Primeira Presidência anuncia mudanças no Templo de Salt Lake City — aumento de capacidade, impacto nas sessões ao vivo; Templo de Manti Utah é o próximo a ser reformado

A Primeira Presidência de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias anunciou, na manhã de sexta-feira, dia 12 de março, modificações na renovação em andamento do Templo de Salt Lake, bem como os planos de reforma para o Templo de Manti Utah.

As modificações para o Templo de Salt Lake incluem a adição de um segundo batistério e salas adicionais de investidura e selamento — aumentando a capacidade do edifício sagrado que foi originalmente dedicado em 1893. O refeitório do templo será fechado.

O templo de Manti Utah se juntará ao Templo de Salt Lake e ao Templo de St. George Utah como o terceiro templo da era dos pioneiros, datado do final do século XIX, a passar por reformas. Os planos e uma data de início para a reforma serão anunciados ainda este ano.

Para ambos os templos de Salt Lake e Manti, a investidura no templo mudará de uma apresentação ao vivo conduzida em várias salas diferentes para apresentações de filmes em uma única sala. Além disso, murais históricos, mas antigos em ambos os edifícios, estão sendo removidos.

O anúncio da Primeira Presidência no dia 12 de março incluiu um documento suplementar com perguntas e respostas sobre o projeto do Templo de Salt Lake.

“Desde a época em que nossos antepassados pioneiros chegaram ao Vale do Lago Salgado, a visão, a construção e a adoração no Templo de Salt Lake ocuparam um lugar especial na mente e no coração dos membros da Igreja”, escreveu Presidente Russell M. Nelson e seus conselheiros, Presidente Dallin H. Oaks e Presidente Henry B. Eyring na declaração. “O edifício é um símbolo de nosso amor pelo Salvador Jesus Cristo. Agora está sendo reformado e atualizado para que possa continuar a cumprir esta função por muitos e muitos anos.”

Expansão do Templo de Salt Lake — e redução

Conforme o projeto de renovação do Templo de Salt Lake progrediu desde que foi anunciado há quase dois anos, os líderes da Igreja “sentiram a mão do Senhor nos guiando para modificar vários aspectos da reforma”, escreveu a Primeira Presidência na declaração.

“O Templo de Salt Lake está no coração da sede da Igreja. Como o Profeta Isaías predisse, muitos virão de todas as nações para esta casa do Senhor (Isaías 2:2-3). Muitas mudanças estão sendo feitas para garantir uma experiência familiar e edificante para os membros que frequentam o templo.”

Presidente Russell M. Nelson de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, fala ao repórteres durante uma coletiva de imprensa em Salt Lake City na sexta-feira, dia19 de abril de 2019, sobre os planos de reforma do Templo de Salt Lake e Praça do Templo.
Presidente Russell M. Nelson de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, fala ao repórteres durante uma coletiva de imprensa em Salt Lake City na sexta-feira, dia19 de abril de 2019, sobre os planos de reforma do Templo de Salt Lake e Praça do Templo. Crédito: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Embora a proteção sísmica seja o principal motivo da reforma, a Igreja também está aproveitando a oportunidade para fazer outras melhorias e mudanças, de acordo com os líderes.

Modificações recentes incluem o acréscimo de duas salas de investidura, mais salas para ordenanças de selamento e um segundo batistério, que permite maior capacidade e mais ordenanças do templo sendo realizadas. Os líderes antecipam que, com tais mudanças, o templo seja capaz de acomodar mais do que o dobro do número normal de membros.

Quando a reforma for concluída, o templo terá um total de cinco salas de investidura, cada uma com capacidade para 150 pessoas. Quatro salas de investidura estarão localizadas no primeiro andar do templo, com a quinta delas no segundo andar.

A adição de 10 novas salas de selamento eleva o número total para 23, com capacidades variadas de até 75 pessoas.

Os dois batistérios estarão localizados no nível inferior do novo anexo do templo, que fica ao norte do próprio templo. O local do batistério anterior será usado para acomodar as duas novas salas de investidura.

Uma representação de um dos dois batistérios que serão construídos durante a reforma do Templo de Salt Lake.
Uma representação de um dos dois batistérios que serão construídos durante a reforma do Templo de Salt Lake. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

O anexo do templo abrigará instalações de apoio, incluindo uma capela maior, uma área maior de espera para casamentos, vestiários adicionais e os batistérios.

O Templo de Salt Lake não terá mais um refeitório. A área que anteriormente onde estava localizado será usada para acomodar as instalações adicionais de apoio à capacidade aumentada do templo.

“Esperamos pelo dia em que a reforma seja concluída e possamos dar as boas-vindas a amigos de todo o mundo para visitar o templo antes de sua dedicação”, disse a Primeira Presidência, “e depois para os membros adorarem novamente nesta bela casa do Senhor.”

