Presidente Nelson e seu foco nos templos: mais do que números, trata-se de princípios, convites e promessas

Os templos e a adoração no templo têm sido um foco importante para o Presidente Russell M. Nelson, em seus três anos como Presidente de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, desde a memorável dedicação do Templo de Roma Itália, até o fechamento de todos os templos em funcionamento — e a cuidadosa e cautelosa reabertura desde então — devido à pandemia de COVID-19 em 2020.

Mas isso vai além dos totais dos templos e das listas de locais. Cada enfoque nos templos proporcionou ao Presidente Nelson — junto com a Primeira Presidência e o Quórum dos Doze Apóstolos — ampla oportunidade para ensinar princípios, lembrar de renovar seus compromissos, convidar à ação e prometer bênçãos.

Os profetas e apóstolos estão destacando o propósito dos templos, os convênios neles feitos, as ordenanças eternas neles realizadas e a dignidade necessária para entrar neles.

Em três anos, Presidente Nelson dirigiu a dedicação de nove templos e a rededicação de outros nove; outras duas dedicações e uma rededicação prevista para 2020 estão suspensas devido a precauções pandêmicas.

Além disso, ele anunciou 49 novos locais de templos e o início de grandes reformas nos templos da era dos pioneiros da Igreja, começando pelos templos de Salt Lake e St. George Utah. E das 33 aberturas de terra, dois terços delas são de templos que ele mesmo anunciou.

A Igreja tem agora 231 templos em vários estágios de funcionamento, construção e planejamento. Seus 168 templos dedicados incluem oito fechados para reformas — outros 35 estão em construção e outros 28 em planejamento e projeto.

Fechamentos e reaberturas dos templos em 2020

Como em todos os aspectos da vida, a pandemia global de COVID-19 interferiu no uso e expansão dos templos da Igreja, durante grande parte do terceiro ano do Presidente Nelson. Um mês depois do fechamento forçado pela pandemia de muitos templos no mundo inteiro, a Primeira Presidência fechou todos os templos em funcionamento no final de março de 2020.

Em um vídeo do Church News, o Profeta falou sobre a dolorosa decisão de se fechar os templos.

“O propósito da Igreja é trazer as bênçãos de Deus aos Seus filhos dos dois lados do véu”, disse ele. “Então, apenas nos nossos templos podemos receber as maiores bênçãos que Deus tem reservado para Seus filhos fiéis. Então, quão difícil foi tomar a decisão de fechar os templos? Foi dolorosa; foi extremamente preocupante.

Perguntei a mim mesmo: ‘O que diria para o Profeta Joseph Smith? O que diria para Brigham Young, Wilford Woodruff e os outros presidentes, até o Presidente Thomas S. Monson? Vou me encontrar com eles em breve.’ Fechar os templos negaria tudo pelo qual todos aqueles irmãos se sacrificaram, mas realmente não tivemos outra alternativa.”

O fechamento dos templos é temporário, enfatizou o Presidente Nelson.

“Os templos abrirão novamente, cautelosa e cuidadosamente, em etapas. Embora os templos tenham sido fechados, a pesquisa e o trabalho de história da família deram um grande salto e mais nomes estão sendo adicionados.”

No início de maio, a Primeira Presidência anunciou “uma reabertura dos templos cuidadosamente coordenada, cautelosa e em fases”, dividida em quatro partes, com a Fase 1 — a partir do dia 11 de maio — permitindo selamentos próprios limitados de marido e mulher.

Seguiu-se a Fase 2 — todas as ordenanças próprias sendo realizadas, com os primeiros templos passando para essa fase no dia 27 de julho. E no final de dezembro, a Primeira Presidência identificou os quatro primeiros templos se preparando para reabrir na Fase 3, incluindo a realização de ordenanças vicárias pelos mortos.

Revisões relacionadas aos templos

Durante a sessão de encerramento da Conferência Geral de Outubro de 2019, Presidente Nelson disse que “o símbolo máximo da Restauração é o templo sagrado. Suas ordenanças e seus convênios sagrados são fundamentais para que o povo esteja preparado para receber o Senhor em Sua Segunda Vinda”. 

