Uma doença, uma cura inesperada e mais lembranças do élder Uchtdorf antes da rededicação do Templo de Frankfurt Alemanha

FRIEDRICHSDORF, Alemanha — Dieter Uchtdorf, com onze anos de idade, tinha a incumbência de pegar e entregar roupas na pequena empresa que seus pais tinham depois que a família fugiu da Alemanha Oriental devastada pela guerra em 1952 em busca de uma nova vida na Alemanha Ocidental.

O jovem Dieter queria uma bicicleta esportiva elegante e brilhante para fazer as entregas depois da escola, mas o dinheiro era pouco. E, embora preferisse passar tempo com amigos em vez de fazer suas retiradas e entregas, ele correu para lá e para cá por vários anos em uma bicicleta preta para trabalho pesado, puxando atrás dela um reboque desajeitado ao longo das ruas de Bergen-Enkheim, perto de Frankfurt.

Ao ter que cumprir com as obrigações militares anos mais tarde, quando jovem, Dieter se ofereceu para a servir na força aérea, na esperança de ser piloto de caça na Luftwaffe. Os médicos realizaram exames médicos de pré-alistamento; surpreso com os resultados, eles refizeram os exames. Um excesso de secreção nos pulmões indicou que ele havia tido uma doença de pulmão, e os médicos quiseram saber qual tratamento ele havia feito para ser curado tão completamente.

Foi a primeira vez que Dieter — agora o élder Dieter F. Uchtdorf, membro do Quórum dos Doze Apóstolos — soube que tinha sofrido de uma doença pulmonar. Ele percebeu que seu exercício regular no ar fresco quando era menino entregador de lavanderia e pedalava a bicicleta pesada contribuiu para a cura da doença e para o sucesso de sua carreira como futuro piloto de caça e capitão de companhia aérea.

O élder Uchtdorf compartilhou essa história pessoal em um devocional com os jovens em Friedrichsdorf, na Alemanha, na noite de sábado, 19 de outubro, véspera da rededicação do Templo de Frankfurt Alemanha. Uma multidão de pé lotou a sede de estaca Friedrichsdorf construída ao lado do templo durante os quatro anos em que ele ficou fechado para a reforma, e a maioria dos jovens estava ouvindo pela primeira vez a história que o élder Uchtdorf compartilhou na conferência geral há quase uma década e meia.

A congregação junta-se a um pequeno grupo orquestral e ao coro cantando “As Famílias Poderão Ser Eternas” no devocional para os jovens em Friedrichsdorf, Alemanha, em 19 de outubro de 2019, véspera da rededicação do Templo de Frankfurt.
A congregação junta-se a um pequeno grupo orquestral e ao coro cantando “As Famílias Poderão Ser Eternas” no devocional para os jovens em Friedrichsdorf, Alemanha, em 19 de outubro de 2019, véspera da rededicação do Templo de Frankfurt. Credit: Scott Taylor

Reconhecendo aos jovens que desafios, decepções e preocupações podem estar presentes no futuro deles, o élder Uchtdorf disse que o medo e o desânimo não precisam estar— se os jovens continuarem a confiar em Deus e a ter fé em Sua promessa de acompanhamento espiritual. 

“Se Deus é por vocês, quem será contra vocês?”, perguntou ele.

O apóstolo visitante disse que seu desejo é que os jovens saibam que Deus é real, que Jesus Cristo vive e que Ele é real também. “E os princípios ensinados nesta Igreja, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, são princípios que mudarão nossa vida aqui para melhor e nos ajudarão a ter nossa família unida aqui nesta terra e na vida vindoura.

“Então eu espero que eles tenham o desejo e o sentimento de estabelecer esse alicerce firme, este testemunho pessoal firme no coração e na mente, que eles estejam dispostos a trabalhar esse desejo, ter a disciplina e envidar os esforços necessários para compreender o evangelho e sua mensagem em sua vida.”

Com uma mão, ele tirou do bolso a pequena versão dobrável de “Para o Vigor da Juventude”, e com a outra tirou do outro bolso sua recomendação do templo, explicando como viver fiel aos temas listados no panfleto pode ajudar os jovens a se prepararem para responder de modo fiel e digno quando procurarem receber a recomendação. Ele mencionou que o panfleto mostra uma foto do templo e enfatizou a relação entre eles segurando as duas coisas juntas como se fossem uma só.

