Membros em todo o mundo comentam o anúncio de 8 novos templos pelo presidente Nelson

O presidente Russell M. Nelson anunciou oito novos templos durante a sessão das mulheres na Conferência Geral de outubro de 2019. Os templos foram anunciados para os seguintes locais:

  • Freetown, Serra Leoa
  • Orem, Utah
  • Port Moresby, Papua-Nova Guiné
  • Bentonville, Arkansas
  • Bacolod, Filipinas
  • McAllen, Texas
  • Cobán, Guatemala
  • Taylorsville, Utah

Não é de admirar que os anúncios tenham sido motivo de comemoração para os santos dos últimos dias que moram nos locais onde esses templos serão construídos.

Taylorsville, Utah

A prefeita de Taylorsville, Kristie Steadman Overson, disse que ficou “extremamente feliz e entusiasmada” ao saber que a cidade em que ela morou quase a vida toda terá um templo.

A família da prefeita mora em Taylorsville há muitas gerações.

Localizada no centro do Condado de Salt Lake, Taylorsville tem 60.000 habitantes. O que antes era uma grande comunidade rural, hoje possui várias subdivisões, parques e uma próspera área comercial.

O presidente Russell M. Nelson, ao centro, acena para as pessoas presentes na conferência antes da sessão geral das mulheres da Conferência Geral Semestral n° 189 de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no Centro de Conferências de Salt Lake City, no sábado, 5 de outubro de 2019.
O presidente Russell M. Nelson, ao centro, acena para as pessoas presentes na conferência antes da sessão geral das mulheres da Conferência Geral Semestral n° 189 de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no Centro de Conferências de Salt Lake City, no sábado, 5 de outubro de 2019. Credit: Colter Peterson, Deseret News

A prefeita Overson prevê que o futuro templo mudará para sempre a vida de sua cidade.

“Taylorsville vai realmente se sobressair na região. (…) Vai ser maravilhoso!” disse ela. “É extraordinário e eu estou encantada.”

Orem, Utah

O élder Glen D. Mella, que é setenta de área e mora em Orem, disse que o anúncio que o presidente Nelson fez sobre planos de construir mais um templo no Condado de Utah é uma bênção extraordinária.

“Estamos absolutamente radiantes”, disse ele. “Somos abençoados por ter acesso aos templos existentes nesta área, como o de Provo e American Fork, mas com o crescimento do Condado de Utah, surge oportunidade para mais um templo.”

O élder Mella disse que ter um templo em Orem também vai mudar sua cidade, embora haja edifícios semelhantes por todo o Condado de Utah.

“Sabemos que o propósito principal dos templos é fazer com que as pessoas se aproximem mais do Salvador Jesus Cristo. As bênçãos mais importantes terão mais impacto sobre as pessoas e as famílias, mas também terão um efeito positivo em nossa cidade.

Vamos nos achegar mais uns aos outros e ter uma comunidade mais unida.

Com dois templos anunciados para Utah, o número de templos no “estado da colmeia” sobe agora para 23, incluindo 17 já em funcionamento e um em Saratoga Springs cuja abertura de terra está programada para este mês.

Além dos templos em Orem e Taylorsville, dois outros foram anunciados pelo presidente Nelson no ano passado: o Templo do Condado de Washington, em outubro de 2018, e o Templo de Tooele Valley em abril deste ano.
O número de membros em Utah passa de 2,1 milhões, com 596 estacas e 5.156 congregações.

Cobán, Guatemala

Ingrid Marina Caal de Lornez estava assistindo à Conferência Geral das Mulheres com seu marido em Cobán, Guatemala, quando ouviu o presidente Nelson anunciar que sua cidade natal seria o local para o terceiro templo em seu país.

O presidente Russell M. Nelson fala na sessão das mulheres da 189ª Conferência Geral Semestral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no Centro de Conferências em Salt Lake City em 5 de outubro de 2019.
O presidente Russell M. Nelson fala na sessão das mulheres da 189ª Conferência Geral Semestral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no Centro de Conferências em Salt Lake City em 5 de outubro de 2019. Credit: Colter Peterson, Deseret News

“Fiquei tão emocionada!”, disse ela ao Church News. “Eu não esperava que isso acontecesse tão cedo. O templo vai nos ajudar a fortalecer nossa fé. Essa fé vai ajudar todas as pessoas da nossa comunidade de Salacuim em Cobán.”

