Na véspera da dedicação do Templo do Rio de Janeiro, Élder Stevenson responde perguntas dos jovens

RIO DE JANEIRO, BRASIL – Em uma reunião com os jovens do distrito do Templo do Rio de Janeiro Brasil, Élder Gary E. Stevenson falou no sábado à noite sobre o edifício e outras “fogueiras de fé” que podem ajudar os jovens a encontrarem seu caminho nesta vida mortal.

Élder Stevenson recordou uma ocasião quando se perdeu, enquanto estava escalando uma montanha no entardecer. Ele disse que foi guiado de volta ao acampamento onde ua família estava por meio de uma fogueira que seu filho havia feito no local.

Assim como a luz daquela pequena fogueira o levou de volta ao acampamento, a luz do evangelho pode ser encontrada e guiar os jovens, disse ele. Esta luz se encontra nas escrituras, família, amigos, líderes, no Programa dos Jovens e Crianças, no livreto Para o Vigor da Juventude, conferências FSY e quóruns do sacerdócio e aulas, e, evidentemente, no Templo do Rio de Janeiro Brasil. “Ao fazerem o que estão fazendo vocês serão preparados para aquilo que o Senhor lhes tem reservado”, disse Élder Stevenson do Quórum dos Doze Apóstolos.

Dirigindo-se aos jovens na véspera da dedicação do Templo do Rio de Janeiro, Élder Stevenson, acompanhado por sua esposa, a irmã Lesa Stevenson, compartilhado seu testemunho e respondeu as perguntas feitas pela audiência.

Mais de 1.000 moças e rapazes participaram da sessão de perguntas e respostas na sede da Estaca Rio de Janeiro Jacarepaguá, e muitos mais assistiram à transmissão feita para o distrito do templo em outros locais, enviando suas perguntas via WhatsApp.

Participantes levantam suas mãos para fazerem uma pergunta a Élder Gary E. Stevenson, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, durante um devocional para jovens na sede da estaca ao lado do Templo do Rio de Janeiro Brasil, sábado, 7 de maio de 2022.
Participantes levantam suas mãos para fazerem uma pergunta a Élder Gary E. Stevenson, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, durante um devocional para jovens na sede da estaca ao lado do Templo do Rio de Janeiro Brasil, sábado, 7 de maio de 2022. Crédito: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Também presentes participando do devocional e respondendo a perguntas estavam Élder Carlos A. Godoy, da presidência dos Setenta, e sua esposa, a irmã Mônica Godoy; Élder Joni L. Koch, da presidência da Área Brasil, e sua esposa, a irmã Michele Koch; e Élder Benjamin de Hoyos, Setenta Autoridade Geral.

Membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias no Brasil aguardavam ansiosamente pela abertura do oitavo templo no país. Embora tenha estado pronto há mais de dois anos, sua dedicação foi adiada devido à pandemia de COVID-19. Depois de terem aguardado este devocional por tantos meses e com grande entusiasmo, os jovens trouxeram à reunião uma grande energia positiva e suas perguntas referentes ao evangelho.

Manter bons pensamentos

A primeira das nove perguntas feitas proporcionou uma oportunidade a Élder Stevenson de demonstrar algo que ele mesmo faz para manter sua mente focada em coisas boas e evitar pensamentos ruins e negativos.

“Eu memorizo coisas”, disse ele. “Muitas coisas. Até mesmo quando vou dormir.” Este último comentário provocou muitos risos da audiência e da irmã Stevenson, que admitiu que este hábito muitas vezes a mantiveram acordada à noite, mas também que é divertido ver o que ele está memorizando.

Mas Élder Stevenson fez mais do que dizer que memoriza as coisas: ele deu muitos exemplos. Primeiro, ele citou o nome de todos os profetas desta dispensação. Depois ele recitou todos os presidentes e quando serviram. Depois, a genealogia de alguns profetas do Velho Testamento. Os jovens reagiram a cada exemplo dado, surpresos com tudo que ele memorizou.

Templo do Rio de Janeiro Brasil na noite de sábado, 7 de maio de 2022.
Templo do Rio de Janeiro Brasil na noite de sábado, 7 de maio de 2022. Crédito: Jeffrey D. Allred, Deseret News

“Todos podemos pensar em coisas boas”, disse Élder Stevenson. “E quando temos tantas coisas boas em nossa mente, é difícil para Satanás colocar pensamentos ruins em nós.”

Em relação ao mesmo tópico, Élder Godoy disse: “É muito difícil se livrar de algo ruim permanentemente se não colocarmos algo bom em seu lugar.”

Ministrando àqueles que amamos

Uma das perguntas feitas foi como podemos apoiar aqueles familiares que não são membros da Igreja.

Élder de Hoyos disse que aqueles que amamos e que não são membros da Igreja “são nossa melhor oportunidade para ministrarmos.” Ele sugeriu que lhes perguntemos como podemos ajudar.

