Igreja publica comunicado sobre importância de se economizar água em certas regiões

Como grande parte do oeste norte-americano está passando por uma grave seca, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias divulgou um comunicado em 22 de junho [em inglês] sobre a importância de se economizar água nesta regIão.

O comunicado detalha o que a Igreja está fazendo neste sentido, dentro e ao redor de suas propriedades, lembrando os santos dos últimos dias de sua responsabilidade de preservar o meio ambiente, e convida todos a reduzirem o uso de água sempre que for possível nas regiões afetadas pela grave seca deste ano.

Leia o comunicado completo abaixo:

“Os membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em todo o mundo vivem em uma variedade de circunstâncias ambientais. Em uma região, pode haver uma seca severa, enquanto em outras, chuvas intensas podem causar inundações significativas. Em todas as regiões e circunstâncias, ensinamos que temos a responsabilidade de cuidar e usar com gratidão o que Deus nos deu, evitar o desperdício de recursos e usar sabiamente a generosidade da terra para cuidarmos uns dos outros.

“Grande parte do oeste norte-americano está passando por sérias secas. Nesta área dos Estados Unidos, a Igreja está trabalhando para reduzir o uso de água em todos os nossos edifícios e propriedades, incluindo o paisagismo. A Igreja instalou sistemas de irrigação com encanamento de baixo fluxo em edifícios construídos desde o início dos anos 2000 e continua a adaptar sistemas mais antigos. Os esforços de economia de água continuam a incluir a expansão de controladores inteligentes, hidrômetros, sensores de chuva, irrigação por gotejamento e uso de água secundária ou recuperada. Além disso, ajustamos os horários de irrigação para atender às diretrizes do governo local e continuamos monitorando as condições de todas as propriedades da Igreja.

“A irrigação de gramados e paisagens em templos, capelas e outros edifícios está sendo reduzida. Em alguns casos, a paisagem poderá secar e ficar inativa. Os locais históricos da Igreja em regiões afetadas pela seca reduziram com sucesso o uso de água em um terço. Além disso, o planejamento está em andamento para identificar mudanças nos jardins que reduzirão permanentemente o uso da água. Isso inclui a utilização de mais plantas nativas, gramados de baixa utilidade e práticas de gerenciamento do uso da água.

“Todos nós desempenhamos um papel importante na preservação dos recursos essenciais para sustentar a vida — especialmente a água — e convidamos outras pessoas a se juntarem a nós na redução do uso de água sempre que possível. Com prazer nos unimos a amigos de outras religiões em oração ao nosso Pai Celestial por chuva e alívio da seca devastadora.”