O presidente da Estaca Guatemala Cobán, Duglas Coy Duerig, acrescentou: “Saber que teremos o privilégio de ter um templo em nossa cidade foi tão especial! Estou tão emocionado — é difícil expressar em palavras.”

Viajar até o templo que fica na Cidade da Guatemala é bem difícil para muitos dos santos dos últimos dias na região de Cobán. As pessoas serão abençoadas porque um número muito maior de membros fiéis vai poder um dia ir ao templo com mais frequência, disse o presidente Duerig.

A Guatemala tem quase 78.000 membros, com 49 estacas e 441 congregações, bem como seis missões. Esse templo em Cobán será o terceiro do país, sendo que o primeiro foi dedicado na Cidade da Guatemala, em 1984, e o segundo em Quetzaltenango em 2011.

Bentonville, Arkansas

O presidente da Estaca Bentonville Arkansas, Simon F. Keogh, disse que recebeu 64 mensagens de texto pouco depois do anúncio de que um templo seria construído em sua cidade.

“É difícil sentir outra coisa senão gratidão pelo Senhor e Sua terna misericórdia”, disse ele. “Coletivamente, como estaca, sabemos que, para nos qualificar para as bênçãos do templo, precisamos ser fiéis, diligentes e obedientes, bem como exercer a fé necessária para frequentar o templo que nos foi designado (na Cidade de Oklahoma).”

O presidente Keogh disse que sua estaca tem colocado como prioridade o trabalho de história da família nos últimos anos. Os jovens que moram na área de Bentonville ficaram muito felizes.

“É difícil sentir outra coisa senão gratidão pelo Senhor e Sua terna misericórdia.”

“Ter um templo do Senhor em Bentonville será uma bênção extraordinária para toda a comunidade que, em sua maioria, é uma comunidade cristã, repleta de pessoas boas. Agora elas terão um farol e um símbolo do amor de Cristo, bem como um símbolo da Restauração que vai ajudá-las a adquirir um verdadeiro conhecimento de quem Ele é e das bênçãos que Ele tem para elas.

O templo em Bentonville será o primeiro do estado de Arkansas, onde o número de membros chega a quase 32.000, com sete estacas, 69 congregações e uma missão cujos escritórios ficam nessa cidade.

McAllen, Texas

Um templo em McAllen também vai enriquecer a comunidade local dos membros da Igreja. Logo eles terão acesso às bênçãos sem precedentes de um edifício dedicado para esse fim, disse o presidente da Estaca McAllen Texas, J. Romeo Villarreal.

“Estou recebendo uma mensagem atrás da outra: ‘É verdade?’ ‘Será que ouvimos direito?’”, disse ele.

O presidente Villarreal disse que os recém-conversos vão ser especialmente afetados pelo futuro templo.

Uma multidão de mulheres lota o Centro de Conferências durante a sessão das mulheres na 189ª Conferência Geral Semestral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em 5 de outubro de 2019.
Uma multidão de mulheres lota o Centro de Conferências durante a sessão das mulheres na 189ª Conferência Geral Semestral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em 5 de outubro de 2019. Credit: Colter Peterson, Deseret News

“Não há absolutamente nenhuma dúvida de que, para os recém-conversos que estão fazendo o trabalho de templo e história da família, especialmente ao visitar o templo, (isso será) um fator importantíssimo para fortalecê-los e ajudá-los a ficarem ativos. (…) Vai solidificar o testemunho de tantas pessoas!”

Mais de 357.000 membros residem nas 75 estacas e 698 congregações do Texas, que também possui oito missões. O templo em McAllen será o quinto do “estado da estrela solitária”, que tem templos funcionando em Dallas, San Antonio, Houston e Lubbock.

Bacolod, Filipinas

Cora Ius foi batizada em Bacolod, Filipinas, em 1980 e agora reside em Orem, Utah. Ela estava no Centro de Conferências quando o presidente Nelson anunciou um templo em sua terra natal — e na cidade em que ela mora atualmente. Ela disse que ficou “radiante” de felicidade.

“Isso é um milagre para mim particularmente — poder testemunhar isso”, disse ela com voz emocionada. “Eu sei que os santos têm se esforçado tanto em Bacolod! Eles vêm orando por isso há anos.”

