Élder Rasband e Élder Gong apresentam o recém-renovado Templo de Mesa Arizona

MESA, Arizona — Que diferença um século faz.

Comparemos a segunda-feira, dia 11 de outubro de 2021, início do período de visitação pública do recém-renovado Templo de Mesa Arizona, com quase 100 anos atrás, quando A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias se preparava para dedicar e operar o que seria seu sétimo templo em funcionamento, e seu primeiro nos Estados Unidos construído fora do estado de Utah desde a mudança da religião para o oeste do país.

Nada menos do que cinco líderes da Igreja — incluindo Élder Ronald A. Rasband e Élder Gerrit W. Gong, ambos do Quórum dos Doze Apóstolos — estavam à disposição para o tour da mídia na segunda-feira, sinalizando o início de cinco semanas de visitações públicas pelo templo de 94 anos.

Coincidindo com a conferência de imprensa e o tour da mídia de segunda-feira, a Igreja divulgou uma série de imagens do interior do Templo de Mesa Arizona pela Sala de Imprensa [artigo em inglês], bem como uma coleção de fotos históricas.

Élder Ronald A. Rasband, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, conversa com a mídia e outros visitantes enquanto conduz um tour pelo recém-renovado Templo de Mesa Arizona na segunda-feira, dia 11 de outubro de 2021.
Élder Ronald A. Rasband, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, conversa com a mídia e outros visitantes enquanto conduz um tour pelo recém-renovado Templo de Mesa Arizona na segunda-feira, dia 11 de outubro de 2021. Crédito: Scott G. Winterton, Deseret News

Élder Rasband comentou ter sido designado pelo Presidente Russell M. Nelson para presidir a recepção da mídia e convidados especiais ao Templo de Mesa. Em seguida falou sobre caminharem à entrada principal e verem as declarações “A Casa do Senhor” e “Santidade ao Senhor”.

“Ter a designação de vir e cumprir a missão do Profeta, e então estar dentro da Casa do Senhor e cumprir Sua missão, é simplesmente um grande privilégio e honra — é a melhor coisa.”

Ele ainda acrescentou: “E em seguida, você se esforça para transmitir esse Espírito àqueles que estão com você, especialmente de uma forma que eles possam compreender … e adquirir um certo apreço pelo templo.”

Élder Gerrit W. Gong, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, conversa com membros da mídia no início de um tour pelo recém-renovado Templo de Mesa Arizona na segunda-feira, dia 11 de outubro de 2021.
Élder Gerrit W. Gong, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, conversa com membros da mídia no início de um tour pelo recém-renovado Templo de Mesa Arizona na segunda-feira, dia 11 de outubro de 2021. Crédito: Scott G. Winterton, Deseret News

Élder Gong — que como Élder Rasband conduziu grupos da mídia e representantes culturais e étnicos através do templo — citou três temas preponderantes para o templo: primeiro, reconhecermos nossa divina identidade e propósito, e o amor de Deus a todos; segundo, termos oportunidades de fazer convênios que nos unam a Deus e àqueles que amamos, e sermos dotados com a habilidades de nos tornarmos melhores; e terceiro, aprendermos como poderemos nos encontrar com Deus e como se preparar para isso.

Ele também destacou aos convidados, a “beleza e crença” do templo, sendo ele um lugar de grande beleza, o qual é um reflexo de nossa doutrina e crenças fundamentais. “Tudo no templo é refinado e planejado para elevar nossa alma, para nos dar compreensão da inspiração sobre quem somos, para trazer diante de nós as possibilidades”, disse ele.

Olhando para trás ao longo das décadas, vemos que o Templo de Mesa teve originalmente uma dedicação muito diferente.

Líderes e membros da Igreja se reuniram para as cerimônias de dedicação do templo de Mesa, de 23 a 27 de outubro de 1927.
Líderes e membros da Igreja se reuniram para as cerimônias de dedicação do templo de Mesa, de 23 a 27 de outubro de 1927. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Em outubro de 1919, Heber J. Grant, Presidente da Igreja, anunciou planos para um templo em Mesa, e os residentes locais se comprometeram a doar 125 mil dólares em um mês — o que seria mais de 2,3 milhões hoje. No entanto, o projeto foi atrasado devido a uma crise econômica em 1920.

Em 25 de abril de 1922, a abertura de terra foi realizada em um terreno de oito hectares, delimitado pelas ruas LeSueur, Main e Hobson, e Second Avenue em Mesa, com um design inspirado no templo de Salomão da antiga Jerusalém.

Em vez de uma visitação pública, formal e breve, realizada pouco antes da dedicação, tours foram oferecidos durante os últimos dois anos da construção do templo, com cerca de 200 mil visitantes ao edifício, de maio de 1925 até sua dedicação no dia 23 de outubro de 1927.

