho de 2021, em Tóquio, Japão.
A norte-americana Rhyan White, abraça sua companheira de equipe, Phoebe Bacon, depois da competição final de 200 m nado costas nos Jogos Olímpicos de 2020 no sábado, 31 de julho de 2021, em Tóquio, Japão. Crédito: David Goldman, Associated Press

Rhyan Elizabeth, da equipe dos Estados Unidos, competiu nas finais de 200 m nado costas no sábado, dia 31 de julho, sendo a quarta colocada e por pouco não recebeu uma medalha, com um tempo de 2:06.39. Kaylle McKeown, da Austrália, foi a primeira colocada com um tempo de 2:04.68, a medalha de prata foi para Kylie Masse, do Canadá, com um tempo de 2:05.42, e Emily Seebohm, da Austrália, recebeu a medalha de bronze com um tempo de 2:06.17. Phoebe Bacon, da equipe dos Estados Unidos, foi a quinta colocada com um tempo de 2:06.40.  

White, de 21 anos, natural de Utah, que nada pela Universidade do Alabama, também competiu nos 100 m peito em Tóquio, seus primeiros Jogos Olímpicos.  

Rúgbi de sete feminino  

Jordan Matyas, dos Estados Unidos, corre com a bola, seguida pela chinesa Ruan Hongting, durante a partida para decisão do quinto a oitavo colocados no jogo de rúgbi de sete, durante os Jogos Olímpicos do Verão de 2020 no sábado, 31 de julho de 2021, em Tóquio, Japão.
Jordan Matyas, dos Estados Unidos, corre com a bola, seguida pela chinesa Ruan Hongting, durante a partida para decisão do quinto a oitavo colocados no jogo de rúgbi de sete, durante os Jogos Olímpicos do Verão de 2020 no sábado, 31 de julho de 2021, em Tóquio, Japão. Crédito: Shuji Kajiyama, Associated Press

No Estádio Olímpico de Tóquio, a equipe dos Estados Unidos ficou em sexto lugar na final da competição no sábado, dia 31 de julho. Jordan Matyas, 28 anos, atacante na equipe dos E.U.A., jogou para a Universidade Brigham Young antes de se tornar uma jogadora profissional de rúgbi.  

A equipe dos EUA saiu da rodada preliminar invicta, mas perdeu para a Grã-Bretanha na fase eliminatória das quartas de final. A equipe estava em uma chave que disputava entre a quinta e oitava colocações. 

A equipe ganhou de  33×14 contra a China, e perdeu de 17×7 para a Austrália. A equipe dos E.U.A. venceu os dois países no jogos preliminares do grupo.  

Arremesso de peso 

Valerie Adams, da Nova Zelândia, segura uma foto de seus filhos ao celebrar seu terceiro lugar na final do arremesso de peso feminino durante os Jogos Olímpicos do Verão de 2020 no domingo, 1º de agosto de 2021, em Tóquio, Japão.
Valerie Adams, da Nova Zelândia, segura uma foto de seus filhos ao celebrar seu terceiro lugar na final do arremesso de peso feminino durante os Jogos Olímpicos do Verão de 2020 no domingo, 1º de agosto de 2021, em Tóquio, Japão. Crédito: Matthias Schrader, Associated Press

Valerie Adams, 36 anos, ergueu os braços e aplaudiu quando a competição de arremesso de peso terminou. Enquanto segurava a bandeira da Nova Zelândia, ela também mostrou uma foto de seus dois filhos, Kepaleli, de 2 anos, e Kimoana, de 3 anos de idade. 

Adams ganhou a medalha de bronze com seu melhor arremesso de 19,62 m. Lijiao Gong, da China, levou o ouro com um arremesso de 20,58 m, e a prata foi para Raven Saunders, dos Estados Unidos, com um arremesso de 19,79 m.

Após as qualificações, os 12 melhores atletas competem nas finais. Após três arremessos, os oito primeiros colocados fazem mais três arremessos com uma bola de metal de 4 kg. Eles mantêm o melhor arremesso das seis tentativas. Seu melhor arremesso foi o terceiro, conforme cada competidor tentava alcançar a marca de 20 metros.  

Tóquio marca sua quinta Olimpíada e sua quarta medalha. Ela competiu pela primeira vez em Atenas em 2004, e ganhou o ouro em Pequim em 2008 e em Londres em 2012. No Rio, em 2016, ela conquistou a medalha de prata.  

“Desde os últimos jogos olímpicos no Rio até a competição atual, tive dois filhos”, disse ela na coletiva de imprensa após o evento. “Esta é a minha maior inspiração. Como mãe na tenra idade de 36 anos, é incrível ser competitiva no evento que escolhi, poder estar aqui e ganhar uma medalha de bronze, não só para mim, mas para o meu país e para os meus filhos. 