Élder Stevenson relembrou os jovens de que alguns dos apóstolos tiveram os mesmos desafios e oportunidades em suas próprias famílias.

“Sejam um bom exemplo para eles, apenas estando presente”, disse ele. “Sempre podemos nos focar naquilo que podemos fazer.” Permanecer no caminho do convênio “ajudará fortalecer aqueles que estão a nosso redor.”

Pressões sociais

Quando lhe foi questionado sobre as pressões sociais, Élder Stevenson encorajou os jovens a não pensar demais nas respostas. “Vejam o evangelho de Jesus Cristo e seus dois grandes mandamentos”, disse ele. O primeiro deles é amar nosso Pai Celestial. “Como fazemos isso? O que fazemos?” ele perguntou aos jovens.

Voltando-se às escrituras, Élder Stevenson os lembrou de que o Salvador disse: “Se me amais, guardai meus mandamentos” (João 14:15).

“A obediência traz bênçãos”, disse Élder Stevenson. “E quando recebemos as bênçãos, recebemos também a alegria.” No segundo dos dois grandes mandamentos, Élder Stevenson disse: “Devemos ser tolerantes e inclusivos. … Jesus Cristo não disse para amarmos alguns. Ele disse para amarmos todos. … Ele também não restringiu à idade, renda, etnia, orientação sexual, gênero ou status social.”

“Eu irei e cumprirei”

Depois de responder várias perguntas, a reunião concluiu com um vídeo com o tema dos jovens de 2020, “Eu irei e cumprirei”, cantado por David Archuleta.

Os jovens, cheios de energia durante todo o devocional, acabaram por deixar esta energia escapar em forma de música. Aquilo que teve início com um pequeno murmúrio acompanhando a melodia, se tornou em um grande coro, cantando junto com o vídeo, e a letra em português.

“O evangelho nos traz coisas boas”, disse Élder Stevenson depois do vídeo. “Boas coisas vêm do Seminário. Boas coisas vêm do Instituto. Boas coisas vêm do evangelho.”

Participantes cantam durante o devocional para os jovens com Élder Gary E. Stevenson, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, na sede da estaca ao lado do templo do Rio de Janeiro Brasil, no sábado, 7 de maio de 2022.
Participantes cantam durante o devocional para os jovens com Élder Gary E. Stevenson, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, na sede da estaca ao lado do templo do Rio de Janeiro Brasil, no sábado, 7 de maio de 2022. Crédito: Jeffrey D. Allred, Deseret News

Ele ainda reconheceu que outras perguntas haviam sido enviadas, mas que, devido ao tempo limitado, não puderam ser respondidas.

“Mas há respostas. O evangelho de Jesus Cristo possui todas as respostas”, disse ele.

A irmã Stevenson disse aos jovens para olharem para o templo. “Estejam no templo. Toquem o templo. Sirvam no templo”, disse ela. “Ele os abençoará.”

Jovens expressaram sua alegria

Gabriel Soares Rodrigues, de 17 anos, da Estaca Rio de Janeiro Macaé, Ramo de Macabu, viajou por quatro horas com sua irmã e irmão mais novos, assim como amigos, para participarem pessoalmente no devocional. Ele disse que é muito importante para ele ser um bom exemplo para seus irmãos. “Eles fazem tudo que faço”, disse ele. “Sei que se eu fizer alguma coisa, eles vão fazer o mesmo, então é importante para mim seguir o exemplo de Cristo.”

O novo templo no Rio de Janeiro encurtará a distância para esta família para irem ao templo com mais frequência como família.

Letícia Vilarim, de 17 anos, uma jovem da Estaca Rio de Janeiro Nova Iguaçu, discursou no devocional e compartilhou aquilo que aprendeu ao servir durante a casa aberta do templo.

Participantes ouvem durante o devocional para os jovens com Élder Gary E. Stevenson, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, na sede da estaca ao lado do templo do Rio de Janeiro Brasil, no sábado, 7 de maio de 2022.
Participantes ouvem durante o devocional para os jovens com Élder Gary E. Stevenson, do Quórum dos Doze Apóstolos de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, na sede da estaca ao lado do templo do Rio de Janeiro Brasil, no sábado, 7 de maio de 2022. Crédito: Jeffrey D. Allred, Deseret News

“Deus ama todos os seus filhos”, disse ela, independente de nossa religião, nacionalidade ou origem. Ela também disse que o serviço a fortaleceu contra a influência do adversário.

Henrique Caetano dos Santos, um jovem da Estaca Minas Gerais Juiz de Fora também discursou durante o devocional. Ele enfatizou a importância de se fazer o trabalho para a coligação de Israel nos dois lados do véu. “Sou grato pelo Templo do Rio de Janeiro e por todos os pioneiros que tornaram possível estarmos aqui hoje.”

Um coro de jovens da Estaca Rio de Janeiro Campo Grande cantou “Quão belos são” e ….. A oração de abertura foi oferecida por Sarah Rolim Souza de Jesus, e a oração de encerramento por Marcelo Mariano Cesar da Silva.