Presidente de Portugal participa da visitação pública do Templo de Lisboa Portugal

O presidente da República de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa, esteve no Templo de Lisboa Portugal em 29 de agosto, durante a visitação pública do templo.

Na ocasião, o presidente também recebeu de presente do élder José A. Teixeira, da Presidência dos Setenta, sua história familiar documentada — um gráfico de quatro gerações emoldurado e um livro de sua ascendência.

“Meu avô foi para o Brasil quando era muito jovem”, disse Rebelo de Sousa em um comunicado à Sala de Imprensa. Depois, ele foi para a Angola. Ele se tornou um comerciante muito conhecido. Esses tipos de histórias são muito importantes. E sei que sua Igreja dá bastante importância para a família, como eu dou. (A família) é o alicerce da sociedade.

Também estavam com Rebelo de Sousa na visitação ao templo o élder Gary B. Sabin, setenta autoridade geral e presidente da Área Europa da Igreja, e o élder Joaquim Moreira, setenta de área responsável pela visitação pública do templo.

O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa tira uma fotografia com uma criança no terreno do Templo de Lisboa Portugal em 29 de agosto de 2019.
O presidente de Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa tira uma fotografia com uma criança no terreno do Templo de Lisboa Portugal em 29 de agosto de 2019. Credit: Intellectual Reserve, Inc

Além do edifício de 15 metros de altura, o templo tem uma torre dourada de 40 metros com uma estátua do anjo Morôni no topo, de acordo com um artigo do Church News. O interior do templo destaca as cores dourada, azul, ocre e lavanda, e o exterior é feito de calcário Moleanos português. Os vidros do exterior e interior foram esculpidos em padrões tradicionais portugueses, com destaques feitos em folhas de ouro.

“Quero que as pessoas venham e vejam o templo”, disse o élder Teixeira. “Mais do que apenas ser bonito, ele é cheio de significado, cheio de sentido à vida e de explicações de o que a vida significa para nós como famílias. O que fazemos no templo não é secreto, é especial e sagrado.”

O templo foi anunciado pelo presidente Thomas S. Monson, que também dedicou Portugal para a pregação do evangelho em 1947, na Conferência Geral de outubro de 2010. O élder Neil L. Andersen, do Quórum dos Doze Apóstolos, dedicará o templo em 15 de setembro. Ele será o 163º templo em funcionamento da Igreja no mundo.