Habilidade em albanês é mostrada por missionário entrevistado em programa de TV em Kosovo

Alguns anos atrás, élder Jonah Pingree fazia a mesma pergunta que qualquer novo missionário que está aprendendo coreano, finlandês, cantonês, ou talvez até mesmo inglês, faz: 

“Como vou aprender o idioma da minha missão?”

Para élder Pingree, o idioma que o incomodava era o albanês — uma língua indo-europeia com uma variedade de tempos verbais, regras gramaticais e sons desafiadores.

“Durante meus primeiros dias no Centro de Treinamento Missionário, eu não conseguia me lembrar de nenhuma das palavras em albanês que acabara de estudar, ou até mesmo como elas soavam”, disse ele ao Church News alguns dias antes de deixar a Missão Adriático Sul para retornar a Utah. Élder Pingree havia concluído sua missão há pouco tempo, e estava visitando algumas de suas áreas anteriores com seus pais, Mike e Jenn Pingree.)

Mas, como Benjamin Franklin ensinou, a energia e a persistência conquistam todas as coisas. A evidência desta declaração foi exibida recentemente quando élder Pingree foi entrevistado em albanês em um programa de televisão popular em Pristina, Kosovo.

Por quase 15 minutos, o jovem élder — vestido com a camisa branca de costume, gravata e usando sua plaqueta de missionário — conversou com a apresentadora do programa sobre suas experiências culturais como norte-americano morando em Kosovo, os desafios de aprender o idioma albanês e seus pratos locais favoritos.

A apresentadora não focou suas perguntas em questões religiosas, embora houvesse referências à Igreja, de acordo com élder Pingree.  

“Eu disse o nome da Igreja, e que era um representante da Igreja de Jesus Cristo”, comentou. “E então também falei sobre a família, e como ajudamos as famílias a serem felizes.”

Responder a perguntas na televisão em um idioma estrangeiro,  acrescentou ele com uma risada, “foi definitivamente intimidante. Eu estava com medo, mas foi divertido. ”

O companheiro de élder Pingree, élder Lindis Marra, é natural da Albânia e assistiu à entrevista longe das câmeras. Seu presidente de missão aprovou a apresentação na televisão, e élder Pingree até recebeu algumas dicas de especialistas em relações públicas do escritório da Área Europa antes da entrevista.

“A entrevista de élder Pingree foi excelente”, escreveu o presidente da Missão Adriático Sul, Paul Burdon, por e-mail. “Ele representou a Igreja muito bem e falou fluentemente em albanês. Sua personalidade amigável e feliz o ajudou a se sair bem. Tenho certeza de que os telespectadores ficaram impressionados com ele, e que isso será favorável para a Igreja ”.

Há pouco conhecimento público a respeito da Igreja em Kosovo. Apenas duas cidades, Pristina e Gjakosva, têm ramos.

“Esta aparição na TV ajudará a aumentar o conhecimento”, observou presidente Burden. “Nossos missionários costumam ser confundidos com representantes de outra igreja, por isso foi gratificante ver que élder Pingree teve a oportunidade de falar um pouco sobre o motivo pelo qual estava em Kosovo, e que sua plaqueta com o nome da Igreja estava claramente à vista.

“Foi uma grande publicidade para a Igreja e seus missionários.”

O presidente da missão acrescentou que élder Pingree “é um missionário excepcional e um dos melhores falantes de albanês na missão”.

O trabalho missionário é limitado em Kosovo, um país onde a maioria da população é muçulmana. Há apenas algumas duplas missionárias servindo em Kosovo. 

A entrevista de élder Pingree aconteceu após uma repórter da emissora de televisão de Kosovo ficar sabendo sobre os missionários santos dos últimos dias em Pristina, que estavam postando mensagens e se conectando com pessoas em uma página de grupo popular no Facebook.

A repórter entrou em contato com Élder Pingree pelo Facebook, e o convidou para uma entrevista no estúdio.

Devido a seus compreensíveis desafios para aprender o idioma albanês, o missionário se maravilha de que suas habilidades tenham se desenvolvido a ponto dele poder participar de uma longa entrevista. Foi um presente do Senhor, disse ele.

A entrevista tem mais de 23 mil visualizações no YouTube “e recebi muitos comentários de várias pessoas e membros da Igreja que elogiaram meu albanês”, disse élder Pingree. “Mas espero que a entrevista também ajude as pessoas a entenderem o que os missionários fazem e a aprenderem mais sobre a Igreja.”