Ele então anunciou uma lista atualizada de perguntas para as entrevistas de recomendação para o templo. “A dignidade pessoal para entrar na casa do Senhor exige muita preparação espiritual individual”, disse ele. “Mas com a ajuda de Deus, nada é impossível. É mais fácil construir um templo do que edificar um povo que seja preparado para o templo.”

Presidente Russell M. Nelson fala, na conclusão da sessão da manhã de domingo da conferência geral, no dia 5 de abril de 2020.
Presidente Russell M. Nelson fala, na conclusão da sessão da manhã de domingo da conferência geral, no dia 5 de abril de 2020. Credit: Intellectual Reserve, Inc.

Outras revisões durante os últimos três anos incluem a remoção do período de um ano de espera para o selamento no templo após o casamento civil; a permissão para mulheres, jovens e crianças participarem como testemunhas de batismos e selamentos no templo; e a confirmação, em julho de 2020, dos ajustes às investiduras do templo.

Dedicações e rededicações

A dedicação do Templo de Roma Itália, em março de 2019, representa um ponto alto dos templos durante a liderança do Presidente Nelson. Ele descreveu o acontecimento como “um marco na história da Igreja”, acrescentando: “As coisas vão avançar em ritmo acelerado. A Igreja terá um futuro sem precedentes, sem paralelos. Estamos agora apenas construindo para aquilo que está por vir.”

Em Roma, todos os membros da Primeira Presidência e do Quórum dos Doze Apóstolos estavam presentes, quando Presidente Nelson dedicou o sagrado edifício. Isso serve também como um excelente exemplo de como as designações de dedicações de novos templos e as rededicações de templos reformados foram compartilhadas entre o Presidente Nelson, a Primeira Presidência e o Quórum dos Doze Apóstolos.

Dedicações

  • Templo de Concepción Chile — dedicado no dia 28 de outubro de 2018, pelo Presidente Nelson, acompanhado pelo Élder Gary E. Stevenson
  • Templo de Barranquilla Colômbia — dedicado no dia 9 de dezembro de 2018, pelo Presidente Dallin H. Oaks, acompanhado pelo Élder Ulisses Soares.
  • Templo Roma Itália — dedicado de 10 a 12 de março de 2019, pelo Presidente Nelson, acompanhado de todos os membros da Primeira Presidência e do Quórum dos Doze Apóstolos.
  • Templo de Kinshasa República Democrática do Congo — dedicado no dia 14 de abril de 2019, pelo Élder Dale G. Renlund.
  • Templo de Fortaleza Brasil — dedicado no dia 2 de junho de 2019, pelo Élder Soares.
  • Templo de Porto Príncipe Haiti — dedicado no dia 1º de setembro de 2019, pelo Élder David A. Bednar.
  • Templo de Lisboa Portugal — dedicado no dia 15 de setembro de 2019, pelo Élder Neil L. Andersen.
  • Templo de Arequipa Peru — dedicado no dia 15 de dezembro de 2019, pelo Élder Soares, lendo a oração dedicatória escrita pelo Presidente Nelson.
  • Templo de Durban África do Sul — dedicado no dia 16 de fevereiro de 2020, pelo Élder Ronald A. Rasband.
O Presidente Russell M. Nelson de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e sua esposa, Wendy Nelson, acompanhados pelo Élder Gary E. Stevenson, do Quórum dos Doze Apóstolos, e de sua esposa Lesa Stevenson, durante a dedicação do Templo santo dos últimos dias de Concepción Chile, na cidade de Concepción, no Chile, no domingo, 28 de outubro de 2018.
O Presidente Russell M. Nelson de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e sua esposa, Wendy Nelson, acompanhados pelo Élder Gary E. Stevenson, do Quórum dos Doze Apóstolos, e de sua esposa Lesa Stevenson, durante a dedicação do Templo santo dos últimos dias de Concepción Chile, na cidade de Concepción, no Chile, no domingo, 28 de outubro de 2018. Credit: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Rededicações