Ius disse que ficou felicíssima em saber que sua família em Bacolod agora vai poder ir ao templo com a frequência que desejarem. Os membros em Bacolod têm que viajar para o templo em Cebu.

Doris Jardeleza Yap, a irmã mais nova de Ius, mora em Bacolod e foi batizada em 1980.

“Desta vez, os membros não vão ter nenhuma razão para não ir ao templo por não poderem custear as despesas devido à distância”, disse Yap. “Sei que somos muito abençoados por esses (novos templos) e vamos poder continuar com o trabalho do templo, especialmente por nossos antepassados falecidos.”

Ius disse que ela e sua família se esforçaram muito para ficar ativos na Igreja em Bacolod. “O fato de conseguirmos ficar ativos desde o nosso batismo e poder testemunhar tudo isso, para nós, é uma bênção maravilhosa”, disse ela.

“Para nós, valeu a pena o esforço”, acrescentou. “Agora, estamos colhendo as bênçãos. Estou tão feliz pelos pioneiros de Bacolod!”.

O anúncio feito pelo presidente Nelson na noite de sábado dá continuidade ao padrão profético de construção de templos.

O templo anunciado para Bacolod será o sétimo das Filipinas e o quarto anunciado em menos de três anos, entrando para a lista de templos planejados, primeiro para a área da Grande Manila (anunciado em abril de 2017), depois para Cagayan de Oro (abril de 2018) e Davao (outubro de 2018).

As Filipinas é um dentre vários outros países no mundo onde a Igreja tem 100 ou mais estacas — 107, com 785.000 membros em 1.227 congregações. Além de 22 missões, as Filipinas têm dois templos em funcionamento: um em Manila (1984), outro na Cidade de Cebu (2010), e um terceiro está sendo construído em Urdaneta.

Freetown, Serra Leoa

Serra Leoa tem mais de 21.000 membros em cinco estacas, 69 congregações e uma missão.

O país atualmente frequenta o distrito do Templo de Gana, sendo que esse templo fica a 1.472 quilômetros de Freetown, o que significa uma viagem de 33 horas de carro ou ônibus. A irmã Jean B. Bingham, presidente geral da Sociedade de Socorro, visitou Serra Leoa em junho para observar a implementação do Programa de Alfabetização por meio do Evangelho. Lá ela pôde observar como “o evangelho está progredindo”.

Um trabalho global

O presidente Russell M. Nelson retornou de sua Turnê de Ministério na América Latina, onde visitou cinco países em nove dias e realizou seis devocionais diferentes. "Este é um ministério global", disse ele. "O evangelho é para todos."#LatAm

Posted by Church News em Português on Tuesday, September 3, 2019

O Programa de Alfabetização por meio do Evangelho, disse ela após sua visita, “é mais um fator que está fazendo com que este país alcance a bênção maravilhosa de ser capaz de realmente ter tudo o que o Pai Celestial deseja para Seus filhos”.

O templo vai ajudar os santos dos últimos dias em Serra Leoa a desfrutar das bênçãos do evangelho como nunca foi possível antes.

Port Moresby, Papua-Nova Guiné

Sábado também foi um momento histórico para os santos dos últimos dias da Papua-Nova Guiné. Os planos para o primeiro templo da ilha agora estão em andamento.

O élder Robert Dudfield, desobrigado durante a conferência geral como setenta de área, recebeu designações que o fizeram viajar muitas vezes à Papua-Nova Guiné. Ele disse: “Não sei o que dizer, de tanta alegria”.

Depois do anúncio, ele imediatamente agradeceu às famílias de Papua-Nova Guiné, pela mídia social, pelo esforço delas em se preparar para um templo. “A visão se concretizou”, disse ele sobre o país em que o presidente Nelson dedicou a propriedade para a capela do ramo de Popondetta em novembro de 1991. A Missão Papua-Nova Guiné Port Moresby foi criada em fevereiro de 1992.

“Estou tão feliz!”, disse o élder Dudfield. “Como eu servi junto com os irmãos e irmãs de Papua-Nova Guiné nos últimos anos, sei muito bem o que um templo significa para eles. Eles são um povo de fé, de compromisso e têm grande amor pelo Salvador Jesus Cristo. Para muitos dos 32.000 membros, esta foi a resposta de décadas de oração.