O élder Dieter F. Uchtdorf e a irmã Harriet Uchtdorf, no centro, pausam para uma foto com a família de seu filho — da esquerda para a direita, Jasmin, Guido, Carolyn, Niklas Ivan e Robin Uchtdorf — no sábado, 19 de outubro de 2019, fora do Templo de Frankfurt Alemanha.
O élder Dieter F. Uchtdorf e a irmã Harriet Uchtdorf, no centro, pausam para uma foto com a família de seu filho — da esquerda para a direita, Jasmin, Guido, Carolyn, Niklas Ivan e Robin Uchtdorf — no sábado, 19 de outubro de 2019, fora do Templo de Frankfurt Alemanha. Credit: Scott Taylor

As respostas das perguntas para receber a recomendação do templo refletem a atitude, os objetivos e os comportamentos que, por sua vez, afetam o futuro, disse ele.

O devocional noturno aconteceu antes da rededicação do templo no domingo — a segunda vez no complexo do Templo de Frankfurt, onde os jovens desfrutaram de um evento assim. Na noite anterior à visitação pública do templo do mês passado, os jovens das estacas circunvizinhas foram convidados a fazer os primeiros passeios guiados oficiais pelo edifício sagrado reformado.

Claro, esses passeios guiados foram um teste final para os organizadores da visitação pública. “Mas estar no terreno do templo naquela noite com centenas de jovens, recebendo pequenos vislumbres de como eles se sentiram ao serem conduzidos pelo templo, foi incrível”, disse o presidente Manuel Metzner, presidente da Estaca Frankfurt Alemanha. “Havia uma sensação muito especial lá naquela noite.”

Assim como havia sábado à noite, quando os jovens ouviram o élder Uchtdorf falar-lhes. A irmã Harriet Uchtdorf, esposa do élder Uchtdorf, e o élder Erich W. Kopischke, que é setenta autoridade geral, nascido na Alemanha e membro da Presidência da Área Europa, também discursaram no devocional de 90 minutos.

Juntando-se ao casal Uchtdorf para cumprir a designação do final de semana de realizar a rededicação do Templo estavam o élder Patrick Kearon, da Presidência dos Setenta e sua esposa, a irmã Jennifer Kearon, e os três setentas autoridades gerais que compõem a Presidência da Área Europa e a respectiva esposa de cada um deles: O élder Gary B. Sabin, presidente da área; a irmã Valerie Sabin; o élder Massimo de Feo, primeiro conselheiro na Presidência da Área; a irmã Loredana de Feo; o élder Kopischke, segundo conselheiro; e a irmã Christiane Kopischke.

A Presidência da Área Europa está sediada em Frankfurt, e o élder Kearon serviu por cinco anos — primeiro como conselheiro e depois como presidente da área — na Europa antes de seu chamado em 2017 para a Presidência dos Setenta. Como tal, a designação para retornar a Friedrichsdorf, um município que fica 20 quilômetros ao norte de Frankfurt, proporcionou um sentimento de volta ao lar para o casal Kearon, pois ambos estavam visivelmente emocionados por estar entre os jovens alemães durante a oração, o hino e o sermão durante o devocional.

O élder Dieter F. Uchtdorf e a irmã Harriet Uchtdorf reúnem-se com um grupo de jovens em uma reunião antes de um devocional no sábado, 19 de outubro de 2019, em Friedrichsdorf, Alemanha.
O élder Dieter F. Uchtdorf e a irmã Harriet Uchtdorf reúnem-se com um grupo de jovens em uma reunião antes de um devocional no sábado, 19 de outubro de 2019, em Friedrichsdorf, Alemanha. Credit: Scott Taylor

No início da tarde, o élder e a irmã Uchtdorf reuniram-se com um seleto grupo de 18 jovens, fazendo perguntas e respondendo aos questionamentos.

“Eu nunca tinha conhecido um apóstolo antes”, disse Jakob Keil, 14, de Hannover, Alemanha, e neto do élder e da irmã Kopischke. “Eu senti uma confirmação de que ele realmente é um apóstolo, e então meu testemunho agora é mais forte do que antes.”

Sua irmã, Mia Keil, de 13 anos, acrescentou o seguinte sobre ouvir o élder e a irmã Uchtdorf: “Aprendi que eles realmente são inspirados por Deus e que eles nos dizem exatamente o que precisamos ouvir.”

Os eventos de sábado começaram com os líderes visitantes e a respectiva esposa de cada um deles chegando ao complexo de mais de 2 hectares que inclui um anexo e uma pequena área de visitantes, um alojamento para frequentadores do templo, apartamentos para os missionários do templo e uma casa para o presidente e a diretora do templo. Depois de cumprimentar amigos e familiares do lado de fora, o grupo caminhou pelo Templo de Frankfurt, que durante os quatro anos de reforma teve todas as paredes exteriores de granito e o telhado de cobre retiradas e incluiu a realocação de um batistério ampliado para um nível subterrâneo recém-criado.