A sala celestial do Templo de Mesa Arizona. Lustres cristalinos destacam o motivo neoclássico, com pilastras caneladas e capitéis coríntios, que são compensados por arandelas cristalinas.
A sala celestial do Templo de Mesa Arizona. Lustres cristalinos destacam o motivo neoclássico, com pilastras caneladas e capitéis coríntios, que são compensados por arandelas cristalinas. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Em meados da década de 1970, o templo foi fechado para renovações, recebendo mais de 205 mil visitantes durante um período de visitação pública de duas semanas, antes que Presidente Spencer W. Kimball — natural do Arizona — o rededicasse no dia 16 de abril de 1975.

E agora, após fechar em maio de 2018 para renovações, o Templo de Mesa Arizona desfrutará de um período de visitação pública mais longo, que durará cinco semanas; entretanto, a pandemia de COVID-19 criou algumas restrições, incluindo o número de visitantes por vez.

No evento de segunda-feira, Élderes Rasband e Gong foram acompanhados por suas respectivas esposas, a irmã Melanie Rasband e a irmã Susan Gong, além da irmã Reyna Isabel Aburto, segunda conselheira na presidência geral da Sociedade de Socorro; Élder Kevin R. Duncan, Autoridade Geral e diretor executivo do Departamento de Templos da Igreja; Élder Paul B. Pieper, Setenta Autoridade Geral e presidente da Área América do Norte Sudoeste; e outras autoridades gerais e respectivos cônjuges.

A sala celestial do Templo de Mesa Arizona após sua conclusão em 1927. As pilastras caneladas com capitéis coríntios representam um design popular no Renascimento Colonial da década de 1920 nos Estados Unidos.
A sala celestial do Templo de Mesa Arizona após sua conclusão em 1927. As pilastras caneladas com capitéis coríntios representam um design popular no Renascimento Colonial da década de 1920 nos Estados Unidos. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Visitação pública, rededicação e história do templo

Presidente Dallin H. Oaks, primeiro conselheiro na Primeira Presidência, presidirá a rededicação no domingo, dia 12 de dezembro, que será realizada em três sessões — às 9h00, 12h00 e 15h00 (horário do Arizona). Juntamente com um devocional para jovens no sábado, dia 11 de dezembro, as sessões rededicatórias serão transmitidas para todas as unidades do distrito do Templo de Mesa Arizona.

Após os tours da mídia de 11 de outubro e subsequentes tours para trabalhadores de construção e convidados especiais, o período de visitação pública começará no sábado, dia 16 de outubro, e irá até sábado, dia 20 de novembro, excluindo todos os domingos durante o evento de cinco semanas.

Anunciada em junho de 2017, a renovação do templo começou em maio de 2018 — a segunda grande renovação do templo de 94 anos.

A fonte batismal do Templo de Mesa Arizona. A fonte é revestida com azulejos de terracota raros e sobre bois, também feitos de terracota, que representam as doze tribos de Israel.
A fonte batismal do Templo de Mesa Arizona. A fonte é revestida com azulejos de terracota raros e sobre bois, também feitos de terracota, que representam as doze tribos de Israel. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Quando Presidente Grant dedicou o que era chamado de “Templo do Arizona” no dia 23 de outubro de 1927, o edifício foi o sétimo templo da Igreja em ordem cronológica, em termos de templos dedicados e em funcionamento, após os templos de St. George Utah, Logan Utah, Manti Utah, Salt Lake, Laie Havaí e Cardston Alberta. Os templos de Laie, Cardston e Mesa eram semelhantes em aparência — edifícios de tijolos sem pináculos ou torres e inspirados no design neoclássico, sugerindo o templo de Salomão na antiga Jerusalém.

Em 1945, o edifício se tornou o primeiro templo a oferecer ordenanças em um idioma além do inglês, com a realização de ordenanças em espanhol, e se tornou um cativante templo para santos dos últimos dias que viajavam do México e das Américas Central e do Sul.

A mídia e outros visitantes ouvem Élder Gerrit W. Gong, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos Últimos, durante um tour pelo recém-renovado Templo de Mesa Arizona na segunda-feira, dia 11 de outubro de 2021.
A mídia e outros visitantes ouvem Élder Gerrit W. Gong, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos Últimos, durante um tour pelo recém-renovado Templo de Mesa Arizona na segunda-feira, dia 11 de outubro de 2021. Crédito: Scott G. Winterton, Deseret News

A irmã Aburto observou que isso significou que, santos dos últimos dias vindos desde o México até a Argentina, foram até ali para fazerem convênios, realizarem ordenanças e serem investidos com poder. “Eles sacrificaram tanto para virem, e muitos tiveram que viajar por várias semanas de ônibus para chegarem até aqui”, disse. Ela ainda acrescentou que eles foram bem-vindos, hospedados e alimentados por membros locais da Igreja, antes de retornarem e serem uma fonte de membros poderosos, com suas investiduras e líderes em suas alas e ramos.

