Jovens de Utah e Texas se unem em projeto comunitário de história da família com o Record Linking Lab da BYU


Um projeto de história da família para a comunidade de Denton, Texas, ensinou a Joe Price, do Record Linking Lab [Laboratório de Vinculação de Registros, em inglês] da Universidade Brigham Young, que quando os jovens têm um propósito, “eles podem realmente fazer um trabalho incrível”, disse ele.

Jovens de duas estacas em Springville, Utah, estão se unindo à Estaca Denton Texas para conectar os registros dos censos de 1900-1940, da área de Denton, à Árvore Familiar do FamilySearch.

“O objetivo é fazer com que todos os que moraram em Denton, no Texas, até 1940, tenham um perfil na árvore genealógica”, disse Price. “Estamos trabalhando para encontrar fotos para o maior número possível de pessoas, de modo que possa ser uma experiência de descoberta realmente rica para as pessoas que acharem suas famílias.”

Price, que supervisiona o Record Linking Lab da BYU, é sumo conselheiro na Estaca Springville Utah Spring Creek e organizou o projeto para ajudar os jovens a conectarem história da família ao trabalho missionário.

Élder Luke Carter (à esquerda) e élder Eli Fowler (à direita), missionários de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, morrem em um acidente de carro em Denton, Texas na terça-feira, dia 18 de maio de 2021. Os dois élderes estavam servindo na Missão Texas Forth Worth.
Élder Luke Carter (à esquerda) e élder Eli Fowler (à direita), missionários de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, morrem em um acidente de carro em Denton, Texas na terça-feira, dia 18 de maio de 2021. Os dois élderes estavam servindo na Missão Texas Forth Worth. Crédito: Nate Richard Stubbs

O projeto está sendo realizado em homenagem ao élder Luke Carter, um dos dois missionários que morreu em um acidente de carro em maio, enquanto servia em Denton, Texas. A família Carter mora em Springville.

A atividade aconteceu em duas noites semanais, em setembro e novembro, quando os jovens da Estaca Springville Utah Spring Creek Sul e da Estaca Springville Utah Spring Creek acrescentaram mais de 4.000 famílias dos registros do censo de Denton à árvore genealógica.

Price explicou como funciona: “Temos os registros do censo, então sabemos quem estava morando lá em intervalos de 10 anos, e esse é o nosso grupo-alvo. (…) Podemos verificar quem já está na árvore e, se não estiver na árvore, procuramos uma sugestão de registro que pode nos ajudar a adicioná-los.”

Os participantes usam sugestões de registro personalizadas das ferramentas automatizadas do Record Linking Lab, bem como da ferramenta Goldie May [em inglês], um registro de pesquisa automático, para conectar os registros do censo.

“Ao ler os censos, você está pesquisando crianças que podem ter passado despercebidas, pode encontrar uma sogra que está morando com a família, pode achar um tio ou tia”, disse Price. “Cada vez que você anexa um registro, há o potencial de adicionar pessoas à árvore.”

Uma apresentação no Record Linking Lab da Universidade Brigham Young em Provo, Utah, em 10 de novembro de 2021, ensina os jovens da Estaca Springville Utah Spring Creek a anexar registros no FamilySearch para um projeto comunitário de Denton, Texas.
Uma apresentação no Record Linking Lab da Universidade Brigham Young em Provo, Utah, em 10 de novembro de 2021, ensina os jovens da Estaca Springville Utah Spring Creek a anexar registros no FamilySearch para um projeto comunitário de Denton, Texas. Crédito: Steven Watrous

O documento do projeto [em inglês] contém várias tarefas com base no nível de experiência e é aberto ao público. “Nós o configuramos para que qualquer pessoa possa ajudar com essas tarefas adicionais”, disse Price. A esperança é que este projeto se torne uma ferramenta missionária em Denton para os membros da comunidade aprenderem mais sobre seus ancestrais.

Paul Carter, o irmão mais novo do élder Carter, participou da atividade e falou durante um devocional sobre o quanto este projeto significa para ele, sua família e as pessoas em Denton, onde seu irmão servia.

“É muito legal poder fazer algo assim tão grande”, disse Paul, um rapaz de 17 anos da Ala Spring Creek 1. “Isso definitivamente me dá um testemunho da história da família e que as famílias continuam mesmo depois de morrermos.”

Travis Gervais, um rapaz de 16 anos da Ala Spring Creek 7, nunca tinha feito muita história da família antes desta atividade e descobriu que era mais fácil do que esperava.

“A história da família é algo que parece ser muito difícil ou levar muito tempo, mas este projeto me mostrou que essa era uma maneira fácil de me envolver”, disse Travis. “E é definitivamente algo que pretendo continuar a fazer. (…) Realmente, me ajudou ver que posso fazer a diferença. Estas são pessoas reais.”

Travis Gervais, ao centro, e outros jovens da Estaca Springville Utah Spring Creek participam de um projeto de história da família para a comunidade de Denton, Texas, no Record Linking Lab da Universidade Brigham Young em Provo, Utah, em 10 de novembro de 2021.
Travis Gervais, ao centro, e outros jovens da Estaca Springville Utah Spring Creek participam de um projeto de história da família para a comunidade de Denton, Texas, no Record Linking Lab da Universidade Brigham Young em Provo, Utah, em 10 de novembro de 2021. Crédito: Joe Price

Elise Stolle, da Estaca Denton Texas, disse que os líderes e jovens estão planejando uma atividade de história da família para este projeto em janeiro ou fevereiro.

“É emocionante ver todo o trabalho que pode ser feito em ambos os lados do véu”, disse ela. “Também é uma maneira incrível de se homenagear os missionários que serviram em nossa estaca e abençoaram tantos enquanto estavam aqui.”

Price disse que espera que o projeto ajude os jovens a “se sentirem parte da coligação e a terem a confiança e as habilidades para fazerem contribuições significativas para a coligação na árvore genealógica.”

O projeto também pode servir de inspiração para outras pessoas fazerem a história da família para “preparar o terreno” para os missionários que servem em suas famílias, alas e estacas, acrescentou ele.

O panorama geral, disse Price, “é que todos nós podemos encontrar um propósito.”