De apresentações ao vivo a filmes

Tanto no templo de Salt Lake, como no de Manti, a experiência dos membros anteriormente incluía uma apresentação progressiva de sala em sala por atores ao vivo. No entanto, ambos farão a transição para apresentações de filme em uma única sala, semelhante ao que é feito em outros templos da Igreja em todo o mundo.

Embora as apresentações ao vivo tenham sido feitas em inglês, a apresentação do filme estará disponível em mais de 80 idiomas.

“Essa decisão também possibilitará realizar mais sessões a cada dia”, disse a Primeira Presidência, acrescentando que, “esperamos que isso ajude mais membros a se sentirem confiantes para servir como oficiantes, sem a necessidade de uma longa memorização.”

Antes da reforma, as sessões de investidura de apresentação ao vivo no Templo de Salt Lake começavam a cada hora. Com as cinco salas de investiduras operando após a reabertura do templo, as sessões poderão começar a cada 20 ou 30 minutos, permitindo mais flexibilidade para os membros que frequentam o templo.

A Primeira Presidência disse que, com os dois templos históricos, existe o desejo de garantir que os aprendizados e experiências sejam semelhantes para todos os que vêm de qualquer parte do mundo. “As mesmas ordenanças, convênios e autoridade estão disponíveis em todos os templos e agora serão apresentados da mesma forma — e agora em mais de 80 idiomas.”

Murais e outros elementos históricos

As reformas do templo para o futuro estão impactando elementos históricos, como os murais expansivos nos dois templos, disse a Primeira Presidência.

No Templo de Salt Lake, a adição de novas salas de investidura, um novo método de apresentação, reforço sísmico e mudanças para atender aos requisitos de acessibilidade significaram que os murais do templo precisariam ser movidos e/ou repintados. Algumas seções dos murais estavam em más condições e começando a desmoronar.

“Era impossível saber se os murais poderiam ser preservados durante tal mudança”, disse a Primeira Presidência. “Eles foram originalmente pintados diretamente em paredes de ripas e gesso, que foram reparadas e repintadas muitas vezes por causa de danos causados pela água e outras deteriorações. Além disso, a mudança para uma apresentação de filme significou que as salas seriam reconfiguradas.”

Uma representação da sala celestial na reforma do Templo de Salt Lake.
Uma representação da sala celestial na reforma do Templo de Salt Lake. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Por essas razões, os murais foram cuidadosamente fotografados e documentados antes da remoção, com algumas partes originais sendo preservadas nos arquivos da Igreja.

Muitas das outras características históricas do edifício também foram fotografadas e documentadas — e, em alguns casos, recuperadas arquitetonicamente. As escadarias históricas dos templos de Salt Lake e de Manti estão sendo preservadas.

No templo de Manti, os murais serão fotografados, documentados e removidos da mesma forma. Algumas áreas e elementos da estrutura do edifício serão atualizados para acomodar as apresentações de filme em uma única sala, bem como melhorar a acessibilidade para os membros.

Templo de Manti Utah.
Templo de Manti Utah. Crédito: Arquivo do Deseret News

Renovação do Templo de Manti Utah

A renovação de vários anos do Templo de Manti Utah começará no final deste ano, anunciou a Primeira Presidência.

A renovação e reparação — que incluirá atualizações mecânicas e outras mudanças — é “parte de nosso esforço para preservar e estender a vida de nossos templos pioneiros”, bem como “preparar o templo para servir por gerações”.

Na Conferência Geral de Abril de 2019, Presidente Nelson fez uma atualização sobre a reforma dos templos da era dos pioneiros, com os planos para a reforma do Templo de Salt Lake, da Praça do Templo e da praça adjacente do Edifício dos Escritórios da Igreja anunciados no final daquele mês.

Ele também disse que os templos de Manti Utah e Logan Utah seriam reformados nos próximos anos (a reforma do Templo de St. George Utah havia sido anunciada no início de 2019).

Tempo de renovação do templo, representações

Mais informações sobre a data projetada para a conclusão das reformas do Templo de Salt Lake serão fornecidas, à medida que o projeto progredir, de acordo com a declaração da Igreja.

Algumas das mudanças recentes impactam e alteram representações do interior do templo previamente divulgadas ao público. Novas representações acompanharam a última atualização da Primeira Presidência sobre as renovações.

Os novos designs de salas e instalações adicionais não afetam o espaço de reunião das Autoridades Gerais no Templo de Salt Lake.

“Os templos pioneiros históricos têm sido uma bênção para os santos dos últimos dias por mais de 140 anos”, escreveu a Primeira Presidência na declaração de 12 de março, “e sabemos que, com as atualizações e renovações agora anunciadas ou em andamento, eles continuarão para servir seu propósito sagrado para as gerações vindouras.”