Ela comentou que sentiu, juntamente com seu marido, nascido no México, que ambos são beneficiários do Templo de Mesa e de seu longo alcance a gerações passadas de santos dos últimos dias falantes de espanhol, que frequentaram e receberam suas investiduras neste templo. “Honestamente, sinto que o fato de que estou aqui hoje é em grande parte uma bênção provinda dos sacrifícios que eles fizeram.”

Em fevereiro de 1974, o Templo de Mesa Arizona foi fechado para uma extensa renovação, que incluiu nova tecnologia nas salas de ordenanças, bem como uma nova entrada. Com uma expansão de 1.579 m² adicionais e rededicados em abril de 1975, o templo teve um aumento no número de vestiários e salas de ordenanças maiores.

Uma equipe de artistas instala um grande mural em uma das salas de instrução do Templo de Mesa Arizona. Eles utilizaram um processo inovador que permite a colocação precisa de grandes faixas de material, julho de 2020.
Uma equipe de artistas instala um grande mural em uma das salas de instrução do Templo de Mesa Arizona. Eles utilizaram um processo inovador que permite a colocação precisa de grandes faixas de material, julho de 2020. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

As recentes renovações

No interior, características como o conhecido piso em mármore xadrez e altos lambris e rodapés de mármore permanecem, tendo sido restaurados ou replicados. As tintas para o interior — cerca de 50 cores — são baseadas em esquemas e matizes originais, como sugerido pela revisão das primeiras fotografias e pela descoberta de camadas de tinta durante a renovação.

Grandes murais originais no batistério e ao longo das grandes escadas foram limpos e restaurados, os quais apresentam Joseph e Hyrum Smith compartilhando o evangelho com nações indígenas americanas, e João Batista conferindo o Sacerdócio Aarônico a Joseph Smith e Oliver Cowdery.

Detalhe da moldura de uma porta em arco da sala celestial no Templo de Mesa do Arizona mostra o estilo do Renascimento Colonial, popular nos Estados Unidos na década de 1920, que inclui caneluras, rosáceas, cártulas e motivos de óvalos e dardos, acentuados com folhas de acanto.
Detalhe da moldura de uma porta em arco da sala celestial no Templo de Mesa do Arizona mostra o estilo do Renascimento Colonial, popular nos Estados Unidos na década de 1920, que inclui caneluras, rosáceas, cártulas e motivos de óvalos e dardos, acentuados com folhas de acanto. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Os murais nas salas de instrução foram removidos, permitindo reparos nas paredes e atualizações nos equipamentos de utilidade pública. Os remanescentes dos murais são mostrados em outras áreas do templo, com novos murais — criados por Linda Curley Christensen e uma equipe de artistas — recriados e instalados a partir de fotografias dos originais.

As luminárias históricas originais do edifício foram restauradas e reutilizadas sempre que possível, com as novas projetadas para combinar com as antigas.

A marcenaria foi replicada, e as portas de nogueira lisa destacam o tipo de madeira das portas originais. Os móveis e tecidos utilizados foram inspirados no estilo neoclássico da época.

Emily Utt, curadora de Lugares Históricos, chama a fonte batismal, histórica e intricada de azulejos, de “uma das joias da Igreja — ela me diz como o batismo é importante para nós como um povo … que criaríamos estes lindos azulejos e arte, e então tomaríamos todo cuidado para restaurá-los.”

Ela e outros chamam o templo de “um oásis”, acrescentando que “é um lugar calmo e sereno, de paz e prosperidade em um deserto seco.”

Os frisos externos do recém-renovado Templo de Mesa Arizona de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em 11 de outubro de 2021.
Os frisos externos do recém-renovado Templo de Mesa Arizona de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em 11 de outubro de 2021. Crédito: Scott G. Winterton, Deseret News

Ao redor do templo

No exterior, painéis em relevo representam as crenças santos dos últimos dias a respeito das profecias de Isaías do Velho Testamento, referentes à coligação de Israel dos quatro cantos da terra.

Para Utt, os frisos destacam o Templo de Mesa como um lugar comunitário e de reunião. “Posso olhar para este edifício e ver, não só meus antepassados, mas também os de meus amigos e meus vizinhos, todos se reunindo em um templo.

O último projeto incluiu a realocação do Centro de Visitantes do templo e a renovação dos jardins do templo. A propriedade apresenta mais de 300 oliveiras, palmeiras e outras árvores ornamentais, com algumas preservadas em locais já existentes e outras movidas para ajudar a acomodar os planos para dois amados eventos anuais, o Mesa Easter Pageant [Espetáculo de Páscoa de Mesa] e as luzes de Natal.