“Eu realmente espero que eles estejam orgulhosos de mim, e espero continuar a inspirar atletas do sexo feminino que, se decidirem ter filhos, elas podem tirar o tempo de folga de que precisam para fazer isso, porque sempre podemos voltar a competir, e hoje sou uma prova disso. 

“Isso só mostra a força de uma mulher. É possível ser mãe, e voltar a ser atleta também.” 

Levantamento de peso (halterofilismo)

Sarah Elizabeth Robles, dos Estados Unidos, posa com sua medalha de bronze na competição de levantamento de peso acima de 87 kg, durante os Jogos Olímpicos do Verão de 2020 na segunda-feira, 2 de agosto de 2021, em Tóquio, Japão.
Sarah Elizabeth Robles, dos Estados Unidos, posa com sua medalha de bronze na competição de levantamento de peso acima de 87 kg, durante os Jogos Olímpicos do Verão de 2020 na segunda-feira, 2 de agosto de 2021, em Tóquio, Japão. Crédito: Seth Wenig, Associated Press

Sarah Elizabeth Robles levou o bronze na competição acima de 87 kg na segunda-feira — um dia após seu 33º aniversário — e sua conquista entrará para o livro dos recordes de levantamento de peso dos Estados Unidos.

Suas medalhas de bronze em Tóquio e nas Olimpíadas do Rio em 2016, significam que ela é a primeira mulher norte-americana a ganhar duas medalhas olímpicas no levantamento de peso, de acordo com a USA Weightlifting [Confederação Norte-americana de Levantamento de Peso]. A californiana que mora em Houston, Texas, também é a primeira norte-americana a ganhar múltiplas medalhas olímpicas no levantamento de peso nos últimos 57 anos, desde 1964. Os jogos em Tóquio são a sua terceira competição olímpica.  

As competições de levantamento de peso têm duas partes. O arranco, que consiste em levantar a barra do tablado acima da cabeça com um único movimento e se erguer em seguida. No arremesso, a barra é levantada em dois tempos: desde o tablado até o peito (primeiro tempo), e em seguida, desde o peito até acima da cabeça (segundo tempo). Há regras para a forma e o tempo. Cada levantador tem três tentativas para o arranco e para o arremesso. A soma dos maiores pesos levantados em cada parte da competição determina a pontuação do levantador.  

No arranco, o maior peso levantado por Robles foi 128 kg, e ela piscou e sorriu enquanto realizava o feito. No arremesso, seu maior peso levantado foi 154 kg, somando um total de 282 kg. Ela comemorou, bateu palmas e se curvou após seus levantamentos. Em seu terceiro arremesso, ela tentou levantar 157 kg, o que a colocaria em segundo lugar, mas o movimento do cotovelo a desqualificou. 

A chinesa Wewen Li levou o ouro com um total de 320 kg, um recorde olímpico, e Emily Campbell, da Grã-Bretanha, levou a prata com um total de 283 kg.  

Kuinini Juanita Mechteld Manumua, de Tonga, compete no evento de levantamento de peso acima de 87 kg, durante os Jogos Olímpicos do Verão de 2020 na segunda-feira, 2 de agosto de 2021, em Tóquio, Japão.
Kuinini Juanita Mechteld Manumua, de Tonga, compete no evento de levantamento de peso acima de 87 kg, durante os Jogos Olímpicos do Verão de 2020 na segunda-feira, 2 de agosto de 2021, em Tóquio, Japão. Crédito: Luca Bruno, Associated Press

A tonganesa Kuinini “Nini” Manumua, também competiu na categoria acima de 87 kg, e foi a oitava colocada entre as 14 competidoras.  

Os maiores pesos levantados pela atleta em sua primeira olímpiada foram 103 kg no arranco e 125 kg no arremesso, somando um total de 228 kg. 

Manumua também fez história como a primeira mulher a representar Tonga em uma competição olímpica de levantamento de peso. Ela nasceu na Samoa Americana e sua família viveu em Tonga, país de origem de seus pais, antes de se mudar para San Francisco, Califórnia, quando ela tinha 10 anos de idade.  

Basquete  

A australiana Leilani Mitchell (nº 5), celebra com suas companheiras de equipe durante um jogo de basquete feminino contra Porto Rico, nos Jogos Olímpicos do Verão de 2020 na segunda-feira, 2 de agosto de 2021, em Tóquio, Japão.
A australiana Leilani Mitchell (nº 5), celebra com suas companheiras de equipe durante um jogo de basquete feminino contra Porto Rico, nos Jogos Olímpicos do Verão de 2020 na segunda-feira, 2 de agosto de 2021, em Tóquio, Japão. Crédito: Eric Gay, Associated Press

Com uma vitória de 95 a 69 sobre Porto Rico, as opalas australianas seguem para as quartas de finais no basquete feminino.  