“Nos últimos anos, temos visto muitas família se fortalecerem no caminho do convênio, o que resulta em comunidades mais fortes e um país preparado para o templo.

Choro de alegria junto com eles por essa benção de um templo em seu país.”

Mais de 28.000 santos dos últimos dias fazem parte das duas estacas e 80 congregações em Papua-Nova Guiné, com duas missões no sudeste da nação situada no Oceano Pacífico. Papua-Nova Guiné faz parte do distrito do Templo de Fiji sendo que Port Moresby fica a 3.540 quilômetros de avião de Suva.

Padrão profético

O anúncio feito pelo presidente Nelson na noite de sábado dá continuidade ao padrão profético de construção de templos.

 Durante a Conferência Geral de outubro de 1997, o presidente Gordon B. Hinckley anunciou planos para três templos menores do que o normal, em Monticello, Utah, Anchorage, Alaska, e Colonia Juárez, México. Esses templos serviriam de protótipos para um novo design.

“Nos últimos meses, temos viajado para muitos locais distantes onde se encontram membros da Igreja”, disse o presidente Hinckley ao fazer o anúncio. “Tenho estado com muitas pessoas que têm muito pouco do que o mundo oferece. Mas eles têm grande fé no coração a respeito da obra dos últimos dias. Eles amam a Igreja. Eles amam o evangelho. Eles amam o Senhor e querem fazer sua vontade. E estão pagando seu dízimo, por menor que seja. Estão fazendo sacrifícios tremendos para ir a um templo. Viajam durante dias em ônibus baratos e barcos velhos. Economizam dinheiro e passam privações para que a viagem seja possível.

Várias pessoas andando pelos arredores da Praça do Templo antes da sessão da tarde de sábado da 189ª Conferência Geral Semestral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em Salt Lake City, 5 de outubro de 2019.
Várias pessoas andando pelos arredores da Praça do Templo antes da sessão da tarde de sábado da 189ª Conferência Geral Semestral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em Salt Lake City, 5 de outubro de 2019. Credit: Spenser Heaps, Deseret News

Eles precisam de templos mais próximos — templos menores, bonitos e que atendam às necessidades deles.”

Trinta templos como esses seriam construídos nos continentes do mundo, disse o 15º presidente.

 O presidente Hinckley foi inspirado a construir templos menores durante uma viagem por terra entre Colonia Juárez, México, e El Paso, Texas.

“Refleti no que poderíamos fazer para ajudar essas pessoas da Igreja no México”, disse ele numa entrevista ao Church News em 1998. “Eles têm sido tão fiéis durante todos esses anos. (…) E, no entanto, têm que viajar para Mesa, Arizona, para irem a um templo.”

Foi daí que surgiu o conceito de templos menores na mente do profeta.

“Cheguei à conclusão de que não precisávamos de uma lavanderia no templo. Não precisávamos alugar roupas. Não precisávamos de um refeitório. Essas coisas têm sido feitas nos templos por conveniência, mas não são necessárias (para as ordenanças do templo).”

 Os elementos essenciais de um templo, segundo ele, poderiam ser incluídos em estruturas menores e construídos em menos tempo e a custos reduzidos.

O Templo de Monticello tornou-se o primeiro desses templos “pequenos” em julho de 1998. Dezenas de templos como esse foram construídos pelo mundo, oferecendo a milhares de santos dos últimos dias as bênçãos extraordinárias de um templo.

A tradição de se construir templos 

O 16º líder da Igreja, o presidente Thomas S. Monson, continuou com a tradição iniciada por seu antecessor em relação à construção de templos. Como presidente da Igreja, o presidente Monson dedicou 14 templos e rededicou ou anunciou muitos outros.

 De acordo com o anúncio de sábado à noite, metade dos templos da Igreja cuja construção foi anunciada serão erigidos fora dos Estados Unidos.

 Desde que se tornou o 17º presidente da Igreja, o presidente Nelson já anunciou 35 templos, incluindo os que foram anunciados no sábado.

Os repórteres do Church News Aubrey Eyre, Scott Taylor, Sydney Walker e Sarah Jane Weaver contribuíram para este artigo.