Depois de visitar o templo, o élder Uchtdorf levou seu filho, Guido Uchtdorf, com ele para recriar uma caminhada que os dois fizeram 32 anos antes com três apóstolos. Os élderes Neal A. Maxwell, Russell M. Nelson e Joseph B. Wirthlin estavam lá com o presidente Ezra Taft Benson para a dedicação original de três dias e 11 sessões do Templo de Frankfurt Alemanha, que aconteceu de 28 a 30 de agosto de 1987.

Como élder e irmã Uchtdorf participaram da visitação pública do Templo de Frankfurt 32 anos atrás

Um dia, precisando esticar as pernas entre as sessões, os três apóstolos convidaram o presidente da estaca local, que também estava servindo como presidente do comitê de dedicação e visitação pública do templo — Dieter Uchtdorf — para fazer uma caminhada. Ele, por sua vez, levou Guido, que na época tinha 17 anos de idade e estava ajudando durante a dedicação.

O élder Dieter F. Uchtdorf ao lado de seu filho, Guido Uchtdorf, no sábado, 19 de outubro de 2019, na praça do centro da cidade de Friedrichsdorf, Alemanha, o local onde os dois tiraram uma foto com os élderes Russell M. Nelson, Neal A. Maxwell e Joseph B. WIrthlin 32 anos antes durante uma pausa na dedicação original do Templo de Frankfurt.
O élder Dieter F. Uchtdorf ao lado de seu filho, Guido Uchtdorf, no sábado, 19 de outubro de 2019, na praça do centro da cidade de Friedrichsdorf, Alemanha, o local onde os dois tiraram uma foto com os élderes Russell M. Nelson, Neal A. Maxwell e Joseph B. WIrthlin 32 anos antes durante uma pausa na dedicação original do Templo de Frankfurt. Credit: Scott Taylor

 “Foi um sentimento simplesmente enorme de gratidão pelo fato de o Senhor ter enviado esses apóstolos para a Alemanha a fim de ajudar a criar um centro de espiritualidade”, lembrou o élder Uchtdorf ao falar sobre o dia em que caminharam cerca de 450 metros em direção ao centro de Friedrichsdorf, a cidade que resultou de um asilo e da terra que o conde Friedrich II concedeu aos huguenotes que fugiam da perseguição religiosa na França no final do século XVII.

Os três apóstolos, Dieter e Guido Uchtdorf pararam ali para tirar uma foto em 1987. O élder Nelson, posteriormente, tornou-se o presidente Nelson, o 17º presidente da Igreja, e os élderes Maxwell e Wirthlin são falecidos.

Na tarde nublada de sábado quando um sino da igreja local deu três badaladas, os dois Uchtdorfs fizeram a mesma caminhada de seis minutos do templo até o monumento e o busto que honram o conde Friedrich II e suas ações generosas. Desta vez, o pai era o apóstolo e o filho estava com a mesma idade que seu pai tinha em 1987, e os dois parara para tirar outra foto para comemorar a ocasião e a lembrança.

“Foi emocionante fazer parte da dedicação deste templo”, lembrou Guido Uchtdorf, que agora mora perto de Zurique, Suíça, com sua esposa, Carolyn, e seus três filhos.

Ele admite que ele se lembra mais das experiências que teve ajudando na dedicação do que da caminhada até o centro da cidade. A partir da posição de ajudante, ele também viu os membros do coro da dedicação do templo se esforçando para continuar cantando, mas ele também ouviu vozes invisíveis cantando o hino com o coro.

“Foi especial estar aqui neste local e conhecer as autoridades gerais e caminhar com eles”, disse ele, mostrando estar perplexo por fazer parte da foto histórica. “Vemos todos de pé perto uns dos outros, e então tem um tipo de ‘lacuna apostólica’ no meio. … Eu fiquei um pouco indeciso, mas meu pai disse: ‘Não, venha sair na foto’. Foi um momento feliz.”

O élder Dieter F. Uchtdorf, à direita, e seu filho, Guido Uchtdorf, recriam um passeio pelo Templo de Frankfurt em 19 de outubro de 2019, e no centro da cidade de Friedrichsdorf, na Alemanha, em homenagem a um passeio semelhante feito com três apóstolos durante a dedicação do templo de 1987.
O élder Dieter F. Uchtdorf, à direita, e seu filho, Guido Uchtdorf, recriam um passeio pelo Templo de Frankfurt em 19 de outubro de 2019, e no centro da cidade de Friedrichsdorf, na Alemanha, em homenagem a um passeio semelhante feito com três apóstolos durante a dedicação do templo de 1987. Credit: Scott Taylor