A armadora Leilani Mitchell começou o jogo e marcou 12 pontos, incluindo duas cestas de três pontos. Esta é a segunda competição olímpica de 36 anos de Washington, e jogadora da WNBA. 

Os 12 times de basquete estão divididos em três grupos, e cada um deles joga contra os outros três times no grupo. Os oito melhores times seguirão para as quartas de finais. A Austrália perdeu um e venceu dois jogos. As opalas australianas jogarão contra as norte-americanas nas eliminatórias que serão realizadas na quarta-feira, dia 4 de agosto, com direito a medalhas para os três melhores times.  

Atletismo 

O australiano Peter Bol, fica em segundo lugar, atrás de Ferguson Rotich, do Quênia, em uma rodada da corrida masculina de 800 m, durante os Jogos Olímpicos do Verão de 2020 no sábado, 31 de julho de 2021, em Tóquio, Japão.
O australiano Peter Bol, fica em segundo lugar, atrás de Ferguson Rotich, do Quênia, em uma rodada da corrida masculina de 800 m, durante os Jogos Olímpicos do Verão de 2020 no sábado, 31 de julho de 2021, em Tóquio, Japão. Crédito: Charlie Riedel, Associated Press

Peter Bol venceu sua bateria semifinal na corrida de 800 m, estabelecendo outro recorde australiano e avançando para as finais.  

O tempo do jovem de 27 anos de 1:44.11 nas semifinais foi dois centésimos de segundo mais rápido do que o seu tempo de 1:44.13 nas provas de qualificação do dia anterior.   

O recorde australiano anterior de 1:44.21 foi estabelecido por seu parceiro de treino, Joseph Deng, há três anos.  

Os dois primeiros colocados de cada uma das três semifinais, além dos próximos dois corredores mais rápidos, seguem para as finais, que serão realizadas na quarta-feira, dia 4 de agosto. 

Tóquio é a segunda competição olímpica de Bol. Nascido no Sudão do Sul, a família de Bol imigrou para a Austrália quando ele era criança. Ele começou a correr em sua adolescência, quando um professor o convenceu a começar a correr. 

Vôlei masculino

Taylor Sander, dos Estados Unidos, dá uma corta durante o jogo vôlei da rodada preliminar do grupo B, contra a Argentina, durante os Jogos Olímpicos do Verão de 2020 na segunda-feira, 2 de agosto de 2021, em Tóquio, Japão.
Taylor Sander, dos Estados Unidos, dá uma corta durante o jogo vôlei da rodada preliminar do grupo B, contra a Argentina, durante os Jogos Olímpicos do Verão de 2020 na segunda-feira, 2 de agosto de 2021, em Tóquio, Japão. Crédito: Manu Fernandez, Associated Press

A equipe dos E.U.A., incluindo o rebatedor externo Taylor Sander, perdeu para a Argentina por 3×0 (25-21, 25-23 e 25-23) no jogo final da rodada preliminar no Grupo B. O vencedor da partida ficou com a última vaga nas quartas de final.  

No voleibol, os 12 times foram divididos em dois grupos de seis times, e cada time jogou contra os outros cinco times no grupo. Os quatro melhores times no grupo avançaram para as quartas de final. A equipe dos E.U.A. venceu dois e perdeu três jogos no Grupo B, chegando em quinto lugar e não avançando para as quartas de final.  

Sander, 29 anos, da Califórnia, jogou na BYU e fez parte da equipe que conquistou o bronze para os E.U.A. em 2016. 

Vôlei de praia masculino

Jake Gibb (nº 1), dos Estados Unidos, devolve a bola na partida de vôlei de praia masculino contra a Alemanha nos Jogos Olímpicos do Verão de 2020 na segunda-feira, 2 de agosto de 2021, em Tóquio, Japão.
Jake Gibb (nº 1), dos Estados Unidos, devolve a bola na partida de vôlei de praia masculino contra a Alemanha nos Jogos Olímpicos do Verão de 2020 na segunda-feira, 2 de agosto de 2021, em Tóquio, Japão. Crédito: Felipe Dana, Associated Press

A dupla norte-americana Jake Gibb e Trio Bourne perderam a partida contra a dupla Julius Thoel e Clemens Wickler, da Alemanha por 2×1 (21-17, 15-21, 11-15) na rodada eliminatória do torneio dos 16 na segunda-feira, 2 de agosto. Com esta derrota, estão fora do torneio que dará a medalha para os três melhores times.

Esta foi a quarta Olimpíada de Jake Gibb, de 46 anos, em que almejava uma medalha no pódio.