O recém-renovado Templo de Mesa Arizona de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, visto da Main Street de Mesa, na segunda-feira, dia 11 de outubro de 2021.
O recém-renovado Templo de Mesa Arizona de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, visto da Main Street de Mesa, na segunda-feira, dia 11 de outubro de 2021. Crédito: Scott G. Winterton, Deseret News

A área ao norte do templo permanece aberta para acomodar as grandes multidões do espetáculo, com o palco planejado para o lado leste voltado para o oeste, o que significa que os participantes do evento terão o sol às suas costas.

As duas piscinas permaneceram — a grande piscina de reflexão no lado norte do templo e a menor no lado oeste, fora da entrada principal.

O Templo Mesa Arizona, à esquerda, e o Centro de Visitantes, na frente à direita, são fotografados em Mesa, Arizona, na quarta-feira, dia 11 de agosto de 2021.
O Templo Mesa Arizona, à esquerda, e o Centro de Visitantes, na frente à direita, são fotografados em Mesa, Arizona, na quarta-feira, dia 11 de agosto de 2021. Crédito: Kristin Murphy, Deseret News

O Centro de Visitantes original, construído em 1958 ao norte do templo e renovado em 1981, foi demolido, com um novo edifício construído do outro lado da rua, no canto noroeste dos jardins do templo. A realocação permite uma visão desobstruída do templo a partir da Main Street.

O novo Centro de Visitantes do Templo de Mesa Arizona foi dedicado dois meses antes, no dia 12 de agosto por Élder Ulisses Soares.

História da comunidade

Os primeiros membros da Igreja chegaram à região, que hoje é o estado do Arizona, no inverno de 1846, como membros do Batalhão Mórmon que estavam se preparando para lutar — mas nunca entraram em ação — na Guerra México-Americana.

Dois grupos de santos dos últimos dias foram enviados de Utah, na década de 1870, para explorar e colonizar o território do Arizona. O grupo de 15 carroções conhecido como a “Lehi Company” [Companhia Leí], e liderado por Daniel Webster Jones, se estabeleceu a 32 km leste de Phoenix, ao longo do rio Salt, fundando a comunidade de Lehi em 1877.

O segundo — os 25 carroções liderados por Francis M. Pomeroy e conhecidos como a “Mesa Company” [Companhia Mesa] se estabeleceu um ano depois. O solo era considerado fértil, com falta de água essencial. Os primeiros colonos encontraram os restos e os contornos de um extenso sistema de irrigação dos primeiros habitantes da região, os Hohokam, e trabalharam incansavelmente para cavar um canal de 19 km para trazer água do rio para Mesa.

Em 1883, Mesa foi incorporada como aldeia; em 1897 como vila; e em 1929 como cidade.

Estágios iniciais da construção do Templo de Mesa Arizona (na época chamado de Templo de Mesa). A construção começou em 1923 e levou mais de quatro anos para ser concluída. Os arquitetos escolheram tijolos de terracota para o revestimento do templo. A dedicação foi realizada de 23 a 27 de outubro de 1927.
Estágios iniciais da construção do Templo de Mesa Arizona (na época chamado de Templo de Mesa). A construção começou em 1923 e levou mais de quatro anos para ser concluída. Os arquitetos escolheram tijolos de terracota para o revestimento do templo. A dedicação foi realizada de 23 a 27 de outubro de 1927. Crédito: A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

Fatos e estatísticas

Arizona

  • Membros: Mais de 436.000
  • Estacas: 115
  • Congregações: 926
  • Templos: 6
  • Missões: 6

Distrito do Templo de Mesa Arizona

(inclui as cidades de Mesa, Paradise Valley, Scottsdale, Payson e partes de Phoenix e Tempe)

  • Membros: Cerca de 83.000
  • Estacas: 28
  • Congregações: 215
  • Congregações de língua espanhola: 17

Templo de Mesa Arizona

  • Endereço: 101 S. LeSueur St., Mesa, Arizona
  • Planos originais anunciados: 3 de outubro de 1919
  • Abertura de terra original: 25 de abril de 1922
  • Dedicação original: 23 de outubro de 1927
  • Primeira rededicação: 15 de abril de 1975
  • A mais recente renovação começou em: Maio de 2018
  • Segunda rededicação: 12 de dezembro de 2021
  • Arquitetos: Young e Hansen
  • Empreiteiro: Porter Brothers Inc.
  • Tamanho da propriedade: 8 hectares
  • Tamanho atual do edifício: 10.583 m²
O recém-renovado Templo de Mesa Arizona de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em 11 de outubro de 2021.
O recém-renovado Templo de Mesa Arizona de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias em 11 de outubro de 2021. Crédito: Scott G. Winterton, Deseret News