  • Templo de Houston Texas — rededicado no dia 22 de abril de 2018, pelo Presidente M. Russell Ballard.
  • Templo de Jordan River Utah — rededicado no dia 20 de maio de 2018, pelo Presidente Henry B. Eyring, acompanhado pelo Élder Quentin L. Cook.
  • Templo de Memphis Tennessee — rededicado no dia 5 de maio de 2019, pelo Élder Jeffrey R. Holland.
  • Templo de Oklahoma City Oklahoma — rededicado no dia 19 de maio de 2019, pelo Presidente Henry B. Eyring.
  • Templo de Oakland Califórnia — rededicado no dia 16 de junho de 2019, pelo Presidente Oaks, acompanhado pelo Élder David A. Bednar.
  • Templo de Raleigh Carolina do Norte — rededicado no dia 13 de outubro de 2019, pelo Presidente M. Russell Ballard.
  • Templo de Frankfurt Alemanha — rededicado no dia 20 de outubro de 2019, pelo Élder Dieter F. Uchtdorf.
  • Templo de Assunção Paraguai — rededicado no dia 3 de novembro de 2019, pelo Élder D. Todd Christofferson.
  • Templo de Baton Rouge Louisiana — rededicado no dia 17 de novembro de 2019, pelo Élder Quentin L. Cook.

Além disso, cinco aberturas de terra de templos foram presididas por membros do Quórum dos Doze — duas pelo Élder Jeffrey R. Holland e uma pelo Élder David A. Bednar, Élder Neil L. Andersen e Élder Gerrit W. Gong, respectivamente.

Anúncios ‘sagrados’ de templos

Em seus três anos como Presidente da Igreja, Presidente Nelson anunciou novos locais de templos em cada uma das seis conferências gerais que presidiu — 49 locais no total. Os 49 se encontram em 28 nações e territórios, em seis continentes e em dez ilhas através dos oceanos e mares da Terra.

Como o anúncio de novos locais de templos tem sido o padrão na maioria das conferências gerais por vários anos, as reações de alguns dos presentes nas conferências estavam se tornando cada vez mais audíveis e perceptíveis — de suspiros de surpresa, a quase aplausos por aqueles com ligação pessoal aos novos locais.

Ao se preparar para anunciar novos locais para templos durante a Conferência Geral de Abril de 2019, Presidente Nelson lembrou aos presentes de que tais anúncios se tornaram parte do registro sagrado da Igreja e pediu-lhes que ouvissem com atenção e reverência. “Se eu anunciar um templo em um lugar que é especial para vocês, sugiro que simplesmente abaixem a cabeça com uma oração silenciosa de gratidão no coração”, continuou ele. “Não queremos explosões verbais que nos desviem da natureza sagrada desta conferência e dos templos sagrados do Senhor.”

Templos vinculados a ministérios

Das 13 viagens de ministração do Presidente Nelson em 2018 e 2019, a 46 cidades diferentes, de 32 países e territórios diferentes, os templos forneceram um tema subjacente.

Durante os devocionais de ministração, o apelo do Presidente Nelson para a coligação de Israel, de ambos os lados do véu, serviu como um refrão repetido. O Profeta visitou frequentemente locais de templos em construção, ou com um local já oficialmente designado; em outras cidades, ele visitou possíveis locais para os templos.

Vinte e seis das paradas foram em áreas metropolitanas onde estava localizado um templo; outras nove aconteceram onde templos estavam em construção ou anunciados, e em planejamento e projeto. E ele anunciou mais três templos em determinadas cidades, depois de tê-las visitado durante sua ministração.

Presidente Russell M. Nelson, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, mostra a representação de um artista do templo de Phnom Penh Camboja durante um devocional em Phnom Penh, Camboja, no dia 19 de novembro, 2019.
Presidente Russell M. Nelson, de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, mostra a representação de um artista do templo de Phnom Penh Camboja durante um devocional em Phnom Penh, Camboja, no dia 19 de novembro, 2019.

A visita do Presidente Nelson a Jerusalém foi documentada tendo o Monte do Templo da Cidade Velha como pano de fundo de sua primeira ministração global, em abril de 2018. Ele concluiu sua ministração sul-americana em outubro de 2018, dedicando o Templo de Concepción Chile, enquanto sua visita ao Vaticano, em março de 2019, coincidiu com a já mencionada dedicação do Templo de Roma Itália. E durante a ministração ao Sudeste Asiático, em novembro de 2019, Presidente Nelson revelou uma ilustração do exterior do já então anunciado Templo de Phnom Penh Camboja, durante seu devocional em Phnom Penh.