O companheiro original de Gibb, Taylor Crabb, testou positivo para a COVID-19 depois de chegar ao Japão, e Bourne foi chamado para substituí-lo. Gibb comentou na mídia social neste fim de semana que estava se mudando para a Vila Olímpica depois de ter ficado de quarentena devido aos protocolos para contato próximo. Os jogos das Olimpíadas de Tóquio foram os primeiros que Gibb e Bourne jogaram juntos e praticaram apenas três vezes antes de sua primeira partida.

Depois da partida, Gibb anunciou sua aposentadoria.

“Terminei”, disse ele. “Vou voltar para casa e jogar em alguns torneios com a Associação de Vôlei Profissional (AVP). E vou ser técnico de alguns jogos de futebol de meus filhos.”

Nas redes sociais  

Mykayla Skinner, dos Estados Unidos, posa para uma foto com sua medalha de prata no salto após a final de ginástica artística de aparelhos nos Jogos Olímpicos de Verão de 2020, domingo, 1º de agosto de 2021, em Tóquio, Japão.
Mykayla Skinner, dos Estados Unidos, posa para uma foto com sua medalha de prata no salto após a final de ginástica artística de aparelhos nos Jogos Olímpicos de Verão de 2020, domingo, 1º de agosto de 2021, em Tóquio, Japão. Crédito: Ashley Landis, Associated Press

A ginasta norte-americana MyKayla Skinner postou algumas fotos da cerimônia de medalhas, com a medalha de prata ao redor de seu pescoço.

“Nos últimos dois anos, e em toda minha carreira, houve tantas ocasiões em que quis desistir. Não acho que a maioria das pessoas saibam o quão difícil é este esporte para sua mente e corpo. Sou grata por nunca ter desistido e por tantos de vocês nunca terem desistido de mim”, ela escreveu, adicionando “trabalho por fazer… FEITO.”

Semi Radradra, do time de rúgbi de sete do Fiji que recebeu medalha de ouro, compartilhou que não tem palavras para descrever como é ser uma medalhista de ouro.  

“Estou sem palavras agora. Nem dá para acreditar. Viti Noqu Viti. #viti7s #viti #blessed # thank #champion #olympic2021 #teamwork #jioina #masaaji #memoce #veilomani”

Valerie Adams, da Nova Zelândia, segura uma foto de seus filhos ao celebrar seu terceiro lugar na final do arremesso de peso feminino durante os Jogos Olímpicos do Verão de 2020 no domingo, 1º de agosto de 2021, em Tóquio, Japão.
Valerie Adams, da Nova Zelândia, segura uma foto de seus filhos ao celebrar seu terceiro lugar na final do arremesso de peso feminino durante os Jogos Olímpicos do Verão de 2020 no domingo, 1º de agosto de 2021, em Tóquio, Japão. Crédito: Matthias Schrader, Associated Press

Valerie Adams comemorou sua experiência olímpica compartilhando uma imagem dela segurando uma foto de seus filhos enquanto estava envolta na bandeira da Nova Zelândia, juntamente com a legenda “Sem Palavras”. 

Peter Bol recapitulou sua vitória na bateria das semifinais, estabelecendo um recorde pessoal e australiano, e o avanço para as finais.   

“RECORDE AUSTRALIANO ✅
HISTÓRIA ✅
MELHOR DESEMPENHO PESSOAL ✅
TRABALHO COMPLETO ❌

Obrigado pelo apoio. Vejo você na final. Quarta-feira às 21h05 horário local.”

Jordan Matyas, da equipe de rúgbi de sete dos Estados Unidos, refletiu sobre sua primeira experiência olímpica e o sexto lugar de sua equipe.  

“Embora não seja minha hora de ser uma vencedora no campo, todos nós estamos ganhando de alguma forma. Tenho orgulho de fazer parte de algo maior do que eu”, escreveu ela.

Bruna Benites, do time brasileiro de futebol feminino e que ficou em sexto lugar na competição geral, compartilhou seu apreço pelo apoio que receberam e citou uma escritura sobre gratidão.

“Obrigada pelo carinho, energia positiva e torcida.
‘Nada é impossível. Se puder ser sonhado, então pode ser feito.’
(Theodore Roosevelt)
‘Sejam gratos a Deus.’ (1Tess 5:18)”

Alexis “Lexi” Lagan, da equipe dos E.U.A., refletiu sobre sua experiência em Tóquio à medida que olha para o futuro.  

“Muito obrigada por seu amor e apoio! Esta tem sido uma experiência incrível, que é difícil expressar com palavras. Estou muito feliz com o que consegui realizar e estou ansiosa pelas minhas próximas competições. Com os jogos de Paris daqui a apenas três anos, o treinamento para as próximas Olimpíadas começa hoje, e estou pronta para começar!”

Jarod Arroyo, de Porto Rico, que competiu na natação, compartilhou uma foto em frente aos anéis olímpicos dizendo: “Ei mãe, consegui chegar aqui!! #olympics#equipootu#grateful.