‘Essa será uma oportunidade incrível’: O emblemático Templo de Salt Lake realizará uma visitação pública em 2024

Alguns segundos após os líderes da Igreja convidarem o público para fazer um tour pelo Templo de Salt Lake após um período de reformas que durará quatro anos, um morador de Utah (e que não é membro da Igreja) enviou uma mensagem de texto para um amigo jornalista que estava fazendo a cobertura da coletiva de imprensa naquela manhã.

“Parece que que finalmente vou conseguir visitar o Templo de Salt Lake”, ele escreveu, seguido de um emoji de sorriso.

Os líderes da Igreja mal podem esperar para receber esse homem, e o resto do mundo, no edifício mais emblemático desta religião após um projeto de reformas que levará quatro anos.

“Essa será uma oportunidade incrível”, disse o Bispo Dean M. Davies, primeiro conselheiro no Bispado Presidente. “Por gerações, somente membros fieis da Igreja podiam entrar no Templo de Salt Lake. Agora todos — membros da Igreja, membros de outras Igrejas ou religiões ou pessoas incrédulas — poderão ir ao templo”.

Mas os visitantes, ele acrescentou, verão mais do que somente uma bela arquitetura e decoração.

Templo de Salt Lake em Salt Lake City na sexta-feira, 19 de abril de 2019. Autoridades de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias anunciaram planos para a reforma e alterações no templo e arredores.
Templo de Salt Lake em Salt Lake City na sexta-feira, 19 de abril de 2019. Autoridades de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias anunciaram planos para a reforma e alterações no templo e arredores. Credit: Jeffrey D. Allred, Deseret News

“Também sentirão a ‘reverência pelo sagrado’ no templo. Não consigo pensar em uma oportunidade melhor. Embora o período de visitação deva durar mais do que dois meses.

A visitação pública só vai ocorrer daqui há alguns anos, mas os membros da Igreja já podem começar a fazer planos para convidar os amigos, familiares e vizinhos.

“Queremos que todos saibam que são bem vindos”, disse o bispo Davies. “Queremos que venham, vejam e sintam a razão deste templo ser tão belo para nós. Queremos que o templo seja de todos. O templo é parte da comunidade”.

A futura reforma do templo incluirá uma modificação no sistema sísmico do edifício que possui 126 anos de idade. Há planos para melhorar o design do interior e a construção de novos edifícios na Praça do Templo.

Mas acreditamos que o projeto de reforma esteja relacionado com a renovação das almas e em ajudar as pessoas a vir à Jesus Cristo, disse o bispo Davies.

Cada elemento da reforma do templo, dos edifícios adjacentes, dos jardins e elementos artísticos serão um sinal do Salvador.

Queremos que as pessoas venham e sintam que este é o centro do cristianismo.

“Queremos que as pessoas venham e sintam que este é o centro do cristianismo”, ele disse. “Teremos fracassado caso os visitantes venham para este lugar e somente enxerguem uma bela arquitetura, e não pensar em Cristo”.

Bill Williams, arquiteto e diretor de decoração de interiores do templo da Igreja disse que ele e os companheiros de trabalho têm a responsabilidade preservar os recursos arquitetônicos do Templo de Salt Lake, mesmo tendo que remodelar o templo para torná-lo mais acessível e seguir os códigos de obras e edificações modernas.

Várias modificações serão quase imperceptíveis em relação passado arquitetônico do templo.

“Essa é a nossa intenção”, ele disse. “Você pode olhar e dizer que nas fotos de 1893 o teto do templo eram rebaixados devido aos sistemas mecânicos. Vamos tentar levantar esse teto ao máximo. Vamos restaurar a aparência do batistério e acrescentar pilares e outros elementos históricos.

Templo de Salt Lake após a dedicação em abril de 1893.
Templo de Salt Lake após a dedicação em abril de 1893. Credit: IRI

Williams sorri ao imaginar que poderia receber Brigham Young ou Wilford Woodruff — que dedicou a capela em 1893 — durante a visitação após a reforma do Templo de Salt Lake.

“Acho que eles ficariam muito curiosos”, ele disse. “Haveria um espírito familiar”.

Como arquiteto experiente, Williams ainda sente prazer em admirar o Templo de Salt Lake e apreciar os elementos que fazem dele a estrutura principal do Vale do Lago Salgado.

“O templo é incrivelmente peculiar à herança dos pioneiros. É obvio que foi feito manualmente — e com muito amor”.

Como cristão, Williams disse que o poder do Templo de Salt Lake transcende qualquer maravilha estética. É rico em simbolismo arquitetônico e um lembrete visual da doutrina restaurada.

“Quando olhamos para ele, sentimos que é um edifício eclesiástico”, ele disse.

Williams está muito ansioso pelo dia de receber o mundo no reformado Templo de Salt Lake.

“Nós realmente queremos fazer corretamente, despendemos muito tempo com os historiadores da Igreja e com os melhores profissionais para que pudéssemos ter a certeza de fazê-lo corretamente”.